Ellen G. White Writings

<< Back Forward >>

Testemunhos para a Igreja 1, Table of Contents

Prefácio para a quarta edição 2
Sumário 3
Capítulo 1 — Minha infância 9
Capítulo 2 — Minha conversão 14
Capítulo 3 — Sentimentos de desespero 21
Capítulo 4 — Deixando a igreja metodista 35
Capítulo 5 — Oposição de irmãos formalistas 44
Capítulo 6 — A experiência do advento 48
Capítulo 7 — Minha primeira visão 58
Capítulo 8 — Chamado para viajar 62
Capítulo 9 — Visão da nova terra*Esta visão descreve os eventos a terem lugar no fim dos 1.000 anos depois do segundo advento de Cristo. Apocalipse 20-22; Zacarias 14:4. 67
Capítulo 10 — Recusando a advertência 71
Capítulo 11 — Casamento e trabalhos posteriores 75
Capítulo 12 — Publicando e viajando 87
Capítulo 13 — Mudança para Michigan 97
Capítulo 14 — A morte de meu marido 105
Capítulo 15 — Guardador dos irmãos 113
Capítulo 16 — Tempo de início do Sábado*Ver Apêndice. 116
Capítulo 17 — Opositores da verdade*Ver Apêndice. 116
Capítulo 18 — Responsabilidade paterna 118
Capítulo 19 — Fé em Deus 120
Capítulo 20 — O grupo do Messenger*Ver Apêndice. 122
Capítulo 21 — Preparo para encontrar o Senhor 123
Capítulo 22 — Os dois caminhos 127
Capítulo 23 — Conformidade com o mundo 131
Capítulo 24 — Esposas de pastores 137
Capítulo 25 — Zelo e arrependimento 141
Capítulo 26 — O leste e o oeste 146
Capítulo 27 — Jovens observadores do Sábado 154
Capítulo 28 — Provações na igreja 164
Capítulo 29 — Tenham cuidado! 168
Capítulo 30 — O jovem rico 170
Capítulo 31 — O privilégio e dever da igreja 178
Capítulo 32 — A sacudidura 179
Capítulo 33 — A igreja de Laodicéia 185
Capítulo 34 — Casas de culto 196
Capítulo 35 — Lições tiradas das parábolas 197
Capítulo 36 — Fiadores de incrédulos 200
Capítulo 37 — Prestar juramento 201
Capítulo 38 — Erros no regime alimentar 204
Capítulo 39 — Negligência censurada*Ver Apêndice. 210
Capítulo 40 — Deveres para com os filhos 216
Capítulo 41 — Doação sistemática 220
Capítulo 42 — Nosso nome denominacional 223
Capítulo 43 — Os pobres 224
Capítulo 44 — Especulações 225
Capítulo 45 — Um mordomo infiel 227
Capítulo 46 — Fanatismo em Wisconsin 228
Capítulo 47 — Reprovações escondidas 233
Capítulo 48 — A causa em Ohio 234
Capítulo 49 — Inteira consagração 240
Capítulo 50 — Experiência pessoal 244
Capítulo 51 — A causa no oeste 250
Capítulo 52 — Uma pergunta respondida 251
Capítulo 53 — O norte e o sul 253
Capítulo 54 — A grande angústia vindoura 260
Capítulo 55 — Escravidão e guerra 264
Capítulo 56 — Tempos perigosos 268
Capítulo 57 — Organização 270
Capítulo 58 — Dever para com os pobres 272
Capítulo 59 — O poder do exemplo 274
Capítulo 60 — Consagração 287
Capítulo 61 — “Filosofias e vãs sutilezas” 290
Capítulo 62 — A religião na família 303
Capítulo 63 — Ciúmes e críticas 311
Capítulo 64 — Unidade de fé 323
Capítulo 65 — Norte do Wisconsin 326
Capítulo 66 — O poder de Satanás 341
Capítulo 67 — As duas coroas 347
Capítulo 68 — O futuro 353
Capítulo 69 — A rebelião*Ver Apêndice. 355
Capítulo 70 — Perigos e deveres dos pastores 368
Capítulo 71 — Uso errôneo das visões 382
Capítulo 72 — Pais e filhos 384
Capítulo 73 — O trabalho no leste 389
Capítulo 74 — Perigos dos jovens 390
Capítulo 75 — Andar na luz 405
Capítulo 76 — A causa no leste 409
Capítulo 77 — A oração de Davi 422
Capítulo 78 — Extremos no vestuário 424
Capítulo 79 — Mensagens ao pastor Hull*A Comissão da Associação Geral expressa aqui sua aprovação sobre a publicação deste Testemunho. Especialmente recomendamos a publicação das cartas endereçadas ao Pastor Hull, enviadas a ele em suas respectivas datas. Chamamos a particular atenção do leitor para a declaração da pág. 442. Ali é afirmado que o Pastor Hull necessitava ser guiado como um cego que dependia de outra pessoa para ver. Na Assembléia Geral em Battle Creek, em Maio de 1863, o Pastor Hull tomou conhecimento da veracidade dessa afirmação, mas desde então protestou contra ela.
A Comissão agora afirmou que, no curto espaço dos últimos quatro meses, sua conduta em abandonar cada ponto da estimada fé religiosa a nós concedida como um povo, é a mais palpável demonstração da exata afirmação do texto acima de que ele devia seguir o conselho de seus irmãos.- Com. Conf. Geral.
426
Capítulo 80 — Pastores não consagrados 438
Capítulo 81 — A esposa do pastor 449
Capítulo 82 — Direitos de patente 455
Capítulo 83 — A reforma do vestuário*Ver Apêndice. 456
Capítulo 84 — Nossos pastores 466
Capítulo 85 — A reforma de saúde 485
Capítulo 86 — Mensagens aos jovens 496
Capítulo 87 — Recreação para os cristãos 514
Capítulo 88 — O traje da reforma 521
Capítulo 89 — Suspeitas sobre Battle Creek 526
Capítulo 90 — Transferindo responsabilidades 528
Capítulo 91 — A devida observância do Sábado 531
Capítulo 92 — Sentimentos políticos 533
Capítulo 93 — Avareza 534
Capítulo 94 — O engano das riquezas 536
Capítulo 95 — Obediência à verdade 543
Capítulo 96 — Seguro de vida 549
Capítulo 97 — Fazendo circular as publicações 551
Capítulo 98 — O reformador da saúde 552
Capítulo 99 — O instituto de saúde 553
Capítulo 100 — Saúde e religião*Este artigo e o seguinte foram extraídos de cartas que enderecei aos dirigentes do Instituto de Saúde. A primeira em Maio de 1867, e a segunda em Junho do mesmo ano. E. G. W. 564
Capítulo 101 — Trabalho e divertimentos 567
Capítulo 102 — Introdução 569
Capítulo 103 — Resumo de experiências 570
Capítulo 104 — Obreiros do escritório de publicações 585
Capítulo 105 — Conflitos e vitória 592
Capítulo 106 — Resposta da igreja de Battle Creek 609
Capítulo 107 — “Magoar e ferir” 612
Capítulo 108 — O perigo da autoconfiança 621
Capítulo 109 — Não se enganem 628
Capítulo 110 — Publicando testemunhos pessoais 630
Capítulo 111 — O instituto de saúde 633
Capítulo 112 — Resumo de experiências 643
Capítulo 113 — Pastores, ordem e organização 645
Capítulo 114 — Trabalhos adicionais 653
Capítulo 115 — Ana More 666
Capítulo 116 — Cozinha saudável 680
Capítulo 117 — Livros e folhetos 687
Capítulo 118 — O lema do cristão 690
Capítulo 119 — Simpatia no lar 694
Capítulo 120 — A posição do marido 707
Apêndice 713