Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos sobre Mordomia

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 67 — Bênçãos temporais para os beneficentes

    Quando a simpatia humana está misturada com amor e com a beneficência, e santificada pelo Espírito de Jesus, é um elemento que pode produzir grande bem. Os que cultivam a beneficência não estão somente fazendo uma boa obra em favor dos outros, e abençoando os que recebem a boa ação, mas também se estão beneficiando ao abrir o coração ao benigno influxo da verdadeira beneficência.CM 205.1

    Cada raio de luz lançado sobre outros refletir-se-á em nosso próprio coração. Toda palavra bondosa e de simpatia dita ao aflito, todo ato para aliviar o oprimido, e toda dádiva feita para suprir as necessidades dos nossos semelhantes, dados ou feitos visando a glória de Deus, resultarão em bênçãos para o doador. Os que assim estão trabalhando, obedecem à lei do Céu, e receberão a aprovação de Deus. O prazer de fazer o bem aos outros comunica ao sentimento um brilho que irradia pelos nervos, apressa a circulação do sangue, e produz saúde mental e física. — Testimonies for the Church 4:56.CM 205.2

    Uma bênção curadora — A afinidade que existe entre a mente e o corpo, é muito grande. Se um é afetado, o outro se ressente. O estado da mente tem muito que ver com a saúde física. Se a mente está despreocupada e contente, sob a consciência do dever cumprido e com certo senso de satisfação por proporcionar felicidade a outros, isto criará uma alegria que reagirá sobre todo o organismo, produzindo mais perfeita circulação do sangue, a tonificação de todo o corpo. A bênção de Deus é um médico; e os que são generosos em beneficiar a outros, experimentarão essa maravilhosa bênção no próprio coração e vida. — Testemunhos Seletos 1:179; Testimonies for the Church 1:60, 61.CM 205.3

    A obra de beneficência tem dupla bênção — A sabedoria divina determinou, no plano da salvação, a lei da ação e da reação, tornando a obra de beneficência, em todos os seus ramos, duplamente abençoada. Deus poderia ter realizado o Seu objetivo de salvar os pecadores sem o auxílio do homem, mas Ele sabia que o homem não poderia ser feliz sem ter uma parte na grande obra de redenção. Para que o homem não perdesse os benditos resultados da beneficência, nosso Redentor ideou o plano de alistá-lo como coobreiro Seu. — The Review and Herald, 23 de Março de 1897.CM 205.4

    Quebrado o poder da terra — Cristo veio dar ao homem a riqueza da eternidade, e, pela ligação com Ele, devemos receber e partilhar essa riqueza. Não só aos pastores, mas também a todo crente Cristo diz: O mundo está envolto em trevas. Brilhe, portanto, vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem ao vosso Pai que está nos Céus. Todo aquele que verdadeiramente ama a Deus será uma luz no mundo.CM 206.1

    Aquele que é cidadão do reino celestial constantemente olhará para as coisas que não se vêem. É quebrado o poder da Terra sobre a mente e o caráter. Ele tem a permanente presença do Hóspede celestial, segundo a promessa: “Eu o amarei, e a ele Me manifestarei.” Como Enoque, anda com Deus em constante comunhão. — The Review and Herald, 10 de Novembro de 1910.CM 206.2

    A vida terrena é enriquecida — Não pode ser integral ou completo qualquer projeto ou plano para a vida que apenas compreenda os breves anos da existência presente, e não tome providências para o interminável futuro. Que se ensinem os jovens a tomar em consideração a eternidade. Sejam ensinados a escolher princípios e buscar possessões que sejam duradouros, a acumular para si aquele “tesouro nos Céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão e a traça não rói”; a adquirir para si amigos “com as riquezas da injustiça”, para que, quando estas faltarem, aqueles os possam receber “nos tabernáculos eternos”. Lucas 12:33; 16:9.CM 206.3

    Todos os que fazem isto estão efetuando a melhor preparação possível para a vida neste mundo. Ninguém poderá acumular tesouro no Céu sem que venha por isso mesmo a ver sua vida na Terra enriquecida e enobrecida.CM 206.4

    “A piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir”. 1 Timóteo 4:8. — Educação, 145.CM 206.5

    O coração do doador se expande — As ofertas do pobre, dadas com abnegação para ajudar a difundir a preciosa luz da verdade salvadora, não somente serão para Deus um cheiro suave e Lhe serão completamente aceitáveis como uma dádiva consagrada, mas o próprio ato de dar expande o coração do doador, e o une cada vez mais ao Redentor do mundo. — The Review and Herald, 31 de Outubro de 1878.CM 206.6

    A permanente promessa de Deus — Sempre que o povo de Deus, em qualquer período do mundo, seguiu voluntária e alegremente o plano dEle quanto à doação sistemática e às dádivas e ofertas, verificaram Sua permanente promessa de que todos os seus labores seriam seguidos de prosperidade proporcional à obediência que dispensavam ao que deles requeria. Quando reconheciam os direitos de Deus, e Lhe satisfaziam às reivindicações, honrando-O com seus recursos, seus celeiros enchiam-se de abundância. — Testemunhos Seletos 1:375.CM 206.7

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents