Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 5

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 77 — O amor de Deus pelos pecadores

    Prezado irmão P:

    Compreendi, por sua carta, que você está vivendo em dúvidas, questionando se há esperança para seu caso. Como embaixadora de Cristo, gostaria de dizer-lhe: Espere em Deus. Ele “amou o mundo de tal maneira, que deu Seu Filho unigênito para que todo aquele que nEle crê, não pereça, mas tenha a vida eterna”. João 3:16. Não pode você, agora, animar-se com essa graciosa promessa? Satanás pode dizer-lhe muitas vezes que você é um pecador, mas o irmão pode responder-lhe: “Não nego que sou pecador, mas ‘Cristo veio ao mundo para salvar os pecadores’.” 1 Timóteo 1:15.T5 629.1

    Jesus disse: “Eu não vim chamar os justos, mas sim os pecadores, ao arrependimento.” Lucas 5:32. E novamente: “Digo-vos que assim haverá alegria no Céu por um pecador que se arrepende, mais do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.” Lucas 15:7. Não crê você nessas preciosas palavras? Não as recebe em seu coração? “Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-O enquanto está perto. Deixe o ímpio o seu caminho, e o homem maligno, os seus pensamentos e se converta ao Senhor, que Se compadecerá dele; torne para o nosso Deus, porque grandioso é em perdoar.” Isaías 55:6, 7. Não é essa promessa ampla, profunda e transbordante? Pode você pedir mais? Não permitirá que o Senhor erga, justamente agora, um estandarte a seu favor e contra o inimigo? Satanás está pronto a escamotear as benditas garantias divinas. Ele deseja retirar cada vislumbre de esperança e cada raio de luz da vida, mas você não deve permitir-lhe fazer isso. Exerça fé, combata o bom combate da fé, lute contra essas dúvidas, familiarize-se com as promessas.T5 629.2

    “Quando Eu disser ao justo que certamente viverá, e ele, confiando na sua justiça, praticar iniqüidade, não virão em memória todas as suas justiças, mas na sua iniqüidade, que pratica, ele morrerá. Quando Eu também disser ao ímpio: Certamente morrerás; se ele se converter do seu pecado e fizer juízo e justiça, restituindo esse ímpio o penhor, pagando o furtado, andando nos estatutos da vida e não praticando iniqüidade, certamente viverá, não morrerá. De todos os seus pecados com que pecou não se fará memória contra ele; juízo e justiça fez, certamente viverá.” Ezequiel 33:13-16.T5 629.3

    “Com que me apresentarei ao Senhor e me inclinarei ante o Deus Altíssimo? Virei perante Ele com holocaustos, com bezerros de um ano? Agradar-Se-á o Senhor de milhares de carneiros? De dez mil ribeiros de azeite? Darei o meu primogênito pela minha transgressão? O fruto do meu ventre, pelo pecado da minha alma? Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o Senhor pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a beneficência, e andes humildemente com o teu Deus?” Miquéias 6:6-8. Quando Satanás vier tentá-lo a desistir de toda esperança, aponte-lhe essas palavras. Ore como Davi: “Não Te lembres dos pecados da minha mocidade nem das minhas transgressões; mas, segundo a Tua misericórdia, lembra-Te de mim, por Tua bondade, Senhor. Bom e reto é o Senhor; pelo que ensinará o caminho aos pecadores. Guiará os mansos retamente; e aos mansos ensinará o Seu caminho.” Salmos 25:6-9.T5 630.1

    “Vinde, então, e argüi-Me, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã. Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra. Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à espada, porque a boca do Senhor o disse.” Isaías 1:18-20. Eis aí as promessas claras e bem definidas, ricas e plenas, porém dadas sob condições. Se você as atender, não terá a certeza de que o Senhor cumprirá Sua palavra? Que essas benditas promessas, apoiadas no arcabouço da fé, sejam gravadas nos arquivos da memória. Nenhuma delas falhará. Tudo o que Deus falou, fará. “Fiel é Aquele que” prometeu. Hebreus 11:11.T5 630.2

    A parte que lhe cabe fazer é claramente apresentada: “Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos Meus olhos e cessai de fazer mal. Aprendei a fazer o bem; praticai o que é reto; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas.” Isaías 1:16, 17. “Restituindo esse ímpio o penhor, pagando o furtado, andando nos estatutos da vida e não praticando iniqüidade, certamente viverá, não morrerá. De todos os seus pecados com que pecou não se fará memória contra ele; juízo e justiça fez, certamente viverá.” Ezequiel 33:15, 16. O Senhor afirma: “Todavia, os filhos do teu povo dizem: Não é reto o caminho do Senhor; mas o próprio caminho deles é que não é reto.” Verso 17. “Ouvi, agora, ó casa de Israel: Não é o Meu caminho direito? Não são os vossos caminhos torcidos?” Ezequiel 18:25. “Porque não tomo prazer na morte do que morre, diz o Senhor Jeová; convertei-vos, pois, e vivei.” Verso 32. “Portanto, Eu vos julgarei, a cada um conforme os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Jeová. Vinde e convertei-vos de todas as vossas transgressões, e a iniqüidade não vos servirá de tropeço. Lançai de vós todas as vossas transgressões com que transgredistes e criai em vós um coração novo e um espírito novo; pois por que razão morreríeis, ó casa de Israel? Porque não tomo prazer na morte do que morre, diz o Senhor Jeová; convertei-vos, pois, e vivei.” Ezequiel 18:30-32.T5 630.3

    O Senhor revelou aí de modo muito claro Sua vontade com respeito à salvação do pecador. A atitude que muitos tomam em expressar dúvidas e descrença se o Senhor os salvará é uma reflexão sobre o caráter de Deus. Aqueles que reclamam de Sua severidade estão virtualmente dizendo: “O caminho do Senhor não é justo.” Mas Ele faz retornar a acusação ao pecador: “Não são os vossos caminhos torcidos?” Posso Eu perdoar suas transgressões quando vocês não se arrependem e se desviam de seus pecados? O caráter de Deus é plenamente reivindicado nas palavras das Escrituras que lhe apresentei. O Senhor acolherá o pecador quando ele se arrepender e abandonar seus pecados, a fim de que Deus possa cooperar com seus esforços na busca da perfeição de caráter. As promessas não são incertas, mas se o homem atender às condições, elas são em Cristo “sim; e por Ele o Amém, para glória de Deus, por nós”. 2 Coríntios 1:20. O propósito integral de Deus em dar Seu Filho pelos pecados do mundo é que o homem seja salvo não em transgressão e injustiça, mas abandonando o pecado, lavando suas vestes de caráter, tornando-as alvas no sangue do Cordeiro. Ele Se propõe a remover do homem as coisas ofensivas que odeia, mas o homem precisa cooperar com Deus nessa obra. O pecado precisa ser deixado, odiado, e a justiça de Cristo aceita pela fé. Dessa maneira, o divino coopera com o humano.T5 631.1

    Deveríamos tomar cuidado para não dar lugar à dúvida e incredulidade, e em nosso desespero queixarmo-nos de Deus e dEle dar uma impressão falsa perante o mundo. Isso equivale a nos colocarmos do lado de Satanás. Ele diz: “Pobres almas, eu tenho piedade de vocês, afligindo-se sob o pecado, mas Deus não Se compadece. Vocês anseiam por um raio de esperança, porém Deus os deixou a perecer e fica satisfeito com sua miséria.” Esse é um terrível engano. Não dêem ouvidos ao tentador, mas digam: “Jesus morreu para que eu pudesse viver. Ele me ama e não quer que eu pereça. Tenho um compassivo Pai celestial, e embora tenha abusado de Seu amor e dissipado as bênçãos que Ele graciosamente me concedeu, levantar-me-ei, irei ter com meu Pai e direi: ‘Pai, pequei e não sou digno de ser chamado Seu filho; faz-me como um dos Seus servos assalariados’.” A parábola diz como o errante será recebido. “Quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão, e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço, e o beijou.” Lucas 15:20. Assim a Bíblia representa a disposição divina em receber o arrependido pecador que retorna.T5 632.1

    Mas mesmo essa parábola, terna e tocante como é, apresenta-se insuficiente ao expressar a infinita compaixão do Pai celeste. O Senhor declara pelo profeta: “Com amor eterno te amei; também com amável benignidade te atraí.” Jeremias 31:3. Enquanto o pecador está ainda distante da casa paterna, o coração do Pai anseia vivamente por ele, e cada desejo para voltar para Deus despertado na alma não é senão a terna súplica de Seu Espírito, convidando, apelando, atraindo o peregrino ao coração amorável do Pai.T5 632.2

    Com as ricas promessas da Bíblia diante de si, como pode você ainda dar lugar à dúvida? Acredita você que quando o pobre pecador anseia voltar, desejando ardentemente abandonar seus pecados, o Senhor duramente o impeça de prostrar-se a Seus pés em arrependimento? Fora com tais pensamentos! Nada pode ser mais afrontoso a Deus do que essas idéias. Nada pode ferir mais a própria alma do que entreter tais pensamentos acerca de nosso Pai celestial. Toda a nossa vida espiritual contrai um timbre de desesperança com tais concepções de Deus. Elas desencorajam todos os esforços para buscar a Deus ou servi-Lo. Devemos pensar em Deus não como um juiz pronto a pronunciar sentença contra nós. Ele odeia o pecado, mas, por amor aos pecadores, deu a Si mesmo na pessoa de Cristo, para que todos os que quisessem pudessem ser salvos e fruir a eterna bem-aventurança no reino da glória.T5 633.1

    O próprio Senhor declara Seu caráter, que Satanás maliciosamente coloca sob falsa luz. Ele a Si mesmo Se revela como “Jeová, o Senhor, Deus misericordioso e piedoso, tardio em iras e grande em beneficência e verdade; que guarda a beneficência em milhares; que perdoa a iniqüidade, e a transgressão, e o pecado.” Êxodo 34:6, 7. Que mais poderosas ou ternas expressões poderiam ter sido empregadas do que aquelas que Ele escolheu para expressar Seu amor por nós? Ele declara: “Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta se esquecesse, Eu, todavia, Me não esquecerei de ti.” Isaías 49:15.T5 633.2

    No plano da redenção, “a misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram”. Salmos 85:10. O sapientíssimo e todo-poderoso Deus, que habita na luz inacessível, é pleno de amor, de bondade. Portanto, dê glória a Deus, você que está duvidoso e tremente, pois Jesus vive para fazer intercessão por nós. Dê glória ao Senhor pelo dom de Seu dileto Filho, e que Ele não morreu por nós em vão.T5 633.3

    Irmão P., você pergunta se cometeu o pecado que não tem perdão nesta vida nem na vida por vir. Respondo: Não vejo a menor evidência de ser esse o caso. Que constitui o pecado contra o Espírito Santo? Está em voluntariamente atribuir a Satanás a obra do Espírito Santo. Por exemplo, suponhamos que alguém seja testemunha de uma nova manifestação especial do Espírito de Deus. Possui prova convincente de que o fato está em harmonia com as Escrituras, e o Espírito testemunha com seu espírito que é de Deus. Depois, entretanto, a pessoa cai em tentação; orgulho, convencimento, ou qualquer outro mau traço a domina; e, ao rejeitar todas as provas de seu divino caráter, declara que tudo o que antes reconhecera como sendo o poder do Espírito Santo era apenas o de Satanás. É por meio de Seu Espírito que Deus atua no coração humano; e quando o homem voluntariamente rejeita o Espírito e declara ser o de Satanás, interrompe o canal por meio do qual Deus Se pode comunicar com ele. Pela negação da prova que Deus Se dignou conceder-lhe, apaga a luz que lhe estivera a brilhar no coração e, como resultado, é deixado em trevas. Assim se verificam as palavras de Cristo: “Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!” Mateus 6:23. Por algum tempo, pessoas que tenham cometido este pecado podem parecer serem filhos de Deus; mas quando surgem circunstâncias destinadas a desenvolver o caráter e mostrar de que espírito são, ver-se-á que se acham no terreno do inimigo, arregimentadas sob sua negra bandeira.T5 634.1

    Meu irmão, o Espírito o convida. Chegue-se a Jesus, de todo o coração. Arrependa-se de seus pecados, faça confissão a Deus, abandone toda a iniqüidade, e poderá apropriar-se de todas as Suas promessas. “Olhai para Mim, e sereis salvos” (Isaías 45:22), é Seu precioso convite.T5 634.2

    Dia virá em que a terrível sentença da ira de Deus será pronunciada contra todos os que persistiram em sua deslealdade para com Ele. Isto será quando Deus tiver que falar e fizer coisas terríveis, em justiça, contra os transgressores de Sua lei. Mas você não precisa estar entre aqueles que estarão sujeitos à ira de Deus. É agora o dia de Sua salvação. A luz da cruz do Calvário está agora resplandecendo em raios claros e brilhantes, revelando Jesus, nosso Sacrifício pelo pecado. Ao ler as promessas que lhe expus, lembre-se de que são a expressão de indescritível amor e piedade. O grande coração de Amor infinito é atraído para o pecador, com ilimitada compaixão. “Em quem temos a redenção pelo Seu sangue, a remissão das ofensas.” Efésios 1:7. Sim, creia tão-somente que Deus é seu Ajudador. Ele quer restaurar Sua imagem moral no homem. Ao aproximar-se dEle, com confissão e arrependimento, Ele Se aproximará de você, com misericórdia e perdão. Tudo devemos ao Senhor. É Ele o Autor de nossa salvação. Ao desenvolver você sua “salvação com temor e tremor”, “Deus... efetua em vós tanto o querer como o realizar, segundo a Sua boa vontade”. Filipenses 2:12.T5 634.3

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents