Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 60 — Uma cruz na aceitação da verdade

    Querida irmã U:

    Estou mais ou menos familiarizada com seu temperamento peculiar, suas precauções, temores, sua falta de confiança e esperança. Simpatizo com seus sofrimentos mentais, porquanto você não pode ver tudo tão claramente com respeito a nossa posição e fé como gostaria. Sabemos que você é estritamente conscienciosa e não tem dúvida de que, se tivesse o privilégio de ouvir todos os pontos da verdade presente e de pesar as evidências por si mesma, seria firmada, fortalecida e tranqüilizada, de maneira que a oposição ou a infâmia não a moveriam de seu seguro fundamento. Como não teve o privilégio que muitos têm, de assistir às reuniões e experimentar por si mesma as evidências que acompanham a apresentação da verdade sagrada que mantemos, sentimo-nos muito apreensivos a seu respeito. Nosso coração é atraído por você, e nosso amor é sincero e ardente. Receamos que naufrague sob os perigos destes últimos dias. Não se aborreça comigo pelo que estou lhe escrevendo. Você não tem plena compreensão, como eu tenho, das astúcias e enganos de Satanás. Seus enganos são inúmeros; suas armadilhas são cuidadosa e sutilmente preparadas para enredar os desprevenidos. Desejamos que fique livre de seus enganos. Queremos que fique totalmente do lado do Senhor, amando, esperando e sinceramente ansiando pelo aparecimento de nosso Salvador nas nuvens do céu.T2 489.1

    Desde seus primeiros esforços para guardar o sábado, muitas coisas surgiram para desencorajá-la; todavia, esperamos que elas não desviem sua mente das importantes verdades para estes últimos dias. Embora os defensores da verdade não façam tudo como devem, por não serem santificados pelas verdades que professam, a verdade é a mesma; seu brilho é irreduzível. Embora esses possam permanecer entre a verdade e aqueles que não se apegaram a ela completamente, e sua escura sombra pareça obscurecer, durante algum tempo, o luminoso esplendor, todavia, isso não acontece na realidade. A verdade de origem divina não pode ser ofuscada. Sua pureza e exaltado caráter são imutáveis. Ela vive, porque é imortal.T2 489.2

    Minha querida irmã, apegue-se à verdade. Obtenha experiência por si mesma. Você possui individualidade. É responsável pelo uso que faz, independentemente de todos os outros, da luz que brilha sobre seu caminho. A falta de consagração dos outros não será desculpa para você. O fato de perverterem a verdade por sua errônea conduta, porque não foram santificados por ela, não a torna menos responsável. Recai sobre você a solene obrigação de exaltar o padrão da verdade, de mantê-la erguida. Até mesmo se os seus defensores desfalecerem e se prostrarem, não deixe o precioso estandarte cair por terra. Apegue-se a ele, mantenha-o elevado, ainda que, se preciso for, coloque em risco seu bom nome, honra secular e vida. Minha mui respeitada irmã, rogo-lhe que erga os olhos. Segure firmemente a mão de seu divino Pai. Jesus, nosso Advogado, vive para fazer intercessão por nós. Quem quer que possa negar a fé por sua vida profana, não mudará a verdade em mentira. “Todavia, o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são Seus.” 2 Timóteo 2:19. “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação.” Mateus 26:41. Às vezes temo que seus pés deslizem e você se recuse a andar no caminho humilde, reto e estreito que conduz à vida eterna no reino de glória.T2 490.1

    Apresento-lhe a vida de abnegação, humildade e sacrifício de nosso divino Senhor. A Majestade do Céu, o Rei da glória, deixou Suas riquezas, esplendor, honra e glória, condescendendo em viver uma vida de humildade, pobreza e descrédito. Ele “pelo gozo que Lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta”. Hebreus 12:2. Oh, por que somos tão sensíveis a provações, reprovação, sofrimento e vergonha, quando nosso Senhor nos deu tal exemplo? Quem desejaria entrar na alegria de seu Senhor, enquanto indisposto a participar de Seus sofrimentos? Quê! Um servo que reluta em suportar humilhação, vergonha e reprovação que o próprio Mestre desinteressadamente suportou por ele! Um servo que recua da vida de humildade e sacrifício que é para sua eterna felicidade, por meio da qual possa finalmente alcançar uma inexcedível e eterna recompensa! A linguagem do meu coração é: Permita-me participar dos sofrimentos de Cristo, para que possa finalmente participar de Sua glória.T2 490.2

    A verdade divina nunca foi popular no mundo. O coração natural é sempre avesso a ela. Graças a Deus por precisarmos renunciar ao amor do mundo, ao orgulho e a tudo o que tende à idolatria, a fim de sermos seguidores do Homem do Calvário. Aqueles que obedecem à verdade nunca serão honrados e amados pelo mundo. Dos lábios do divino Mestre, enquanto andava humildemente entre os homens, foram ouvidas as palavras: “Quem quiser ser Meu discípulo, ‘tome sua cruz, e siga-Me’.” Marcos 8:34. Sim, seguir Aquele que é nosso Exemplo. Procurava Ele pelo louvor e a honra dos homens? Não, nunca! Deveremos nós buscar honra e louvor dos mundanos?T2 491.1

    Aqueles que não amam a Deus não amarão os filhos de Deus. Ouçam as palavras de divina instrução: “Ai de vós quando todos os homens falarem bem de vós.” Lucas 6:26. “Bem-aventurados sois vós quando vos injuriarem, e perseguirem, e, mentindo, disserem todo o mal contra vós, por Minha causa. Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos Céus.” Mateus 5:11, 12. “Mas ai de vós, ricos! Porque já tendes a vossa consolação.” Lucas 6:24. No evangelho de João novamente encontramos as palavras de Cristo: “Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros. Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, Me aborreceu a Mim. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas, porque não sois do mundo, antes Eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece. Lembrai-vos da palavra que vos disse: não é o servo maior do que o seu senhor. Se a Mim Me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardarem a Minha palavra, também guardarão a vossa.” João 15:17-20. “Dei-lhes a Tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como Eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como Eu do mundo não sou.” João 17:14-16.T2 491.2

    Lemos na primeira epístola de João: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há.” 1 João 2:15. Na carta aos romanos, Paulo diz: “Rogo-vos... pela compaixão de Deus, que apresenteis o vosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:1, 2. E Tiago declara: “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” Tiago 4:4.T2 492.1

    Rogo-lhe que considere cuidadosamente as instruções de Paulo em sua epístola aos gálatas: “Porque persuado eu agora a homens ou a Deus? Ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.” Gálatas 1:10. Temo que você esteja em grande perigo de naufragar na fé. Considere que tem sacrifícios a fazer para obedecer à verdade. Cremos que, de fato, você tem feito sacrifícios, mas se houvesse se empenhado mais nessa obra, seus pés não estariam agora tropeçando e sua fé oscilando. Não me refiro agora ao sacrifício de recursos, mas àquele que exige mais doloroso conflito do que o dispêndio de meios; àquele que toca especialmente o eu. Você não venceu seu orgulho, seu amor à aprovação de um mundo descrente. Aprecia que os homens falem bem de você.T2 492.2

    Você não recebeu nem praticou a verdade em sua simplicidade. Temo que você tenha sentido como se estivesse fazendo concessão especial ao receber uma verdade impopular como a defendida pelos adventistas guardadores do sábado. Buscou, em certa medida, reter o espírito mundano e ainda adotar a verdade. Isso não pode acontecer. Cristo não aceitará coisa alguma senão o coração inteiro, todas as afeições. A amizade do mundo é inimizade contra Deus. Quando você deseja viver de modo a evitar a reprovação, está buscando uma posição acima de seu Mestre sofredor; e quando se envolve nisso, está-se separando do Pai celestial, trocando Seu amor por outro de nenhum valor.T2 493.1

    Senti angústia de espírito por você, minha irmã, e também por seu marido. Enquanto procurava escrever-lhes, seu caso foi-me claramente mostrado. Estou plenamente ciente de seus perigos, perplexidades e dúvidas. Tudo lhe tem sido desfavorável, irmã U, desde que buscou obedecer à lei de Deus. No entanto, nada lhes tem sido tão grande empecilho como o orgulho. Ambos são amigos de ostentação, e isso não faz parte da boa, humilde religião. Vi que ambos teriam uma ardente provação a suportar; que seriam testados e provados. Nesse conflito, Satanás se empenharia ao máximo para cegar-lhes os olhos aos interesses eternos e apresentaria as vantagens do tempo presente, esta vida curta e passageira que é tão incerta. Vocês veriam atrativos nesta vida e que, a menos que abandonassem seu amor à ostentação e ao favor do mundo, não poderiam conservar o amor de Deus. Jesus me foi apresentado como destacando os encantos celestiais, buscando desviar-lhes os olhos deste mundo, e dizendo: “A quem escolherão: a Mim ou ao mundo? Não podem Me amar e também ao mundo. Vocês sacrificarão Aquele que morreu por vocês pelos tesouros do mundo e a soberba da vida? Escolham entre Mim e o mundo; o mundo não tem parte comigo.”T2 493.2

    Vi seus pés tropeçarem, sua fé vacilar. Dúvida e incredulidade os cercavam e a luz de Cristo se dissipava. A vaidade é uma das mais fortes tendências de nossa natureza depravada, e Satanás constantemente apelará a ela com sucesso. Pessoas que não passam necessidades estão prontas a ajudar Satanás em seu trabalho para lisonjeá-los, destacar suas habilidades e a influência que poderiam ter na sociedade, insistindo que seria grande pena unirem seus interesses com um povo de fé simples, e misturar-se com uma classe social abaixo de vocês, como a consideram. Parece-lhes estarem fazendo um grande sacrifício pela verdade. Realmente, as massas que possuem influência não sacrificam suas ambições mundanas para separar-se do mundo e não mudam seu rumo para conformar-se ao caminho estreito, percorrido pelo sofredor Homem do Calvário. Eles consideram seus talentos e influência preciosos demais para serem dedicados à causa de Deus; demasiado valiosos para serem empregados para glorificar ao Doador, que lhes concedeu esses talentos para investimento e retorno a Ele tanto do capital como dos juros. Para as vantagens temporais que esperam obter, eles sacrificarão as eternas. Pelo louvor dos homens sacrificarão a aprovação de Deus, o Criador dos Céus e da Terra, e perderão todo direito à honra que vem do alto. Quão poucos sabem o que é para seu melhor proveito! Vocês não apreciam isso. Jesus, mediante uma vida de sofrimento incomparável e de ignominiosa morte, abriu um caminho através do qual o ser humano pode seguir Suas pisadas, e finalmente ser exaltado a Seu trono, recebendo a recompensa da imortalidade e vida eterna. Por uma vida de obediência, receberá herança imortal, um tesouro imperecível.T2 494.1

    Na primeira epístola de Paulo aos Coríntios, lemos: “Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes.” 1 Coríntios 1:18, 19. “Porque vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; para que nenhuma carne se glorie perante Ele.” 1 Coríntios 1:26-29. Vocês têm o exemplo de Cristo, sua vida modesta sem ostentação ou grandeza. É o servo maior que seu Senhor?T2 495.1

    Querida irmã, você tem boa vontade e pode fazer o bem. Pode ser uma âncora para seu marido e uma força a muitos outros. Mas, se ficar coxeando entre dois pensamentos, não se envolvendo com a obra de Deus, sua influência em relação à de seu marido será exercida na direção errada. O que diz a Palavra de Deus? Volva-se da opinião dos homens para a lei e o testemunho. Descarte toda consideração mundana. Faça sua decisão para a eternidade. Pese as evidências nesta importante época. Certamente não necessitamos esperar escapar da perseguição e das provas ao seguirmos nosso Salvador, pois esse é o salário daqueles que O seguem. Ele claramente declara que sofreremos perseguição. Nossos interesses terrenos devem estar subordinados aos eternos. Ouça as palavras de Cristo: “E Pedro começou a dizer-Lhe: Eis que nós tudo deixamos e Te seguimos. E Jesus, respondendo, disse: Em verdade vos digo que ninguém há, que tenha deixado casa, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou campos, por amor de Mim e do evangelho, que não receba cem vezes tanto, já neste tempo, em casas, e irmãos, e irmãs, e mães, e filhos, e campos, com perseguições, e, no século futuro, a vida eterna.” Marcos 10:28-30. Interesses eternos estão aí envolvidos.T2 495.2

    Não se lisonjeiem de que se reconhecerem a verdade, todos os obstáculos para a aquisição de propriedades seriam removidos. Satanás lhes diz isso; esse é um engano. Se a bênção de Deus estiver sobre vocês porque tudo Lhe sujeitaram, então prosperarão. Se dEle se afastarem, Ele Se afastará de vocês. Sua mão pode espalhar mais rapidamente do que vocês podem ajuntar. “Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?” Mateus 16:26.T2 496.1

    Você, minha querida irmã, necessita de conversão total à verdade, a qual aniquilará o eu. Não pode confiar em Deus? Por favor, leia Mateus 10:25-40. Leia também, com coração suplicante, Mateus 6:24-34. Permita que essas palavras lhe impressionem o coração. “Por isso, vos digo: não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo, mais do que a vestimenta?” Mateus 6:25. Uma vida melhor é aqui referida. Pelo corpo, está representado o adorno interior que torna os simples mortais possuidores da mansidão e da justiça de Cristo preciosos à Sua vista como foi Enoque, e os qualifica para receberem o toque final de imortalidade. Nosso Salvador nos aponta as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros, todavia, seu Pai celestial as alimenta. Então Ele diz: “Não tendes vós muito mais valor do que elas? ... E, quanto ao vestuário, porque andais solícitos? Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham, nem fiam. E Eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.” Mateus 6:26-29. Esses lírios em sua simplicidade e pureza, no pensamento de Deus, são mais atraentes do que as custosas vestes de Salomão, porém destituídas dos adornos celestes. “Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pequena fé? Mateus 6:30. Pode você confiar em seu Pai celestial? Pode descansar em Sua graciosa promessa? “Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a Sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.” Mateus 6:33. Preciosa promessa! Podemos nós descansar sobre ela? Não poderíamos ter confiança implícita, sabendo que “fiel é o que prometeu”? Hebreus 10:23. Suplico-lhe que deixe sua tremente fé apegar-se novamente às promessas de Deus. Lance todo o peso sobre elas com fé inamovível, pois elas não falharão.T2 496.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents