Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Beneficência Social

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Ministério de beneficência através dos anos

    E. G. White solicita auxílio — Queridos irmãos: O tesouro do Fundo dos Pobres, consistente em roupas, etc., para os que têm necessidade, está quase esgotado. E como há casos de penúria constantemente surgindo, e um novo caso surgiu recentemente, pensei que estaria bem para os que têm roupas, arranjos de cama ou dinheiro poupados, enviá-los imediatamente. Esperamos que não haja delongas, pois estamos prontos a assistir alguns que estão em necessidade tão logo tenhamos tudo reunido. Enviai vossos donativos para o Sr. Urias Smith ou para mim mesma. — The Review and Herald, 30 de Outubro de 1860.BS 325.2

    Tiago e Ellen White combinam oração e trabalho — Antes que houvesse qualquer sanatório entre nós, meu marido e eu começamos a trabalhar no setor da obra médico-missionária. Tomamos para nossa casa casos que tinham sido abandonados pelos médicos como perdidos. Quando não sabíamos o que fazer por eles, orávamos a Deus com o maior fervor, e Ele sempre nos enviava a Sua bênção. Ele é o poderoso Médico, e operou conosco. Jamais tivemos tempo ou oportunidade para fazer um curso médico, mas tivemos sucesso ao agirmos no temor de Deus e dEle buscar sabedoria em cada passo. Isto deu-nos ânimo no Senhor.BS 325.3

    Assim combinávamos oração e trabalho. Usávamos simples tratamentos com água, e então procurávamos dirigir os olhos dos pacientes para o Grande Médico. Falávamos do que Ele podia fazer por eles. Se pudermos inspirar os pacientes com esperança, isto será grandemente benéfico para eles. Desejávamos que todos os que tenham qualquer parte a desempenhar em nossos sanatórios, tivessem firme apego ao poder do Infinito. Cremos nEle e no poder de Sua palavra. Quando fazemos o melhor que nos é possível para a recuperação de um doente, podemos então esperar que Ele seja conosco, que podemos ver a Sua salvação. Pomos confiança por demais pequena no poder da mão que rege o mundo. — Manuscrito 49, 1908.BS 326.1

    Ministério de casa em casa — Antes que nosso sanatório fosse estabelecido, meu marido e eu íamos de casa em casa para fazer tratamentos. Sob a bênção de Deus salvamos a vida de muitos que estavam sofrendo. — Carta 45, 1903.BS 326.2

    Interesse mostrado pela viúva necessitada — Com respeito a Nellie L., sabeis que ela é viúva com três filhos para cuidar, e está lutando para conseguir conhecimento que lhe permita empenhar-se na obra de jardins de infância, onde poderá conservar os filhos consigo. Não fiquemos a ver a pobre alma lutando por sua vida e sacrificando sua saúde para fazer isto. Tenho pensado nos donativos liberais que têm sido feitos a pessoas que se casaram em Oakland. Oxalá esses amigos pudessem usar os seus meios e expressar suas simpatias como bênção a viúvas e órfãos que estão necessitando de sua atenção e substancial simpatia. Não têm tais casos o direito de exigir de nós?BS 326.3

    Eu ajudarei Nellie com uma centena de dólares se fizerdes o mesmo. Duzentos dólares seriam uma grande bênção para ela neste momento. Fareis isto pelo amor de Cristo? Encorajareis outros a ajudá-la a conseguir um começo na vida? Seria muito melhor fazer isto do que esperar e deixar Nellie ser consumida pela ansiedade e cuidados e cair na sua luta, deixando os filhos ao desamparo, sem mãe, para serem cuidados por outros.BS 326.4

    Uma centena de dólares de vossa parte não será uma grande soma, mas será uma grande bênção para ela. Fareis isto? Façamos isto como uma dádiva liberal e não permitamos que o horror do débito fique sobre quem está lutando em circunstâncias tão desencorajadoras. Se desejais fazê-lo, por favor solicitai em meu nome no escritório de Signs uma centena de dólares para Nellie L. Tomemos ambos interesse nesta questão e o Senhor nos abençoará. Eu sei que ela lutará com todas as suas forças para manter-se a si mesma.BS 327.1

    Battle Creek, Mich.

    28 de Março de 1889

    Irmão C. H. Jones:

    Queira por favor pagar a ordem de _____ 100 (Cem Dólares) como dádiva do Senhor que me fez depositária de Seus bens. — “Ellen G. White” Carta 28, 1889.BS 327.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents