Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Filhas de Deus

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Abigail

    Este capítulo é baseado em 1 Samuel 25.

    Abigail era a bela, bondosa e inteligente esposa de Nabal, um homem mesquinho e violento. Por sua sábia conduta, foi capaz de evitar muito derramamento de sangue, quando seu esposo tratou Davi e seus homens com desprezo.FD 29.1

    Quando Davi fugiu da face de Saul, acampou-se perto das propriedades de Nabal e protegeu os rebanhos e pastores desse homem. [...] Numa ocasião de necessidade, Davi enviou mensageiros a Nabal com uma mensagem cortês, pedindo alimento para si e seus homens, e Nabal respondeu com insolência, pagando o bem com o mal, e recusando-se a partilhar sua fartura com o próximo. Nenhuma mensagem poderia ter sido mais respeitosa do que aquela que Davi mandou a esse homem, mas Nabal acusou falsamente Davi e seus homens, a fim de justificar o próprio egoísmo, descrevendo a Davi e seu grupo como escravos fugitivos. Quando o mensageiro retornou com esse insolente escárnio, despertou-se a indignação de Davi, e ele decidiu vingar-se prontamente. — Manuscript Releases 21:213.FD 29.2

    Um dos servos de Nabal foi apressadamente a Abigail, esposa de Nabal, depois que este despedira os moços de Davi, e contou-lhe o que tinha acontecido. “Eis que Davi enviou mensageiros”, disse ele, “desde o deserto a saudar o nosso amo, porém ele se lançou a eles. Todavia, aqueles homens têm-nos sido muito bons, e nunca fomos agravados deles, e nada nos faltou em todos os dias que conversamos com eles quando estávamos no campo. De muro em redor de nós nos serviram, assim de dia como de noite, todos os dias que andamos com eles apascentando as ovelhas. Olha pois, agora, e vê o que hás de fazer, porque já de todo determinado está o mal contra o nosso amo e contra toda a sua casa”. 1 Samuel 25:14-17.FD 29.3

    Sem consultar o esposo, ou contar-lhe sua intenção, Abigail fez um amplo suprimento de provisões, que, posto sobre jumentos, enviou adiante sob o cuidado de servos, e ela partiu para encontrar-se com o grupo de Davi. Encontrou-os no encoberto de um monte. “Vendo, pois, Abigail a Davi, apressou-se, e desceu do jumento, e prostrou-se sobre o seu rosto diante de Davi, e se inclinou à terra. E lançou-se a seus pés, e disse: Ah, senhor meu, minha seja a transgressão; deixa, pois, falar a tua serva aos teus ouvidos”. 1 Samuel 25:23, 24. Abigail dirigiu-se a Davi com tanta reverência como se falasse a um rei coroado. Nabal tinha escarnecedoramente exclamado: “Quem é Davi?” (1 Samuel 25:10), mas Abigail chamara-o “senhor meu.” Com amáveis palavras ela procurou abrandar-lhe os sentimentos irritados, e pleiteou com ele em favor de seu esposo. Nada tendo de ostentação ou orgulho, antes cheia da sabedoria e amor de Deus, Abigail revelou a força de sua devoção para com sua casa, e esclareceu a Davi que o procedimento indelicado de seu marido de nenhuma maneira fora premeditado contra ele como uma afronta pessoal, mas que simplesmente tinha sido a explosão de uma natureza infeliz e egoísta.FD 29.4

    “Agora, pois, meu senhor, vive o Senhor, e vive a tua alma, que o Senhor te impediu de vires com sangue, e de que a tua mão te salvasse; e, agora, tais quais Nabal sejam os teus inimigos e os que procuram mal contra o meu senhor.” Abigail não tomou para si o crédito deste raciocínio a fim de demover a Davi de seu precipitado propósito, mas deu a Deus a honra e o louvor. Ofereceu então sua rica provisão como oferta pacífica aos homens de Davi, e ainda pleiteou como se ela mesma fora quem tivesse provocado o ressentimento do líder. — Patriarcas e Profetas, 665, 666.FD 30.1

    Embora houvesse Nabal rejeitado a necessária companhia de Davi e seus homens, naquela mesma noite fez uma festa extravagante para si e seus turbulentos amigos, e condescendeu com comida e bebida, até mergulhar na embriaguez. No dia seguinte, depois de se haverem dissipado um tanto os efeitos de seu ébrio deboche, sua esposa lhe contou como ele estivera perto da morte, e como a calamidade fora revertida. Enquanto ouvia, ele entendeu em que teria resultado o curso do mal, não fosse a prudência de Abigail, e o terror lhe encheu o coração. Paralisado de horror, sentou-se e não mais se recuperou do choque.FD 30.2

    A partir dessa história, podemos ver que há circunstâncias sob as quais é apropriado que uma mulher atue pronta e independentemente, agindo com decisão por um caminho que ela sabe ser o caminho do Senhor. A esposa deve colocar-se ao lado do marido como sua igual, compartilhando todas as responsabilidades da vida, prestando o devido respeito àquele que a escolheu como companheira ao longo da vida. — Manuscript Releases 21:214, 215.FD 30.3

    O Senhor espera que a esposa respeite o marido, mas sempre como convém no Senhor. No caráter de Abigail, a esposa de Nabal, temos uma ilustração da feminilidade segundo a ordem de Cristo, enquanto seu esposo ilustra o que pode tornar-se um homem que se rende ao controle de Satanás. — Manuscript Releases 21:213.FD 30.4

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents