Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Evangelismo

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    A música no evangelismo

    Para gravar a verdade espiritual — O canto é um dos meios mais eficazes para gravar a verdade espiritual no coração. Muitas vezes se têm descerrado pelas palavras do canto sagrado, as fontes do arrependimento e da fé. — The Review and Herald, 6 de Junho de 1912.Ev 500.3

    Instrumentos de música — Seja o talento do canto introduzido na obra. O emprego de instrumentos de música não é absolutamente objetável. Eles eram usados nos serviços religiosos dos tempos antigos. Os adoradores louvavam a Deus com a harpa e o címbalo, e a música deve ter seu lugar em nossos cultos. Isto acrescerá o interesse. — Carta 132, 1898.Ev 500.4

    Um serviço de canto não é um concerto — O que me foi apresentado é que, se o Pastor _____ desse ouvidos ao conselho de seus irmãos, e não corresse da maneira por que o faz no esforço de obter grandes congregações, exerceria mais influência para o bem, e sua obra teria efeito mais benéfico. Ele deve cortar de suas reuniões tudo quanto tenha semelhança com exibições teatrais; pois tais aparências exteriores não dão nenhuma força à mensagem que ele anuncia. Quando o Senhor puder cooperar com ele, sua obra não precisará ser feita de modo tão dispendioso. Ele não necessitará então fazer tantas despesas em anúncios de suas reuniões. Não porá tanta confiança no programa musical. Esta parte de seu serviço é realizada mais à maneira de um concerto teatral, do que de um serviço de canto em uma reunião religiosa. — Carta 49, 1902.Ev 501.1

    Anelando a palavra — O coração de muitos no mundo, da mesma maneira que o de muitos membros da igreja, está faminto do pão da vida e sedento das águas da salvação. Acham-se interessados no serviço de canto, mas não estão anelando isso, nem mesmo a oração. Querem conhecer as Escrituras. Que me diz a Palavra de Deus? O Espírito Santo está operando na mente e no coração, atraindo-os ao pão da vida. Vêem tudo se mudando em torno deles. Os sentimentos humanos, as idéias do que constitui a religião, tudo muda. Eles vão para ouvir a Palavra tal como é. — Manuscrito 11, 1899.Ev 501.2

    O tema de todo canto — A ciência da salvação deve ser o âmago de todo sermão, o tema de todo canto. Seja essa ciência vazada em toda súplica. — Manuscrito 107, 1898.Ev 502.1

    Evitai o emocionalismo — Outros ainda vão ao extremo oposto, pondo mais força nas emoções religiosas, e manifestando intenso zelo nas ocasiões especiais. Sua religião parece ser mais da natureza de um estimulante do que uma permanente fé em Cristo.Ev 502.2

    Os verdadeiros ministros conhecem o valor da obra interior do Espírito Santo sobre o coração humano. Satisfazem-se com a simplicidade nos serviços religiosos. Em vez de dar valor ao canto popular, volvem sua atenção principalmente para o estudo da Palavra, e dão de coração louvor a Deus. Acima do adorno exterior, consideram o interior, o ornamento de um espírito manso e quieto. Na sua boca não se acha engano. — Manuscrito 21, 1891.Ev 502.3

    O ministério do canto no lar — Alunos, ide aos caminhos e valados. Esforçai-vos por alcançar as classes elevadas assim como as mais humildes. Entrai no lar do rico e do pobre e, à medida que tiverdes oportunidade, perguntai: “Gostaríeis de que cantássemos? Teríamos prazer em cantar alguns hinos para ouvirdes.” Depois, ao estarem os corações abrandados, talvez se abra o caminho para fazerdes uma breve oração pedindo a bênção de Deus. Não haverá muitas pessoas que o recusem. — The Review and Herald, 27 de Agosto de 1903.Ev 502.4

    No ministério de casa em casa — Aprendei a cantar os hinos mais simples. Estes vos ajudarão no trabalho de casa em casa, e corações serão tocados pela influência do Espírito Santo. .. Aprendemos na Palavra que há alegria entre os anjos por causa de um pecador que se arrepende, e que o próprio Senhor Se regozija por causa de Sua igreja, com cânticos. — The Review and Herald, 11 de Novembro de 1902.Ev 502.5

    Pedir decisões por meio do canto — A noite passada, em sonhos, eu estava falando a um grupo de rapazes. Pedia-lhes que cantassem “Quase Induzido”. Algumas pessoas presentes ficaram profundamente comovidas. Eu sabia que elas estavam quase induzidas, mas que se não fizessem decididos esforços para se volverem a Cristo, desapareceria delas a convicção de sua pecaminosidade. Fizestes algumas confissões, e eu vos perguntei: “Não quereis de agora em diante colocar-vos ao lado de Cristo?” Se receberdes a Jesus, Ele vos receberá. — Carta 137, 1904.Ev 503.1

    Experiência com um serviço de canto nos vagões — Tivemos no sábado um serviço de canto. O irmão Lawrence, que é musicista, dirigiu o canto. Todos os passageiros no vagão pareciam deleitar-se grandemente com essa prática, e muitos deles se uniram ao canto.Ev 503.2

    No domingo tivemos outro serviço de canto, depois do qual o Pastor Corliss fez breve palestra tomando como texto as palavras: “Vede quão grande caridade nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus.” Os passageiros escutaram atentamente, parecendo gostar do que foi dito. Na segunda tivemos mais canto, e todos nós parecíamos estar sendo mais unidos. — Carta 135, 1905.Ev 503.3

    A música na nova terra — Aqueles que, a despeito de tudo mais, se põem nas mãos de Deus, para ser e fazer tudo quanto Ele queira que façam, verão o Rei em Sua formosura. Verão Seus incomparáveis encantos e, tocando suas harpas de ouro, encherão todo o Céu com preciosa música e com os cantos do Cordeiro.Ev 503.4

    Alegro-me de ouvir os instrumentos de música que tendes aqui. Deus quer que os tenhamos. Quer que O louvemos, de alma e coração e com a nossa voz, engrandecendo Seu nome perante o mundo. — The Review and Herald, 15 de Junho de 1905.Ev 503.5

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents