Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 5

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 38 — Ambição mundana

    Meu prezado irmão I:

    Desde nosso encontro na campal do Maine, senti que não era muito tarde para você pôr seu coração e casa em ordem. Sei que o irmão tem sido impressionado pelo Espírito de Deus e agora a questão é: Renderá você alegremente, em resposta a esse convite para o arrependimento, o coração a Deus? Seu caso me foi apresentado em visão, mas enquanto você estava sob o completo controle do inimigo, não tive coragem de lhe enviar a mensagem a mim dada pelo Senhor. Temi que você não a levasse em consideração e que o Espírito Santo seria ofendido pela última vez. Mas agora sinto-me impelida a enviar-lhe este testemunho, que será para você um cheiro de vida para a vida ou de morte para a morte.T5 336.2

    Não o leia se você estiver decidido a escolher as trevas em lugar da luz, a servir a Mamom antes que a Cristo. Mas se o irmão desejar realmente fazer a vontade de Deus e estiver disposto a ser salvo da maneira por Ele escolhida, então leia-o. Não o faça, contudo, para criticá-lo, pervertê-lo, ridicularizá-lo e desprezá-lo, pois nesse caso ele terá para você um sabor de morte para a morte e testemunhará contra o irmão no Juízo. Antes de ler esta mensagem de advertência, vá sozinho diante de Deus e peça-Lhe para remover de você o espírito de oposição, rebelião e incredulidade, e para abrandar e subjugar seu coração endurecido.T5 336.3

    Nós não compreendemos a grandeza e majestade de Deus nem nos lembramos das imensuráveis distâncias entre o Criador e a criatura formada por Sua mão. Aquele que Se assenta nos Céus, empunhando o cetro do Universo, não julga segundo nossa finita norma, nem soma segundo nossos cálculos. Estamos em erro se pensamos que aquilo que é grande para nós tem de ser grande para Deus, e aquilo que para nós é pequeno precisa ser pequeno para Ele. Ele não seria mais exaltado do que nós se possuísse as mesmas faculdades.T5 337.1

    Deus não observa todos os pecados como sendo de igual magnitude. Há graus de culpabilidade a Seus olhos tanto quanto aos olhos do homem finito. Conquanto este ou aquele erro possa ser insignificante aos olhos do homem, não o é, porém, à vista de Deus. Nenhum pecado é pequeno à vista de Deus. Os pecados que o homem está disposto a considerar como pequenos podem ser precisamente aqueles que Deus considera como grandes crimes. O beberrão é desprezado e dele é dito que o seu pecado o excluirá do Céu, ao passo que o orgulho, o egoísmo e a cobiça seguem sem repreensão. Mas esses são pecados de modo especial ofensivos a Deus. Ele “resiste ao soberbo”, e Paulo diz que a cobiça é idolatria. Aqueles que estão familiarizados com as denúncias contra a idolatria na Palavra de Deus, verão sem demora quão grave ofensa esse pecado é.T5 337.2

    Deus fala através do profeta: “Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno, os seus pensamentos e se converta ao Senhor, que Se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar. Porque os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os Meus caminhos, diz o Senhor. Porque, assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os Meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os Meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos.” Isaías 55:7-9. Necessitamos claro discernimento, para que possamos medir o pecado pela norma do Senhor e não pela nossa. Tomemos como nossa regra, não opiniões humanas, mas a Palavra divina.T5 337.3

    Estamos no grande campo de batalha da vida. Nunca devemos nos esquecer de que somos individualmente responsáveis pelo resultado da luta. Ainda que Noé, Jó e Daniel estivessem na Terra, não livrariam nem filho nem filha por sua justiça. Você, meu irmão, não tem pensado nisso. Mas justifica sua conduta porque pensa que seus irmãos não agem direito. Algumas vezes você se comporta como uma criança mimada e manifesta descrença e dúvidas com respeito aos outros. Mas será que isso compensa? Há algo em sua família, na igreja ou no mundo para justificar sua indiferença aos reclamos divinos? Serão, porventura, úteis algumas de suas desculpas quando você estiver face a face com o Juiz de toda a Terra. Quão néscia e pecaminosa parecerá sua néscia e mesquinha conduta. Quão irresponsável ela lhe parecerá, a você que deixou as opiniões e os lucros mundanos se sobreporem à recompensa dos fiéis — uma eternidade de felicidade no Paraíso de Deus.T5 337.4

    Quando você estava sob intenso sofrimento físico e não havia esperança na capacidade humana, o Senhor teve piedade de você e misericordiosamente o curou. Satanás procurou afligi-lo, arruiná-lo e mesmo tirar-lhe a vida, mas o Salvador o protegeu repetidas vezes, para que você não fosse abatido enquanto seu coração estava cheio de satânico frenesi e sua língua proferindo palavras de amargura e incredulidade contra a Bíblia e a verdade que uma vez o irmão defendeu. Quando Satanás o reclamou como seu, Jesus repeliu o cruel e maligno inimigo com as palavras: “Eu ainda não retirei Meu Espírito dele. Ele ainda tem dois passos mais a dar antes de passar os limites de Minha misericórdia e amor. As pessoas são aquisição de Meu sangue. O Senhor te repreenda, ó Satanás; o Senhor te repreenda.”T5 338.1

    Passou diante de mim sua vida anterior e você me foi mostrado no tempo em que a verdade achou resposta em seu coração. O Espírito de Deus o convenceu acerca da direção que deveria seguir e você teve tremenda luta com o eu. Você era um homem astuto e intrigante. Não fazia pelos outros como gostaria que eles lhe fizessem, mas tomava vantagem deles onde quer que pudesse. O irmão teve tremenda luta para subjugar o eu e mortificar o orgulho, e foi tão-somente pela graça de Deus que essa obra pôde ser realizada. Em lugar de realizar uma reforma completa você associou a verdade a um caráter remendado, que não suportaria a prova da tentação. Não começou buscando a Deus com coração contrito, quebrantado, corrigindo os erros. Se houvesse feito isso, não teria tropeçado e caído na armadilha do inimigo. Havia uma mescla de egoísmo em seus motivos, a qual nem mesmo você conseguiu ver com clareza. Argumentos tirados do interesse mundano, da posição social e relativa respeitabilidade, influenciaram-no e você decidiu não fazer um trabalho sério e completo diante de Deus e dos homens. A busca por atingir o padrão mundano prejudicou a sinceridade e a pureza de seu caráter cristão e você não pôde dar frutos dignos de arrependimento.T5 338.2

    Zaqueu disse: “Se em alguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.” Lucas 19:8. Você poderia ao menos esforçar-se por corrigir seus atos de injustiça com os semelhantes. Não pode acertar todos os casos, pois alguns a quem prejudicou jazem agora na sepultura, e o débito está registrado em seu nome. Aqui, o melhor que o irmão tem a fazer é trazer uma oferta pelo pecado ao altar do Senhor. Ele o aceitará e perdoará. Mas, onde puder, deve fazer reparação aos que foram lesados.T5 339.1

    Se os descrentes com quem você teve contato vissem no irmão o poder transformador da verdade, teriam diante de si um argumento em favor do cristianismo que não poderiam contradizer. Você tinha condições de refletir uma luz clara e penetrante para o mundo, mas, em vez disso, misturou-se com ele e absorveu-lhe o espírito. Meu irmão, você precisa nascer de novo. Uma simples forma de cristianismo não tem o mínimo valor. Ela é destituída de poder salvador, não tendo em si qualquer energia reformadora. Uma religião confinada ao culto de sábado não emite raios de luz aos outros. Rogo-lhe que examine intimamente seu coração. O irmão possui um espírito combativo e contencioso, e o está cultivando em vez de reprimir. É seu dever fazer decidida mudança e cultivar mansidão, fé, humildade e amor. Sua vida está em perigo e você certamente estará exposto aos terríveis enganos de Satanás, a não ser que pare onde está e se oponha à corrente do mundanismo e da ambição. Suas relações com o mundo precisam ser mudadas e uma radical separação ter lugar. As posições que ocupa, as quais lhe abrem continuamente as portas da tentação, precisam ser abandonadas. Evite a política, afaste-se da controvérsia. Tenha presente que cada ocupação que estimula esses traços em seu caráter tem de ser posta de lado e vencida.T5 339.2

    Meu irmão, você precisa fazer resolutos e enérgicos esforços ou nunca será capaz de lançar fora as obras das trevas. Satanás o vê como um dos seus. Quando você ouve os testemunhos dos servos de Deus, como na última reunião campal, fica profundamente convencido. Mas você não corresponde às impressões do Espírito de Deus, e junta-se aos descrentes, participando de seu espírito e sendo vencido pela corrente mundana, sem possuir qualquer poder moral para resistir à sua influência. Você se uniu aos amantes do mundo e numa situação ainda pior do que a deles, pois sua escolha é voluntária. O irmão gosta de ser bajulado e prefere as possessões temporais acima de Cristo. O amor às riquezas está entretecido em cada fibra de seu ser e se tornou dominante. Erradicá-lo será como arrancar o olho direito ou cortar o braço direito. Falo-lhe como alguém que sabe: a menos que vença esse intenso amor pelo dinheiro, ele lhe custará a salvação e, então, seria melhor para você nunca haver nascido.T5 340.1

    “Não podeis servir a Deus e a Mamom.” Mateus 6:24. À medida que você amar e animar em si mesmo um espírito mundano, terá uma atitude desafiadora, questionará e achará faltas naqueles que lhe trazem a mensagem da verdade. Zombará da verdade e se tornará uma falsa testemunha, um acusador dos irmãos. Os talentos que lhe foram dados por Deus para ser aprimorados para Sua glória, serão ativamente usados contra Sua obra e causa. Não há concórdia entre Cristo e Belial. Você já escolheu a amizade do mundo, portanto, está decididamente ao lado de Satanás. O coração natural acha-se em inimizade contra Deus e resistirá à mais clara evidência da verdade. O ímpio não suportará a luz que condena sua errônea conduta.T5 340.2

    Você abriu o coração à dúvida e ao ceticismo, mas nunca será capaz de ser um infiel sincero. Pode até jactar-se de não crer na Bíblia, mas está cometendo perjúrio contra si mesmo todo o tempo, pois a conhece bem.T5 341.1

    Suplico-lhe que faça uma obra diligente para a vida eterna. Rompa a armadilha de Satanás, aja contra suas sugestões. Que seja esta a linguagem do seu coração: “Nada há que eu tema tanto no Universo como desconhecer todo o meu dever, ou que, conhecendo-o, falhar em cumpri-lo.” “Erguem-se por Cristo”, foram as palavras de um santo moribundo. Sim, irmão I, erga-se por Cristo. Tudo lhe será exigido para fazer isso. Você tem de mudar sua posição no mundo, pois que nome, distinção e profissão, são para você uma armadilha que lhe põe em perigo a salvação. Uma calculada e mundana sabedoria está continuamente buscando afastá-lo do Salvador. Uma ousada, desafiadora e blasfema infidelidade tentará esmagar Seu evangelho; não somente extingui-lo de sua vida, como também do mundo. Mas, erga-se por Jesus. Na presença de seus parentes e amigos, em todas as relações comerciais, nos relacionamentos com o mundo, em todo lugar e em toda parte, sobre todas as circunstâncias, erga-se por Jesus.T5 341.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents