Ellen G. White Writings

<< Back Forward >>

«Back «Prev. Pub. «Ch «Pg   Pg» Ch» Next Pub.» Forward»

Primeiros Escritos, Page 123

Falsos pastores

Tem-se-me mostrado que os falsos pastores estavam embriagados, mas não com vinho; cambaleiam, mas não por causa de bebida forte. A verdade de Deus está selada para eles; não a podem ler. Quando são interrogados quanto ao sétimo dia, se é ou não o verdadeiro sábado da Bíblia, encaminham as mentes a fábulas. Vi que esses profetas eram como as raposas do deserto. Eles não têm entrado nas tocas, não têm erguido um muro para que o povo de Deus possa estar de pé na batalha no dia do Senhor. Quando o espírito de alguém fica agitado, e ele começa a indagar dos falsos pastores a respeito da verdade, utilizam a maneira mais fácil e melhor de alcançar o seu objetivo e aquietar o espírito dos indagadores, embora mudando sua própria posição para fazê-lo. A luz tem brilhado sobre muitos desses pastores, mas eles não desejaram reconhecê-la, e têm mudado a sua posição inúmeras vezes para fugir à verdade e evitar as conclusões a que teriam de chegar se continuassem em sua posição anterior. O poder da verdade derruía-lhes o fundamento, mas em vez de se renderem a ela, buscavam outra plataforma, pois não estavam satisfeitos consigo mesmos.

Vi que muitos desses pastores haviam negado os passados ensinamentos de Deus; haviam negado e rejeitado as gloriosas verdades que outrora zelosamente advogaram e se envolveram com mesmerismo e toda espécie de enganos. Vi que estavam embriagados com o erro e guiavam o seu rebanho para a morte. Muitos dos opositores à verdade de Deus maquinam o mal em suas camas e durante o dia promovem os seus ímpios conselhos para

«Back «Prev. Pub. «Ch «Pg   Pg» Ch» Next Pub.» Forward»