Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos aos Idosos

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    É um privilégio cuidar de pais idosos

    A melhor maneira de educar os filhos a respeitarem seus pais e mães é dar-lhes a oportunidade de verem o pai dando afetuosa atenção à mãe, e a mãe prestando respeito e reverência ao pai. É vendo o amor em seus pais que os filhos são levados a obedecer o quinto mandamento.CId 53.3

    Quando os filhos crescerem e chegarem à idade madura, alguns deles pensarão que seu dever está cumprido com a provisão de moradia para seus pais. Dando-lhes apenas alimento e abrigo, não lhes estão dando amor e simpatia. Quando pais idosos anseiam por expressões de afeição e simpatia, há filhos desalmados que os privam de sua atenção. Não existe tempo como este em que os filhos deveriam expressar respeito e amor ao seu pai e mãe. Enquanto vivem seus pais, a alegria dos filhos deveria ser honrá-los e respeitá-los. Deveriam trazer toda a jovialidade e contentamento que puderem para a vida dos seus idosos pais. Deveriam suavizar seu caminho para a sepultura. Não há melhor recomendação neste mundo para um filho do que honrar seus pais, nem melhor registro nos livros dos Céus do que ter ele amado e honrado seu pai e sua mãe.CId 54.1

    Lembrem-se atenciosamente os filhos de que, na melhor das hipóteses, seus idosos pais não têm senão pouca alegria e conforto. Que pode dar maior tristeza ao coração deles do que a manifestação de negligência por parte dos seus filhos? Que pecado pode ser maior num filho do que causar desgosto ao pai e à mãe idosos e desamparados? Os que causam desgostos aos seus idosos pais são registrados nos livros dos Céus como transgressores do mandamento, como o são os que não reverenciam ao Deus do Céu e, a menos que se arrependam dos seus maus caminhos e os abandonem, não serão achados como dignos de um lugar na herança dos santos. ...CId 54.2

    O pensamento de que os filhos ministraram conforto aos seus pais é de satisfação para toda a vida e especialmente lhes dará alegria quando eles mesmos sentirem necessidade de simpatia e amor. Aqueles cujo coração estiver cheio de amor considerarão como inestimável o privilégio de poder suavizar a passagem dos seus pais para a sepultura. Eles se regozijarão por terem tido uma parte em levar o conforto e a paz para os últimos dias dos seus amados pais. Agir de outra maneira, negar aos idosos desamparados o benevolente cuidado de filhos e filhas, encherá a alma de remorsos, os dias de pesar, por terem sido duros de coração e frios como a pedra.CId 55.1

    Nossa obrigação para com nossos pais não cessa, nunca. Nosso amor por eles e o deles por nós não é medido por anos ou distância, e a nossa responsabilidade nunca pode ser posta de lado. — The Review and Herald, 15 de Novembro de 1892.CId 55.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents