Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 40 — Jovens que enganam a si mesmos

    Irmão O:

    Foram-me mostrados em visão os perigos dos jovens. Seu caso me foi apresentado. Vi que você não adornou sua profissão de fé. Poderia ter feito o bem, e seu exemplo ter sido uma bênção aos jovens com quem se associa; mas, ai! no íntimo você não se converteu a Deus. Se porventura tivesse seguido a conduta de um verdadeiro cristão, seus parentes e amigos teriam sido influenciados por seu piedoso procedimento a seguirem seus passos. Meu irmão, seu coração não é reto para com Deus; seus pensamentos não são elevados e você permite que a mente tome o caminho errado. Sua moralidade não possui tono puro e elevado. Seus hábitos têm sido tais que prejudicam sua saúde física e fazem morrer a espiritualidade. Você não pode prosperar nas coisas espirituais a menos que se converta.T2 288.2

    Quando compreender a transformadora influência do poder de Deus em seu coração, isso será visto em sua vida. Falta-lhe experiência religiosa, mas não é muito tarde para buscar a Deus com fervor e clamores sinceros. “Que farei para ser salvo?” Nunca poderá ser um cristão verdadeiro até estar totalmente convertido. Você tem sido mais amigo “dos prazeres que” amigo “de Deus”. 2 Timóteo 3:4. Tem ido atrás dos prazeres; mas tem encontrado satisfação verdadeira nessa conduta? Você tem procurado tornar-se agradável às jovens inexperientes. Pensa tanto nelas que não pode concentrar-se nas coisas de Deus e do Céu. “Limpai as mãos, pecadores; e, vós de duplo ânimo, purificai o coração.” Tiago 4:8. Essa exortação lhe é aplicável. Você necessita aprender os caminhos, a vontade e as obras de Deus. Precisa de uma “religião pura e imaculada” (Tiago 1:27); precisa cultivar sentimentos de devoção. Cesse “de fazer o mal” e aprenda “a fazer o bem”. Isaías 1:16, 17. A bênção de Deus não pode repousar sobre você até que se torne mais semelhante a Cristo.T2 289.1

    Estou penalizada em ver a falta de piedade entre os jovens. Satanás toma-lhes a mente e a dirige por caminho corrupto. Muitos jovens enganam a si mesmos. Pensam que são cristãos, mas nunca foram convertidos. Até que essa obra seja feita neles, não compreenderão o mistério da piedade. Não há paz para os ímpios. Deus requer um coração verdadeiro e sincero. Ele o observa e tem piedade de você e de todos os jovens que avidamente buscam divertimentos frívolos e desperdiçam o curto e precioso tempo em coisas sem valor. Cristo o comprou por elevado preço e lhe oferece graça e glória se você as aceitar; mas você se afasta das preciosas promessas da vida eterna, para os medíocres e insatisfatórios prazeres da Terra.T2 289.2

    Seu esforço nesse rumo não trará qualquer proveito, mas grande perda. “O salário do pecado é a morte.” Romanos 6:23. A vida e o Céu estão perante o irmão, mas você parece não saber o seu valor. Não medita sobre as preciosas coisas celestiais. Se o incalculável amor de Cristo for desprezado; se o Céu, a glória e a vida eterna forem considerados de pouco valor, que motivação podemos apresentar para mudança? Que incentivo para cativar? Poderão diversões frívolas e prazeres incitantes atrair a mente, separar de Deus e insensibilizar o coração ao Seu temor?T2 289.3

    Oh, eu rogo a você que tem tão pouco interesse nas coisas sagradas, que examine cuidadosamente o próprio coração. Que desculpa você apresentará diante de Deus por sua vida mundana, não consagrada? Naquele terrível dia não haverá desculpas a dar. Você emudecerá. Pense, sim, pense, em suas horas de busca de prazer, que todas essas coisas terão fim. Tivesse você uma correta visão da vida sem fim com Deus, e rapidamente se afastaria dessa vida de prazer e pecado. Quão depressa mudaria sua mente, conduta e companhia, e dirigiria a força de sua afeição a Deus e às coisas celestiais. Quão resolutamente desprezaria o fato de ter-se submetido às tentações que o enganaram e cativaram. Quão zelosos seriam seus esforços pela bendita vida; quão sinceras e perseverantes seriam suas orações a Deus para que Sua graça habitasse em você, por Seu poder para sustê-lo e ajudá-lo a resistir ao diabo. Quão diligente seria em utilizar-se de cada privilégio religioso e aprender os caminhos e a vontade de Deus. Quão cuidadoso seria em meditar sobre a lei divina e comparar a própria vida com seus reclamos. Quão temeroso estaria, receando pecar por palavras e atos, e quão sinceramente cresceria em graça e verdadeira santidade. Sua conversação não trataria de coisas fúteis, mas do Céu. Então as coisas eternas e gloriosas ser-lhe-iam abertas, e você não descansaria até crescer mais e mais em espiritualidade. As coisas terrenas, porém, exigem sua atenção e Deus é esquecido. Rogo-lhe que dê meia-volta e busque a Deus; invoque-O “enquanto está perto”. Isaías 55:6.T2 290.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents