Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 23 — O trabalho ministerial de nossas revistas

    Apresentação da verdade por meio de nossos periódicos — Publicam-se em nossas revistas benditas verdades bíblicas, capazes de salvar almas. Muitos há que podem auxiliar no trabalho de vender essas revistas. — Testemunhos Selectos 3:313 (1909).CEv 145.1

    Temos estado por assim dizer a dormir, relativamente à obra que pode ser efetuada pela circulação da literatura bem preparada. Preguemos agora a Palavra, com resoluta energia, pelo uso sábio de periódicos e livros, a fim de que o mundo compreenda a mensagem que Cristo deu a João na Ilha de Patmos. Testifique todo ser humano que professa o nome de Cristo: “O fim de todas as coisas está às portas; prepara-te para te encontrares com teu Deus.” — The Review and Herald, 30 de Julho de 1908.CEv 145.2

    Proclamar a mensagem do terceiro anjo — A grande e maravilhosa obra da última mensagem evangélica deve ser levada avante agora como nunca dantes. O mundo deve receber a luz da verdade por meio de um ministério evangelizador da Palavra em nossos livros e periódicos. Nossas publicações devem mostrar que o fim de todas as coisas está às portas. Pede-se-me que diga a nossas casas editoras: “Erguei a norma; erguei-a mais alto. Proclamai a terceira mensagem angélica, a fim de que ela possa ser ouvida por todo o mundo. Fazei ver que ‘aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus’. Apocalipse 14:12. Que a nossa literatura proclame a mensagem, como um testemunho a todo o mundo.” — Ibidem.CEv 145.3

    Assinaturas de revistas — Cometeu-se um erro em angariar assinaturas de nossos periódicos para apenas umas poucas semanas, quando, por meio de um esforço apropriado, se poderiam conseguir assinaturas para prazo muito mais longo. Uma assinatura anual é de muito maior valor do que muitas por um curto tempo. Quando a assinatura é por apenas uns poucos meses, muitas vezes o interesse finda com o curto prazo da assinatura. Poucos renovam suas assinaturas por um período maior, e assim há um grande desperdício de tempo, que traz pequenos resultados, ao passo que, com um pouco mais de tato e perseverança, se poderiam obter assinaturas anuais. Tendes um alvo muito baixo, irmãos; sois muito limitados em vossos planos. Não pondes em vosso trabalho todo o tato e perseverança que ele merece. Há mais dificuldades nesta obra do que em alguns outros ramos de negócio; mas as lições que serão aprendidas, o tato e a disciplina que serão adquiridos, habilitar-vos-ão para outros campos de utilidade, onde podereis auxiliar as almas. Aqueles que insuficientemente aprendem sua lição e são descuidados e ásperos ao se aproximarem das pessoas, haveriam de manifestar os mesmos defeitos nas maneiras, a mesma falta de tato e de habilidade em lidar com os espíritos, se entrassem no ministério.CEv 146.1

    Assinaturas por curto tempo, um erro — Enquanto forem aceitas assinaturas para curto prazo, alguns não farão o esforço necessário para obter assinaturas para um prazo mais longo. Os colportores não devem passar pelo campo de modo descuidado e indiferente. Devem sentir que são obreiros de Deus, e o amor às almas deve levá-los a fazer todo esforço para iluminar homens e mulheres com respeito à verdade. A providência e a graça, os meios e os fins, estão intimamente relacionados. Quando Seus obreiros fazem o melhor que podem, Deus faz por eles aquilo que, por si mesmos, não podem fazer; mas ninguém deve esperar ter êxito independentemente e por seus próprios esforços. Precisa haver atividade unida a uma firme confiança em Deus.CEv 146.2

    A economia é necessária em todo departamento da obra do Senhor. A natural inclinação da mocidade nesta época é negligenciar e desprezar a economia, e confundi-la com a avareza e a mesquinhez. Mas a economia é coerente com os pontos de vista e sentimentos mais francos e liberais; não pode haver verdadeira generosidade onde ela não é praticada. Ninguém deve pensar que o rebaixa estudar economia e os melhores meios de tomar cuidado com as migalhas. Cristo disse, depois de operar um notável milagre: “Recolhei os pedaços que sobejaram, para que nada se perca.” — Testimonies for the Church 5:399, 400 (1885).CEv 147.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents