Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Seção 1 — Colportagem evangelística

    Capítulo 1 — Nossa literatura e sua missão

    “Começar a publicar” — Numa reunião efetuada em Dorchester, Massachusetts, em Novembro de 1848, foi-me concedida uma visão da proclamação da mensagem do assinalamento, e do dever que incumbia aos irmãos de publicarem a luz que resplandecia em nosso caminho.CEv 1.1

    Depois da visão eu disse a meu esposo: “Tenho uma mensagem para ti. Deves começar a publicar um pequeno jornal e mandá-lo ao povo. Seja pequeno a princípio; mas, lendo-o o povo, mandar-te-ão meios com que imprimi-lo, e alcançará bom êxito desde o princípio. Desde este pequeno começo foi-me mostrado assemelhar-se a torrentes de luz que circundavam o mundo.” — Vida e Ensinos, 128 (1915).CEv 1.2

    Tornar a verdade clara e compreensível — Compete a nossas publicações a mais sagrada obra de tornar clara, compreensível e simples a base espiritual de nossa fé. Em todos os lugares está o povo tomando posição; todos se estão colocando sob a bandeira da verdade e da justiça ou sob a dos poderes apóstatas que lutam para alcançar a supremacia. Neste tempo, a mensagem de Deus ao mundo deverá ser pregada com tal ênfase e poder que o povo seja posto face a face, mente a mente, coração a coração com a verdade. Deverão ser levados a ver-lhe a superioridade em relação com a multidão de erros que estão procurando pôr-se em evidência, a fim de suplantar, se possível, a Palavra de Deus para este tempo solene.CEv 1.3

    O grande objetivo de nossas publicações é exaltar a Deus, atrair a atenção dos homens para as verdades vivas de Sua Palavra. Deus nos pede que exaltemos, não as nossas próprias normas, não as normas deste mundo, mas Suas normas de verdade. — Testemunhos Selectos 3:151, 152 (1902).CEv 2.1

    Publicar a luz e a verdade — Na noite de 2 de Março de 1907, muitas coisas me foram reveladas, concernentes ao valor de nossas publicações acerca da verdade presente, e ao pouco esforço que fazem os nossos irmãos e irmãs nas igrejas para assegurar-lhes ampla disseminação.CEv 2.2

    Foi-me mostrado em várias ocasiões que nossos prelos deveriam estar continuamente ocupados em publicar a luz e a verdade. Este é tempo de trevas espirituais nas igrejas do mundo. A ignorância das coisas divinas encobriu da vista dos homens a Deus e a verdade. Os poderes do mal estão ganhando força. Satanás promete a seus coobreiros fazer um trabalho que cativará o mundo. Ao passo que a atividade da igreja é apenas parcial, Satanás e suas hostes exercem atividade intensa. As professas igrejas cristãs não estão convertendo o mundo; pois elas próprias estão corrompidas de egoísmo e orgulho, e necessitadas de experimentar em seu seio o poder regenerador de Deus, antes de poderem guiar outros a uma norma mais pura e elevada. — Idem, 3:315 (1909).CEv 2.3

    Meios de dar rapidamente a mensagem — A obra da colportagem será o meio de dar rapidamente a sagrada luz da verdade presente ao mundo. As publicações que saem de nossos prelos devem ser de tal caráter que fortaleça cada ponto de apoio da fé que foi estabelecida pela Palavra de Deus e pela revelação de Seu Espírito.CEv 3.1

    A verdade que Deus deu a Seu povo nestes últimos dias deve conservá-los firmes quando vêm à igreja os que apresentam falsas teorias. A verdade que tem permanecido firme contra os ataques do inimigo por mais de meio século, precisa ainda ser a confiança e o conforto do povo de Deus.CEv 3.2

    Nossa evidência aos não professos, de que possuímos a verdade da Palavra de Deus, será dada numa vida de estrita renúncia. Não devemos escarnecer de nossa fé, mas sempre conservar diante de nós o exemplo dAquele que, embora Príncipe do Céu, desceu a uma vida de renúncia e sacrifício, para vindicar a justiça da palavra de Seu Pai. Resolvamos todos fazer o melhor ao nosso alcance para que a luz de nossas boas obras possa resplandecer ao mundo. — Testimonies for the Church 9:69, 70 (1909).CEv 3.3

    Preparar um povo para encontrar-se com Deus — As publicações expedidas de nossas casas publicadoras devem preparar um povo para encontrar-se com Deus. Devem realizar através do mundo a mesma obra que foi feita por João Batista para a nação judaica. Mediante comovedoras mensagens de advertência, o profeta de Deus despertou os homens das fantasias mundanas. Por meio dele chamou Deus ao arrependimento o Israel apostatado. Por suas apresentações da verdade ele expunha os enganos populares. Em contraste com as falsas teorias de seu tempo, a verdade contida em seus ensinos se destacava como uma certeza eterna. “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos Céus”, era a mensagem de João. Mateus 3:2. Esta mesma mensagem, por meio de publicações de nossas casas editoras, deve ser dada ao mundo hoje. ...CEv 3.4

    É em grande parte por meio de nossas casas editoras que se há de efetuar a obra daquele outro anjo que desce do Céu com grande poder e, com sua glória, ilumina a Terra. — Testemunhos Selectos 3:140-142 (1902).CEv 4.1

    As publicações devem ir a toda parte — Nossas publicações devem ir por toda parte. Sejam elas editadas em muitas línguas. A terceira mensagem angélica deve ser dada por este meio e pelo professor vivo. Vós, os que credes a verdade para este tempo, despertai! É vosso dever reunir agora todos os meios possíveis para ajudar os que compreendem a verdade a proclamá-la. Parte do dinheiro que provém da venda de nossas publicações deve ser empregada em aumentar nossos recursos para a produção de mais literatura que abra olhos cegos, e sulcar o terreno baldio do coração. — Testimonies for the Church 9:62 (1909).CEv 4.2

    Há muitos lugares em que a voz do pastor não pode ser ouvida, lugares que só podem ser alcançados por nossas publicações — livros, revistas e folhetos repletos das verdades bíblicas de que o povo necessita. Nossa literatura deve ser distribuída em todos os lugares. A verdade deve ser semeada junto a todas as águas; pois não sabemos qual prosperará primeiro, se esta, se aquela. Em nosso falho juízo podemos pensar não ser sábio dar literatura justamente aos que poderiam aceitar a verdade de imediato. Não sabemos quais podem ser os resultados de dar um folheto que contém a verdade presente. — Manuscrito 127, 1903.CEv 4.3

    Aproximamo-nos rapidamente do fim. A impressão e circulação dos livros e revistas que contêm a verdade para este tempo deve ser nossa obra. — Testimonies for the Church 8:89 (1904).CEv 5.1

    A todo país e clima — As publicações devem ser multiplicadas e espalhadas como folhas de outono. Esses mensageiros silenciosos estão iluminando e modelando a mente de milhares em todo país e em toda região. — The Review and Herald, 21 de Novembro de 1878.CEv 5.2

    Em todas as línguas — De cidade em cidade, de país em país, eles devem levar as publicações que contêm a promessa da breve volta do Salvador. Estas publicações devem ser traduzidas para todas as línguas; pois o evangelho tem de ser pregado a todo o mundo. A todo obreiro Cristo promete a eficiência divina, a qual dará êxito a seus labores. — Serviço Cristão, 49.CEv 5.3

    Iluminar o mundo todo — O mundo deve receber a luz da verdade por meio do ministério evangelizador da Palavra em nossos livros e periódicos. — Testemunhos Selectos 3:311 (1909).CEv 5.4

    De nossos livros e revistas projetar-se-ão brilhantes raios de luz que iluminarão o mundo quanto à verdade presente. — Serviço Cristão, 149 (1904).CEv 5.5

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents