Ellen G. White Writings

<< Back Forward >>

«Back «Prev. Pub. «Ch «Pg   Pg» Ch» Next Pub.» Forward»

Orientação da Criança, Page 56

diante de Deus e dos anjos celestiais numa posição mais elevada que o mais renomado general que já conduziu um exército à batalha e à vitória. Disse famoso imperador, no leito de morte: “Entre todas as minhas conquistas, apenas uma há que me dá qualquer consolo agora, e essa é a vitória que obtive sobre o meu próprio temperamento turbulento.” Alexandre e César acharam mais fácil subjugar o mundo do que dominar a si mesmos. Depois de conquistar uma nação após outra, caíram — um deles, “vítima da intemperança; e o outro, de uma ambição desmedida”. — Good Health, Novembro de 1880.

Capítulo 14 — Silêncio, respeito e reverência

Reprimir o barulho e a violência

Não permita a mãe que sua mente se ocupe com coisas demais. ... Com a maior diligência e estrita vigilância, ela deve cuidar dos pequeninos que, se deixar, seguirão cada impulso que brota do fundo de seu coração inexperiente e ignorante. Na exuberância de seu espírito, darão expansão ao barulho e à violência no lar. Isso deve ser impedido. As crianças serão igualmente felizes se forem educadas a não fazer tais coisas. Devem ser ensinadas que, ao chegarem as visitas, devem ficar quietas e ser respeitosas. — Manuscrito 64, 1899.

Calma no lar

Pais e mães, ... ensinai a vossos filhos que devem estar subordinados à lei. Não lhes deixeis pensar que, por serem crianças, é seu privilégio fazerem em casa todo o barulho que quiserem. Regras e regulamentos sábios devem ser feitos e postos em vigor, a fim de que não seja estragada a beleza da vida do lar. — The Signs of the Times, 25 de Setembro de 1901.

Os pais fazem aos filhos grande mal quando permitem que gritem e chorem. Não

«Back «Prev. Pub. «Ch «Pg   Pg» Ch» Next Pub.» Forward»