Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

A Ciência Do Bom Viver, A

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Súplica

    Oh, se eu pudesse, dia a dia,
    Mais perto estar de Deus!
    Quão suave o tempo se escoaria,
    Cumprindo os mandos Seus!

    Quero contigo, ó Pai, viver
    Em vida nova assim,
    Em Ti achando o meu prazer,
    - Prazer puro e sem fim.

    Vem, ó Jesus, meu coração
    De Tua presença encher;
    Faze-o constante habitação,
    Regendo assim meu ser.
    CBV 267.1

    Benjamim Cleveland.

    É assim que homens e mulheres, necessitados de cura física e espiritual, podem ser postos em contato com aqueles cujas palavras e ações os atrairão para Cristo. Serão colocados sob a influência do grande Médico-Missionário, que pode curar tanto a alma como o corpo. Ouvirão a narrativa do amor do Salvador, do perdão gratuitamente concedido a todos os que dEle se aproximam confessando os pecados.CBV 267.2

    Sob tais influências, muito entes sofredores serão guiados para o caminho da vida. Os anjos do Céu cooperam com os instrumentos humanos, trazendo ânimo, esperança, alegria e paz aos corações dos enfermos e aflitos. Nessas condições, os doentes são duplamente abençoados, e muitos encontram a saúde. O passo hesitante retoma sua elasticidade, os olhos recuperam seu brilho. O desesperado adquire nova esperança. O rosto abatido ganha expressão de alegria. Os acentos lamentosos da voz dão lugar a acentos de júbilo e regozijo.CBV 267.3

    Recuperando a saúde física, homens e mulheres ficam mais aptos a exercer aquela fé em Cristo que assegura a saúde da alma. Há inexprimível paz, alegria e repouso na consciência dos pecados perdoados. A anuviada esperança do cristão resplandece com um brilho novo. Estas palavras exprimem a sua fé: “Deus é nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia” (Sl 46:1). “Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque Tu estás comigo; a Tua vara e o Teu cajado me consolam” (Sl 23:4). “Dá vigor ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor” (Is 40:29).CBV 267.4

    A Ti, Senhor, meu Deus,
    Levanto os olhos meus,
    Ouve o clamor!
    Nunca me deixes só,
    Levanta-me do pó,
    De mim, Senhor, tem dó,
    Por Teu amor!

    Concede ao coração
    Força e resolução,
    Zelo sem fim;
    Seja este fraco amor
    Por Ti meu Salvador,
    Meu Rei e Benfeitor,
    Eterno, sim!

    Do mundo a vida, aqui,
    Nem sempre me sorri,
    Nem satisfaz;
    Transforma a escuridão!
    Renove a Tua mão
    O indigno coração,
    E dá-me paz!
    CBV 268.1

    Ray Palmer.

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents