Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 12 — Advertências e reprovações

    Prezado irmão O:

    Foi-me mostrado que o irmão foi encoberto por trevas que não foram dissipadas pelos raios de luz provindos de Cristo. Você parece insensível ao perigo, e se acha num estado de apatia, insensibilidade e despreocupação. Perguntei pela causa dessa terrível condição e foi-me mostrado que, desde que o irmão abraçou a verdade, não foi santificado por ela. Tem condescendido com o apetite e paixões sensuais, para a destruição de sua espiritualidade. Vi que Deus deu luz mediante os dons concedidos à igreja, os quais instruiriam, aconselhariam, guiariam, reprovariam e advertiriam. Esses testemunhos que você admitiu provirem de Deus, não foram atendidos, postos em prática. Desconsiderar a luz é rejeitá-la. A rejeição da luz deixa os homens presos em cadeias de escuridão e descrença.T2 93.1

    Foi-me mostrado que você aumentou sua família sem compreender a responsabilidade que estava trazendo sobre si mesmo. Tem-lhe sido impossível exercer justiça para com sua companheira e filhos. Sua primeira esposa não deveria ter morrido, mas você trouxe sobre ela cuidados e fardos que culminaram no sacrifício da vida dela. Sua esposa atual tem uma pesada sorte; sua vitalidade está prestes a debilitar-se. Aumentando rapidamente a família, você se viu preso a um estado de pobreza, e a mãe, envolvida com a educação dos jovens membros da casa, não tem tido adequadas oportunidades para sua vida. Ela tem amamentado os filhos sob as circunstâncias mais desfavoráveis, quando ainda aquecida pelo calor do fogão. Ela não instrui os filhos como deveria, nem regula seus hábitos de comer e trabalhar. O resultado de tomar alimento não muito saudável e violar as leis que Deus estabeleceu em nosso ser, trouxe doença e morte prematura aos filhos mais velhos. Doenças têm sido transmitidas à sua descendência e o livre uso de alimentos cárneos aumenta a dificuldade. Comer carne de porco tem despertado os mais mortíferos humores que havia no organismo. Seus filhos são roubados da vitalidade já antes de nascerem. Você não associou “com a virtude, o conhecimento” (2 Pedro 1:5), e seus filhos não têm sido ensinados a preservar-se nas melhores condições de saúde. Nunca deve ser posto sobre a mesa um bocado sequer de carne de porco.T2 93.2

    Os filhos têm sido deixados a si mesmos, em lugar de criados e educados para se tornarem cristãos. Em muitos respeitos, seu gado tem recebido melhor tratamento que os filhos. Você não tem cumprido seu dever com os filhos, mas deixado que cresçam na ignorância. Não compreendeu a responsabilidade que assumiu ao trazer ao mundo uma família tão numerosa, por cuja salvação você é, em grande parte, responsável. Você não pode livrar-se desse encargo. Ao desinteressar-se pela educação dos filhos e não instruí-los pacienciosa e fielmente formando-lhes caráter para o Céu, você os rouba de seus direitos. Essa atitude tem contribuído muito para destruir a confiança deles em você. O irmão é exigente, autoritário e tirânico; irrita, ralha, censura, e assim fazendo afasta as afeições dos filhos. Trata-os como se eles não tivessem seus justos direitos, como se fossem máquinas em suas mãos, para serem operadas de acordo com sua vontade. Você os provoca à ira e, frequentemente, os desestimula. Não lhes dá amor e afeição. Amor gera amor; afeição produz afeição. O espírito que manifesta aos filhos se refletirá sobre você mesmo.T2 94.1

    Você se acha em condição crítica e não tem consciência disso. É impossível a um homem intemperante ser paciente. Primeiro temperança, depois paciência. Por tanto tempo tem vivido para si e seguido a imaginação do próprio coração, que não pode discernir as coisas sagradas. Suas paixões e apetite lascivos o têm controlado. As faculdades mentais mais elevadas têm sido enfraquecidas e controlada pelas inferiores e vis. As propensões sensuais vêm ganhando forças. Quando a razão é controlada pelo apetite, o alto sentido das coisas sagradas fica reduzido. A mente é degradada, as afeições tornam-se profanas, as palavras e atos testificam do que vai no coração. Deus tem sido ofendido e desonrado por sua conversação e conduta. Suas palavras não são selecionadas e bem escolhidas; conversação baixa, vulgar, sai naturalmente de seus lábios, mesmo em presença de crianças e jovens. Sua influência a esse respeito tem sido má.T2 95.1

    Seu exemplo não é correto e você se tem colocado diretamente no caminho dos próprios filhos e dos filhos dos observadores do sábado. Toda censura a respeito de sua conduta ainda é pouca. “Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. O homem bom tira boas coisas do seu bom tesouro, e o homem mau do mau tesouro tira coisas más. Mas Eu vos digo que de toda palavra ociosa que os homens disserem hão de dar conta no dia do Juízo. Porque por tuas palavras serás justificado e por tuas palavras serás condenado.” Mateus 12:34-37. Seu coração precisa ser purificado, limpo, santificado, mediante obediência à verdade. Nada pode salvá-lo senão uma completa conversão, uma verdadeira percepção de seus caminhos pecaminosos e uma cabal transformação “pela renovação do vosso entendimento”. Romanos 12:2.T2 95.2

    Você é muito zeloso ao defender a necessidade de não negar a fé pelas obras, mas tem feito da fé uma desculpa para não assegurar aos filhos a oportunidade de obter uma educação mesmo nos ramos mais comuns. Conhecimento a respeito de si mesmo é o que você precisa, e ainda sentir a necessidade de obtê-lo. Conhecimento é o que seus filhos precisam, mas não têm o privilégio de alcançá-lo. Com essa grande carência, eles não podem tornar-se membros úteis da sociedade, e serão deficientes em sua educação religiosa. Uma pesada responsabilidade jaz à sua porta. Você está abreviando a vida de sua esposa. Como pode ela glorificar a Deus em seu corpo e espírito, “os quais pertencem a Deus”? 1 Coríntios 6:20.T2 96.1

    Deus lhe tem dado luz e conhecimento, os quais você professa crer serem vindos diretamente dEle, para instruí-lo a renunciar ao apetite. Você sabe que o uso da carne de porco é contrário a Sua ordem expressa, dada não porque Ele desejasse manifestar especialmente Sua autoridade, mas porque ela seria nociva aos que a comessem. Seu uso tornaria o sangue impuro, de modo que escrófulas e outros humores corromperiam o organismo e todo ele sofreria. Especialmente os tenros e sensíveis nervos do cérebro se enfraqueceriam e ficariam tão entorpecidos, que as coisas sagradas não seriam discernidas, mas colocadas no baixo nível das coisas comuns. Luz mostrando que a doença é causada pelo uso desse nocivo artigo de alimentação tem vindo tão rapidamente quanto o povo de Deus possa suportar. Você tem dado atenção à essa luz?T2 96.2

    Você têm ido diretamente em sentido contrário à luz que Deus Se agradou em dar em relação ao uso do fumo. A satisfação do apetite eclipsou a luz dada pelo Céu, e fez um deus dessa prejudicial condescendência. Ela é seu ídolo. Você se curvou a ela em lugar de Deus e, ao mesmo tempo professa grande fé nas visões, mas age inteiramente contrário às mesmas. Por anos você não tem avançado um passo na vida espiritual, porém se tornando cada vez mais fraco e mais sombrio. Você se tem sentido deploravelmente aflito acerca do comportamento do irmão P em sua oposição à verdade. Tem você atribuído o fraco e desanimador estado da igreja a essa oposição. É verdade que esse irmão tem sido um grande obstáculo ao progresso da causa de Deus em _____. Mas o procedimento que você tem adotado, conquanto professando conhecer a verdade e possuir experiência na obra de Deus, mostrou-se maior estorvo do que a atitude do irmão P. Se você tivesse andado segundo o conselho de Deus, e sido santificado pela verdade que professa crer, o irmão P não nutriria as dúvidas que tem. Sua posição como defensor das visões tem sido uma pedra de tropeço para os que foram incrédulos. Foi-me mostrado que seu irmão tentou suportar os pesados fardos que a triste condição da igreja lhe trouxe, até quase sucumbir sob seu peso, e desistiu para não perder a vida. Vi que o cuidado de Deus estava sobre o irmão e a irmã R, e se sua fé permanecesse inabalável, eles veriam a salvação de Deus em sua casa e na igreja.T2 96.3

    Foi-me apresentado o caso dos queridos irmão e irmã S. Eles passaram por águas escuras e as vagas lhes passaram sobre a cabeça; contudo, Deus os amou e se eles apenas Lhe confiassem seus caminhos, seriam trazidos purificados da fornalha da aflição. O irmão S tem considerado o lado escuro e duvidado de sua condição de filho de Deus. Duvidou de sua salvação. Vi que ele não precisaria esforçar-se muito para crer, mas confiar em Deus como uma criança confia em seus pais. Ele se preocupa muito, afastando-se dos braços de Jesus, dando assim ao inimigo uma chance de tentá-lo e molestá-lo. Deus conhece a fragilidade do corpo e da mente, e não requererá dele mais forças do que tem para dar. Ele tem tentado ser fiel e verdadeiro em sua profissão de fé. Falhou numerosas vezes em sua vida, todas elas por ignorância. Com relação à disciplina dos filhos, considerava que era seu dever ser estrito, e assim levou a disciplina muito longe. Tratou pequenas ofensas com grande severidade. Isso teve uma influência para afastar, em certo grau, a afeição do filho pelo pai. Durante sua doença, o irmão S foi possuído de imaginação doentia. Seu sistema nervoso desequilibrou-se e ele pensou que os filhos não o amavam como deveriam. Mas isso era resultado da doença. Satanás queria destruí-lo, desencorajando e debilitando seus pobres filhos. Mas Deus não permitiu. Seus filhos têm maiores responsabilidades a levar do que outros que são mais velhos do que eles, e merecem cuidadosa disciplina, criterioso preparo, mesclados com simpatia, amor e grande ternura.T2 97.1

    A mãe tem tido força especial e sabedoria de Deus para animar e ajudar seu marido, e fazer muito para unir os filhos a seu coração e fortalecer-lhes o afeto pelos pais e uns pelos outros. Vi que os anjos da misericórdia pairavam sobre essa família, embora as perspectivas parecessem negras e ameaçadoras. Todos os que têm manifestado profunda compaixão pelo irmão S, nunca se desapontarão, pois ele é um filho de Deus, amado por Ele. O estado depressivo da igreja tem sido verdadeiramente danoso à sua saúde. Eu o vi contemplando o lado escuro, desconfiado de si mesmo, e olhando para a sepultura. Não precisa ele demorar-se nisso, mas olhar para Jesus, o Modelo imaculado. Deve tomar coragem e animar-se no Senhor. Falar de fé, falar de esperança, descansar em Deus e não sentir que um grande esforço seja requerido de sua parte. Tudo o que Deus requer é confiança simples — lançar-se em Seus braços com todas as fraquezas, desânimo e imperfeições, e Jesus ajudará os desamparados, fortalecerá e erguerá aqueles que se sentem fracos. Deus será glorificado nessa aflição, através da paciência, fé e submissão. Oh! isso provará o poder da verdade que professamos; ela é consolação quando dela necessitamos; é apoio quando cada arrimo da natureza terrena, que tem sido um suporte limitado, é removido.T2 98.1

    Foi-me mostrado o caso do irmão T. Ele se tem colocado em um estado de servidão, para o qual Deus não o chamou. Deus não Se agrada quando pais idosos entregam sua mordomia nas mãos de filhos não consagrados, embora professem a verdade. Mas quando os recursos que o Senhor confiou a Seu povo são colocados nas mãos de filhos incrédulos, que são inimigos de Deus, Ele é desonrado, pois aquilo que poderia ser aplicado nas fileiras do Senhor, é posto nas fileiras do inimigo.T2 99.1

    O irmão T, novamente, desempenhou o papel de enganador. Tem usado fumo, mas deseja que seus irmãos pensem que não o faz. Vi que esse pecado tem impedido o progresso de sua vida espiritual. Ele tem um trabalho a fazer em sua avançada idade: abster-se “das concupiscências carnais, que combatem contra a alma”. 1 Pedro 2:11. Ama a verdade e tem sofrido por sua causa. Agora deve ele apreciar o eterno galardão, o tesouro nos Céus, a imortal herança, “a incorruptível coroa de glória” (1 Pedro 5:4), para que possa de bom grado sacrificar a condescendência com o apetite pervertido, sejam as conseqüências ou sofrimentos quais forem, e empreender a obra de purificação da carne e do espírito.T2 99.2

    Foi-me então mostrada sua nora. Ela é amada de Deus, mas mantém-se em servil cativeiro, tremendo, temendo, desalentada, duvidando e muito nervosa. Esta irmã não deve sentir que precisa render sua vontade a um jovem sem Deus, com menos idade do que ela. Ela deve lembrar que seu casamento não destrói sua individualidade. Deus tem sobre ela direitos mais altos que quaisquer direitos terrenos. Cristo comprou-a com o Seu sangue. Ela não pertence a si mesma. Ela deixa de pôr sua inteira confiança em Deus e aceita render suas convicções, sua consciência, a um homem opressor, tirânico, animado por Satanás sempre que sua satânica majestade possa atuar com eficácia por seu intermédio para intimidar este coração esquivo e tremente. Tantas vezes tem ela sido posta em agitação que seu sistema nervoso está destroçado e ela não é mais que uma ruína. É a vontade do Senhor que esta irmã esteja neste estado e Deus fique na falta de seu serviço? Não. Seu casamento foi uma armadilha do diabo. Contudo, ela deve agora fazer o melhor que lhe for possível, tratar o marido com ternura e fazê-lo tão feliz quanto puder, sem violar sua consciência; pois se ele persistir em sua rebelião, este mundo é o único céu que terá. Mas ficar sem o privilégio de reuniões, para satisfazer a um marido opressor, possuído do espírito do dragão, não está de acordo com a vontade de Deus. Ele deseja que o tremente coração corra-Lhe ao encontro. Ser-lhe-á por cobertura, “como uma sombra de grande rocha em terra sedenta”. Isaías 32:2. Somente tenha fé, confie em Deus e Ele a fortalecerá e abençoará. Todos os três filhos dela são suscetíveis às influências da verdade e do Espírito de Deus. Fossem eles postos em situação favorável, como sucede com muitos filhos de observadores do sábado, e seriam convertidos e alistados no exército do Senhor.T2 99.3

    Foi-me então mostrada uma jovem do mesmo lugar, que se havia afastado de Deus e estava envolta em trevas. Disse o anjo: “Ela correu bem, por algum tempo; que foi que a estorvou?” Fui levada a olhar para trás e vi que fora a mudança do ambiente. Ela se associava com jovens semelhantes a ela mesma, tomados de desmedida alegria e hilaridade, orgulho e amor ao mundo. Se tivesse levado a sério as palavras de Cristo, não precisava ter cedido ao inimigo. “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação.” Mateus 26:41. A tentação pode estar em toda a nossa volta, mas isto não torna necessário que nós caiamos em tentação. A verdade vale tudo. Sua influência tende, não a degradar, mas a elevar, enobrecer, purificar, e exaltar à imortalidade e ao trono de Deus. Disse o anjo: “Você quer a Cristo, ou ao mundo?” Satanás apresenta aos pobres mortais o mundo com os mais sedutores e lisonjeiros encantos, e eles o contemplam, e seu esplendor lhes obscurece a glória do Céu e aquela vida que é permanente como o trono de Deus. Uma vida de paz, felicidade e inefável alegria, e que nada conhece de tristeza, pesar, dor ou morte, é sacrificada em troca de um breve espaço de vida de pecado. Todos aqueles que se voltarem dos prazeres terrenos, e com Moisés escolherem antes sofrer aflições com o povo de Deus, do que gozar os prazeres do pecado por um pouco, estimando mais as riquezas do opróbrio de Cristo do que os tesouros do mundo receberão, com o fiel Moisés, incorruptível coroa da imortalidade, e experimentarão o “peso eterno de glória mui excelente”. 2 Coríntios 4:17.T2 100.1

    A mãe dessa moça, diversas vezes, tem sido suscetível à influência da verdade, mas de pronto dissipa a impressão por ser indecisa. Falta-lhe decisão de caráter, é muito vacilante e afetada sobremaneira pelos descrentes. Ela precisa estimular decisão, coragem, firmeza de propósito que não oscile para a direita ou para a esquerda conforme as circunstâncias. Não deve mais vacilar. Se não se corrigir nesse aspecto, será facilmente enganada e tornará sua vontade cativa de Satanás. Terá de possuir perseverança e firmeza na obra de vencer, ou será derrotada e perderá sua salvação. A obra de salvação não é um brinquedo de crianças, para ser iniciada de acordo com a vontade e deixada a seguir seu rumo. É o firme propósito, o infatigável esforço que obterá a vitória afinal. “Aquele que perseverar até o fim será salvo.” Mateus 10:22. São os que continuam pacientemente a fazer o bem que terão a vida eterna e a recompensa imortal. Se essa querida irmã houvesse sido leal às suas convicções e mantido firmeza de propósito, poderia ter exercido salvadora influência sobre sua família e o marido, e sido um especial auxílio à sua filha. Todos os que estão empenhados nesse conflito com Satanás e seus exércitos, têm diante de si um trabalho especial. Não devem ser maleáveis como a cera, que o fogo pode moldar em qualquer forma. Precisam suportar dificuldades como fiéis soldados, permanecer em seus postos e serem verdadeiros em todo o tempo.T2 101.1

    O Espírito de Deus está lutando com toda a família. Ele os libertará se estiverem dispostos a ser salvos pelo modo indicado. Agora é o tempo da graça. “Eis aqui agora o dia da salvação.” 2 Coríntios 6:2. Agora, sim, agora é o tempo de Deus. Rogamos em nome de Cristo que se reconciliem com Deus enquanto podem, e em humildade, operem sua “salvação com temor e tremor”. Filipenses 2:12. Foi-me revelado que era obra de Satanás manter a igreja em estado de insensibilidade, para que a juventude fique presa nas fileiras dele. Vi que os jovens eram suscetíveis à influência da verdade. Se os pais se consagrassem a Deus e trabalhassem com interesse pela conversão de seus filhos, Deus Se revelaria e glorificaria Seu nome entre eles.T2 102.1

    Foi-me então apresentado o caso do irmão U, que Satanás havia prendido em seus laços e afastado de Deus e de seus irmãos. O irmão V com sua incredulidade tem exercido uma influência que obscurece grandemente a compreensão do irmão U. Foi-me mostrado e salientado que a conduta mais sábia não era seguida no caso desse irmão. Não havia razão suficiente para que fosse deixado fora da igreja. Ele devia ter sido encorajado, até mesmo persuadido a unir-se com seus irmãos na igreja. Ele estava em melhor condição de fazer parte da igreja do que muitos que estavam unidos a ela. Mas não compreendia as coisas claramente e o inimigo usou essa incompreensão para seu prejuízo. Deus, que conhece os corações, teria Se agradado mais com a vida e a conduta do irmão U, do que com a vida de alguns que estão ligados à igreja. É da vontade do Senhor que ele se aproxime de seus irmãos, para que lhes possa ser uma força, e para que eles também o fortaleçam.T2 102.2

    A esposa do irmão U pode ser alcançada pela verdade. Em muitos respeitos sua conduta não é tão questionável como a de alguns que professam crer em toda a verdade. Contudo, não deve olhar às falhas e erros daqueles que fazem alta profissão de fé, mas sinceramente perguntar: O que é a verdade? Ela, em união com seu companheiro, pode exercer uma influência para o bem. Essas queridas pessoas, santificadas pela verdade, podem na força divina ser esteios na igreja e influenciar positivamente a outros. São responsáveis perante Deus pela influência que exercem. Ajuntam com Cristo ou espalham. Deus requer o peso de sua influência em Sua causa, ao lado da verdade. Jesus comprou-os com o próprio sangue. Não pertencem a si mesmos, porque foram “comprados por bom preço”. 1 Coríntios 6:20. O trabalho, portanto, está diante deles para glorificar “a Deus no... corpo e no... espírito, os quais pertencem a Deus”. 1 Coríntios 6:20. Estamos fazendo uma obra para a eternidade. É de suma importância que cada hora seja empregada no serviço de Deus, e assim assegurar um tesouro no Céu.T2 103.1

    Seu caso foi-me mostrado, irmão V, em ligação com a igreja de _____, dois anos atrás. A visão refere-se ao passado, presente e futuro. Enquanto viajávamos e nos achávamos diante de pessoas de vários lugares, o Espírito do Senhor me tornava claros os casos que me haviam sido mostrados, avivando o assunto previamente dado. Vi que você recebeu o sábado, ao mesmo tempo em que se opunha a importantes verdades ligadas a ele. Você não foi fortalecido em toda a verdade. Vi, então, sua mente posta no caminho da incredulidade, da dúvida, da desconfiança, buscando alcançar aquelas coisas que foram calculadas para fortalecer a descrença e as trevas. Em lugar de buscar evidências para fortalecer a fé, você seguiu o caminho contrário e Satanás lhe dirigiu a mente na realização dos interesses dele. Você gosta de combater, e quando entra num campo de batalha, não sabe quando depor as armas. Aprecia argumentar e condescende com esse hábito até que ele o desvie da luz, da verdade e de Deus, e o envolva em trevas fazendo com que a descrença tome posse de sua mente. Você tem sido cegado por Satanás.T2 103.2

    Como o descrente Tomé, você considera ser virtude duvidar a menos que tenha inconfundível evidência, que remova da mente todo motivo de dúvida. Elogiou Jesus o incrédulo Tomé enquanto lhe mostrava a evidência que ele pedira antes de crer? Disse-lhe Jesus: “Não sejas incrédulo, mas crente.” João 20:27. Tomé respondeu: “Senhor meu, e Deus meu.” João 20:28. Ele é agora compelido a crer; não há margem para dúvidas. “Disse-lhe Jesus: Porque Me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram!” João 20:29. Você me foi apresentado como se unindo ao líder rebelde e seus exércitos para molestar, desorientar, abater, desencorajar e transtornar aqueles que estão batalhando pelo direito, que se colocam sob a bandeira ensangüentada do Príncipe Emanuel. Sua influência, vi, afastou pessoas da guarda do sábado do quarto mandamento. Você tem empregado seus talentos e habilidade para fabricar armas para colocá-las nas mãos dos inimigos de Deus, para combater aqueles que estão tentando obedecer-Lhe guardando Seus mandamentos. Enquanto anjos têm sido comissionados para fortalecer as coisas que permanecem, para resistir e contrariar sua influência, olham com profundo pesar seu trabalho de desanimar e destruir. Você tem feito os puros e imaculados anjos chorarem.T2 104.1

    Aqueles que estão vivendo em meio aos perigos dos últimos dias, caracterizados por multidões que trocam a verdade de Deus por fábulas, terão muito trabalho para se desviarem desses mitos para eles preparados, e desejarem banquetear-se com uma verdade impopular. Aqueles que se volvem dessas fábulas à verdade, são desprezados, odiados e perseguidos pelos que as apresentam ao povo. Satanás está em guerra com o remanescente que está se empenhando em guardar “os mandamentos de Deus e” ter “o testemunho de Jesus”. Apocalipse 12:17. Anjos maus são comissionados a usar homens como agentes terrenos. Eles podem com mais sucesso exercer uma influência para tornar eficazes os ataques de Satanás contra o remanescente a quem Deus chama “a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes dAquele que vos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz”. 1 Pedro 2:9. Satanás está determinado a impedir que isso aconteça. Ele empregará cada um dos que se alistam em seu serviço para impedir o povo escolhido de Deus de manifestar os louvores dAquele que os chamou das trevas para Sua maravilhosa luz. Ocultar, cobrir essa luz, provocar desconfiança nela, desacreditá-la, é obra do grande rebelde e seus exércitos. Enquanto Jesus está purificando Seu povo, redimindo-o de toda iniqüidade, Satanás emprega suas forças para impedir esse trabalho e evitar o aperfeiçoamento dos santos. Ele não exerce seu poder sobre aqueles que estão cobertos de engano e cercados de fábulas e erros, e que não fazem qualquer esforço para receber e obedecer à verdade. Ele sabe que estão seguros; mas aqueles que estão buscando a verdade, para obedecer-lhe por amor, são os únicos que provocam sua maldade e despertam sua ira. Enquanto se mantiverem perto de Jesus, ele não pode enfraquecê-los, todavia, agrada-se quando pode levá-los a seguir o caminho da desobediência.T2 105.1

    Quando pecamos contra Deus há uma disposição de atrasar-nos um dia de viagem com relação a Jesus; buscamos separar-nos de Sua companhia porque ela se nos torna desagradável, pois cada raio de luz de Sua divina presença nos aponta o pecado de que somos culpados. Satanás exulta sobre os pecados que levou as pessoas a cometerem e se aproveita ao máximo dessas fraquezas e pecados. Ele os enumera diante dos anjos de Deus, e escarnece delas por causa dessas fraquezas e fracassos. É, em todos os sentidos, um acusador dos irmãos e exulta sobre cada pecado e erro que o povo de Deus é levado a cometer. Você, irmão V, empenhou-se em grande parte nessa mesma obra. Você tem observado o que lhe parece erros, fraquezas e faltas nas fileiras dos adventistas guardadores do sábado e submetido isso à atenção dos inimigos de nossa fé, que estão guerreando contra aquele grupo a quem os anjos celestiais ministram, e por cuja causa Jesus, seu advogado, suplica perante o Pai. Ele clama: “Poupa-os, Pai, poupa-os! Eles são a aquisição de Meu sangue!”, e levanta ao Pai as mãos feridas. Você tem sido culpado de grande pecado perante Deus. Tira vantagem daquelas coisas que fazem sofrer, que angustiam o povo de Deus quando vê alguns de seus membros não consagrados sendo freqüentemente vencidos por Satanás. Em lugar de auxiliar essas pessoas que erram a proceder corretamente, você exultantemente torna manifestos seus erros àqueles que as odeiam porque elas proclamam guardar os mandamentos e Deus e a fé de Jesus. Você tem tornado difíceis as coisas para aqueles que se dedicam ao trabalho de salvar os que erram, procurando as “ovelhas perdidas da casa de Israel”. Mateus 10:6.T2 106.1

    Por causa da desobediência de Israel e seu afastamento de Deus, foi-lhes permitido sofrer adversidades e chegar a situações angustiosas; foi permitido que seus inimigos os guerreassem, a fim de humilhá-los e levá-los a buscarem a Deus, quando em perturbação e perplexidade. “Então veio Amaleque e pelejou contra Israel em Refidim.” Êxodo 17:8. Isso aconteceu exatamente após os filhos de Israel haverem murmurado e feito injustas e irrazoáveis acusações contra os líderes que Deus havia apontado e qualificado para conduzi-los através do deserto à terra de Canaã. O Senhor dirigiu-lhes o percurso onde não havia água, para prová-los, para ver se, depois de receber muitas evidências de Seu poder, eles tinham aprendido a voltar-se para Ele em suas aflições, e se arrependido de suas passadas murmurações rebeldes contra Ele. Haviam acusado a Moisés e Arão de terem motivos egoístas para tirá-los do Egito e matar a eles e a seus filhos de fome, a fim de se enriquecerem com suas posses. Assim fazendo os israelitas atribuíam ao homem aquilo que haviam recebido como sendo inquestionáveis evidências vindas unicamente de Deus, cujo poder é ilimitado. Essas maravilhosas manifestações do poder de Deus deveriam ter atribuído somente a Ele, e glorificado Seu nome sobre a Terra. O Senhor os trouxe ao mesmo terreno de provação repetidamente, para provar se eles haviam aprendido Sua maneira de proceder e se arrependido de sua pecaminosa desobediência e murmurações rebeldes. Em Refidim, quando o povo teve sede, ainda se orgulhava e mostrava possuir um coração descrente, rebelde e murmurador, que revelava o fato de ainda não ser capaz de estabelecer-se na terra de Canaã. Se não glorificavam a Deus em suas provações e adversidades, em suas viagens através do deserto para Canaã, enquanto Deus lhes dava contínuas e inequívocas evidências de Seu poder, glória e cuidado por eles, não poderiam engrandecer-Lhe o nome e glorificá-Lo quando se estabelecessem na terra de Canaã, cercados de bênçãos e prosperidade. Por estarem sedentos, ficaram muito exasperados a ponto de o próprio Moisés temer por sua vida.T2 106.2

    Quando Israel foi atacado pelos amalequitas, Moisés deu a Josué instruções para lutar contra os inimigos, enquanto ele estaria com a vara de Deus e as mãos erguidas para o céu à vista do povo, mostrando ao rebelde e murmurador Israel que sua força e poder estavam em Deus. Ele era seu poder e a fonte de sua força. Não havia poder na vara. Deus operava através de Moisés, que recebia toda a sua força de cima. Quando ele erguia as mãos, Israel prevalecia; quando as baixava, Amaleque prevalecia. Quando Moisés se cansou, foram necessárias medidas para manter suas cansadas mãos erguidas para o céu. Arão e Hur prepararam um assento para Moisés, e então lhe sustentaram as mãos até que o sol se pusesse. Assim esses homens mostraram a Israel seu dever de apoiar Moisés em sua dura missão, enquanto ele recebia a palavra de Deus para lhes transmitir. Tal ato também demonstra que só Deus tem o destino em Suas mãos e que Ele era seu reconhecido líder. “Então disse o Senhor a Moisés: Escreve isto para memória num livro e relata-o aos ouvidos de Josué: que Eu totalmente hei de riscar a memória de Amaleque de debaixo dos céus. ... E disse: Porquanto jurou o Senhor, haverá guerra do Senhor contra Amaleque de geração em geração.” Êxodo 17:14, 16. “Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saíeis do Egito; como te saiu ao encontro no caminho e te derribou na retaguarda todos os fracos que iam após ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus. Será, pois, que, quando o Senhor, teu Deus, te tiver dado repouso de todos os teus inimigos em redor, na terra que o Senhor, teu Deus, te dará por herança, para possuí-la, então, apagarás a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esqueças.” Deuteronômio 25:17-19.T2 107.1

    Quando o anjo de Deus apresentou esses fatos das viagens e experiência dos filhos de Israel, fiquei profundamente impressionada com a consideração especial de Deus por Seu povo. Não obstante seus erros, desobediência e rebelião, eles ainda eram o povo escolhido de Deus. Ele os havia honrado de modo especial vindo de Sua santa habitação, em majestade, glória e terrível grandeza, ao Monte Sinai, falando os Dez Mandamentos na presença de todo o povo e os escrevendo com o próprio dedo em tábuas de pedra. O Senhor diz de Seu povo, Israel: “Porque povo santo és ao Senhor, teu Deus; o Senhor, teu Deus, te escolheu, para que lhe fosses o Seu povo próprio, de todos os povos que sobre a Terra há. O Senhor não tomou prazer em vós, nem vos escolheu, porque a vossa multidão era mais do que a de todos os outros povos, pois vós éreis menos em número do que todos os povos, mas porque o Senhor vos amava; e, para guardar o juramento que jurara a vossos pais.” Deuteronômio 7:6-8.T2 108.1

    Vi que aqueles que estão tentando obedecer a Deus e purificar o coração pela obediência à verdade, são o povo por Ele escolhido, Seu Israel moderno. Deles diz Deus através de Pedro: “Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes dAquele que vos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz.” 1 Pedro 2:9. Assim como foi crime para Amaleque aproveitar-se dos filhos de Israel em sua fraqueza e cansaço, para molestá-los, confundi-los e desanimá-los, também não foi pequeno pecado para você observar atentamente as fraquezas, hesitações, erros e pecados do aflito povo de Deus e expô-los aos seus inimigos. Você está fazendo a obra de Satanás e não de Deus. Muitos dos adventistas observadores do sábado em _____ estão muito debilitados. Eles têm se tornado miseráveis representantes da verdade. Não têm sido uma honra à causa da verdade presente, e a obra de Deus teria ido bem melhor sem eles. Você, por sua vez, toma a vida não consagrada desses observadores do sábado como um pretexto para sua posição pessoal de dúvida e descrença. Sua desconfiança é fortalecida ao ver alguns desses professando firme fé nas visões, defendendo-as com entusiasmo quando contestadas, embora, ao mesmo tempo que professam zelo, desrespeitam os ensinos ministrados através das visões e caminham em sentido contrário. Nesse contexto, eles foram pedras de tropeço ao irmão U, e por sua conduta atraíam descrédito sobre as visões.T2 109.1

    Foi-me mostrado que você possui coração orgulhoso, e quando pensou que seus textos foram menosprezados no escritório da Review, esse orgulho foi tocado e você iniciou uma campanha semelhante à resistência de Saulo de Tarso contra os aguilhões. Atos dos Apóstolos 26:14. Você se uniu àqueles que se voltaram da verdade de Deus para a mentira. Você fortaleceu as mãos dos pecadores, opondo-se ao conselho de Deus e indo contra o próprio coração. Tem estado guerreando contra aquilo de que não tem conhecimento. Você não sabe a obra que esteve fazendo. Vi sua esposa lutando com Deus em oração, sua fé mantendo-o firmemente, ao mesmo tempo em que se fixava no trono, suplicando as promessas infalíveis de Deus. Seu coração doeu quando o viu persistindo em suas investidas contra a verdade. Vi que você estava fazendo isso por ignorância, cegado por Satanás. Enquanto envolvido nesse conflito, você não crescia em espiritualidade e devoção a Deus. Não tinha confirmação de que seus caminhos agradavam a Deus. Tinha zelo, mas sem entendimento. Romanos 10:2. Você não tinha experiência quanto ao meu chamado, pois mal tinha me visto e não possuía nenhum conhecimento sobre meu trabalho.T2 110.1

    Irmão V, você possui qualificações que poderiam torná-lo de especial utilidade na igreja de _____, ou e em qualquer outra, onde seus talentos fossem dedicados à edificação da causa de Deus. Vi que seus filhos se achavam agora em condições de ser impressionados com a verdade, e que Jesus estava pleiteando por você: “Poupa-o um pouco mais.” Vi que se você se convertesse à verdade, tornar-se-ia uma coluna na igreja, e honraria a Deus por sua influência santificada pela verdade.T2 110.2

    Vi os anjos de misericórdia pairando sobre o irmão V Foi-me mostrado que ele estava grandemente enganado quanto ao valor moral e estava diante de Deus como parte daquela classe dos que se afastaram da corporação. Poucos sinceros existem entre eles, os quais serão resgatados; mas a maioria deles há muito tempo não tem o coração consagrado, e os testemunhos diretos têm sido para eles um jugo de escravidão. Lançaram de si a submissão e retiveram seus caminhos corruptos. Deus o chama para que se separe deles. Desligue-se daqueles cujo deleite é combater a verdade de Deus. Pouco antes disso, o verdadeiro caráter será manifestado. Eles são daquela classe que “ama e comete a mentira”. Apocalipse 22:15.T2 111.1

    Se todo o seu interesse estiver na verdade e na obra preparatória para este tempo, você será santificado pela verdade e receberá a habilitação para a imortalidade. Você está em perigo de ser muito severo com seus filhos, e não muito paciente quanto o necessário. A esmerada obra de preparação deve prosseguir com todos os que professam a verdade, até que estejamos diante do trono de Deus sem defeito, “sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante”. Efésios 5:27. Deus o purificará se você se submeter ao processo purificador.T2 111.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents