Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

A Ciência Do Bom Viver, A

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 35 — O Verdadeiro Conhecimento de Deus

    Como nosso Salvador, achamo-nos neste mundo para servir a Deus. Aqui nos achamos a fim de nos tornarmos semelhantes a Ele no caráter, revelando-O ao mundo mediante uma vida de serviço. Para sermos colaboradores Seus, para sermos semelhantes a Ele, e Lhe revelarmos o caráter, precisamos conhecê-Lo direito. Cumpre-nos conhecê-Lo tal como Ele Se revela a Si mesmo.CBV 409.1

    O conhecimento de Deus é o fundamento de toda verdadeira educação e de todo serviço verdadeiro. É a única salvaguarda real contra a tentação. Por ele, unicamente, nos podemos tornar semelhantes a Deus no caráter.CBV 409.2

    Esse é o conhecimento de que necessitam todos quantos estão trabalhando pelo reerguimento de seus semelhantes. Transformação de caráter, pureza de vida, eficiência no serviço, apego aos princípios corretos, tudo depende do justo conhecimento de Deus. Esse conhecimento é o preparo essencial tanto para esta como para a futura existência.CBV 409.3

    “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria” (Pv 9:10).CBV 409.4

    Mediante o Seu conhecimento é-nos dado “tudo o que diz respeito à vida e piedade” (2Pe 1:3).CBV 409.5

    “E a vida eterna é esta”, disse Jesus, “que Te conheçam a Ti só por único Deus verdadeiro e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (Jo 17:3).CBV 410.1

    “Assim diz o Senhor:
    Não se glorie o sábio na sua sabedoria,
    Nem se glorie o forte na sua força;
    Não se glorie o rico nas suas riquezas.
    Mas o que se gloriar glorie-se nisto:
    Em Me conhecer e saber que Eu sou o Senhor,
    Que faço beneficência, juízo e justiça na Terra;
    Porque destas coisas Me agrado, diz o Senhor”
    CBV 410.2

    (Jr 9:23, 24).

    Precisamos estudar as revelações que Deus tem feito de Si mesmo.CBV 410.3

    “Ora, toma conhecimento com Ele,
    E terás paz:
    E assim te alcançará o bem.
    Ora, recebe da Sua boca a lei:
    E mete as Suas palavras no teu coração. ...
    E o Todo-poderoso Se fará teus tesouros. ...

    “Porque então te deleitarás no Todo-poderoso;
    E levantarás o teu rosto para Deus:
    Tu Lhe rogarás, e Ele te ouvirá,
    E pagarás os teus votos.
    E decretarás um negócio,
    E cumprir-se-á;
    E sobre os teus caminhos resplandecerá a luz.
    Quando te abaterem, então tu dirás:
    Haja exaltação!
    E Deus salvará o humilde”
    CBV 410.4

    (Jó 22:21-29, Trad. Trinitariana.

    “Suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o Seu eterno poder como a Sua divindade, se entendem e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas.” Rm 1:20).CBV 410.5

    As coisas da natureza que agora contemplamos não nos dão senão uma fraca idéia da glória do Éden. O pecado manchou a beleza da Terra; podem-se ver em tudo os vestígios da obra do mal. Todavia, permanece muita coisa bela. A natureza testifica de que Alguém, infinito em poder, grande em bondade, misericórdia e amor, criou a Terra, enchendo-a de vida e alegria. Mesmo em seu estado defeituoso, todas as coisas revelam a mão-de-obra do Artista por excelência. Para onde quer que nos volvamos, podemos ouvir a voz de Deus, e ver testemunhos de Sua bondade.CBV 411.1

    Desde o solene ribombar do trovão e o incessante bramir do velho oceano, aos festivos cânticos que fazem as florestas palpitantes de melodia, as milhares de vozes da natureza entoam-Lhe os louvores. Na Terra e no mar e no espaço, com suas maravilhosas cores e matizes, variando em suntuoso contraste ou combinando-se em harmonia, nós Lhe contemplamos a glória. As montanhas eternas falam-nos de Seu poder. As árvores, agitando os verdes leques ao sol, e as flores em sua delicada beleza, apontam para seu Criador. O verde vivo, que atapeta a bronzeada terra, fala do cuidado de Deus para com a mais humilde de Suas criaturas. As profundezas do mar e as entranhas da terra revelam-Lhe os tesouros. Aquele que pôs as pérolas no oceano e a ametista e o crisólito entre as rochas é um amante do belo. O Sol que se ergue no firmamento é um representante dAquele que é a vida e a luz de todos quantos foram por Ele criados. Todo esplendor e beleza que adornam a Terra e abrilhantam os Céus falam de Deus.CBV 411.2

    “Sua glória cobriu os Céus” (Hb 3:3).CBV 412.1

    “Cheia está a Terra das Tuas riquezas” (Sl 104:24).CBV 412.2

    “Um dia faz declaração a outro dia,
    E uma noite mostra sabedoria a outra noite.
    Sem linguagem, sem fala,
    Ouvem-se as suas vozes
    Em toda a extensão da Terra,
    E as suas palavras, até ao fim do mundo”
    CBV 412.3

    (Sl 19:2-4).

    Todas as coisas falam do Seu terno e paternal cuidado, e de Seu desejo de tornar felizes os Seus filhos.CBV 412.4

    A poderosa força que opera em toda a natureza, e sustém todas as coisas, não é, como fazem parecer alguns homens de ciência, unicamente um princípio que tudo penetra, uma energia. Deus é Espírito; é, todavia, um Ser pessoal; pois como tal Se tem Ele revelado:CBV 413.1

    “O Senhor Deus é verdade;
    Ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno; ...
    Os deuses que não fizeram os céus e a Terra
    Desaparecerão da Terra e de debaixo deste céu.

    “Não é semelhante a estes a porção de Jacó;
    Porque Ele é o Criador de todas as coisas. ...

    “Ele fez a Terra pelo Seu poder;
    Ele estabeleceu o mundo por Sua sabedoria
    E com a Sua inteligência estendeu os céus”
    CBV 413.2

    (Jr 10:10, 11, 16, 12).

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents