Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos sobre Saúde

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Integridade entre os obreiros

    Os auxiliares do sanatório não devem sentir-se livres para apoderar-se, para uso particular, de artigos alimentícios oferecidos aos pacientes. De modo especial, a tentação é forte em condescender com coisas permitidas aos recém-chegados, os quais devem ser aos poucos induzidos a corrigir hábitos perniciosos. Alguns obreiros, à semelhança dos filhos de Israel, permitem que o apetite pervertido e os antigos hábitos de condescendência clamem por vitória. Como o antigo Israel, anseiam eles pelos alhos e as cebolas do Egito. Todos os que se acham ligados com esta instituição devem seguir estritamente as leis da vida e da saúde, não dando, dessa forma, por seu exemplo, nenhum apoio aos hábitos errôneos dos outros, os quais tornaram necessária a vinda deles ao sanatório em busca de alívio.CSa 408.1

    Os empregados não têm nenhum direito de servir-se de bolachas, nozes, passas, tâmaras, açúcar, laranjas ou frutas de qualquer espécie; pois em primeiro lugar, ao comerem essas coisas entre as refeições, como geralmente fazem, estão prejudicando os órgãos digestivos. Nenhum alimento deve ser posto na boca entre as refeições. Além disso, os que participam destas coisas estão apropriando-se daquilo que lhes não pertence. A tentação de provarem o alimento que estão manuseando está sempre diante deles; e aí está uma excelente oportunidade de adquirirem o controle do apetite. O alimento, entretanto, parece estar sobrando, e eles se esquecem de que tudo isso representa grande valor em dinheiro. Um e outro condescende irrefletidamente com o hábito de provar e se servir, até imaginarem não haver nenhum pecado real na prática.CSa 408.2

    Evitem todos acariciar esta maneira de ver o assunto, pois a consciência está assim perdendo a sua sensibilidade. Alguém poderá arrazoar: “O pouco que eu usei não tem muita*Special Testimonies to Physicians and Helpers, 59-65 (1879). importância”, mas surge a pergunta: A pequena quantidade, diminui o pecado do ato? Além disso, o pouco que a pessoa usa pode não representar muito, mas quando cinco agem no mesmo sentido, cinco pequenas quantidades são usadas. Em seguida dez, vinte, ou mais, podem pensar da mesma forma, até que cada dia, em prejuízo próprio, venham os obreiros apoderar-se de muitas pequenas quantidades das quais não têm o direito de apropriar-se. Várias quantidades pequenas, tornam-se muitas no fim. A maior perda, porém, sofrem-na os que se desviam do caminho, pois estão violando os princípios do direito e aprendendo a encarar a infidelidade nas pequenas coisas como não sendo nenhuma transgressão. Esquecem-se das palavras de Cristo: “Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.” Lucas 16:10.CSa 408.3

    Quando se faz um esforço para corrigir essas práticas, é isso geralmente recebido como uma indicação de mesquinhez da parte dos dirigentes; e alguns não efetuarão nenhuma mudança, mas continuarão endurecendo a consciência, até que esta se torna cauterizada como se o fora por um ferro quente. Opõem-se a qualquer restrição, e agem e falam desafiadoramente, como se seus direitos houvessem sido violados. Mas Deus considera todas estas coisas como roubo, e dessa forma é levado o registro para o Céu.CSa 409.1

    Toda fraude e dolo são proibidos na Palavra de Deus. O roubo direto e a falsidade clara não são pecados nos quais as pessoas de respeitabilidade estão em perigo de cair. É a transgressão nas pequenas coisas o que primeiro afasta de Deus a alma. Pelo único pecado de participarem do fruto proibido, Adão e Eva abriram as comportas da desgraça sobre o mundo. Alguns podem considerar essa transgressão como uma coisa muito insignificante; vemos porém, que suas conseqüências foram tudo, exceto pequenas. Os anjos do Céu têm uma esfera de ação mais ampla e mais elevada do que nós; mas o direito para eles e para nós é uma e a mesma coisa.CSa 409.2

    Os dirigentes do sanatório não são movidos por um espírito mesquinho e estreito ao reprovarem os erros mencionados, e exigirem o que é devido a uma instituição tal. Não é descer da dignidade própria preservar os interesses do sanatório neste sentido. Os diretores que são, eles próprios, fiéis, cuidarão naturalmente da fidelidade em outros. Completa integridade deve nortear a conduta dos diretores e deve aplicar-se a todos que trabalham sob sua direção.CSa 410.1

    Os homens de princípios não necessitam da restrição das fechaduras e das chaves; não precisam ser vigiados e guardados. Eles procederão verdadeira e honestamente em todo o tempo — sozinhos, sem olho algum a observá-los, bem como em público. Não trarão mácula alguma à sua alma por qualquer parcela de lucro ou vantagem egoísta. Desdenham do ato mesquinho. Embora nenhum outro pudesse saber isso, eles próprios o saberiam, e isto destruiria o seu respeito próprio. Os que não são conscienciosos e fiéis nas coisas pequenas não se reformariam, se houvesse leis, restrições e penalidades sobre o assunto. ...CSa 410.2

    Os que não vencem nas pequeninas coisas não terão força moral para resistir as tentações maiores. Todos os que procuram fazer da honestidade o princípio dominante nos assuntos diários da vida, necessitam estar em guarda para que não cobicem nenhuma “prata, nem ouro, nem vestes”. Enquanto estiverem contentes com o alimento e o vestuário apropriados, considerarão um problema fácil guardar o coração e as mãos do vício da cobiça e desonestidade. ...CSa 410.3

    Os que se acham empregados em nosso sanatório têm em muitos sentidos melhores vantagens para a formação de hábitos corretos. Ninguém será colocado fora do alcance da tentação; pois em todos os indivíduos há pontos fracos que estão em perigo quando assediados. ... Todos devem sentir a necessidade de manter a natureza moral estimulada por constante vigilância. Quais fiéis sentinelas, devem eles guardar a cidadela da alma, sem jamais achar que podem relaxar sua vigilância por um momento sequer. Na oração fervente e fé viva está a sua única salvaguarda.CSa 410.4

    Os que começam a descuidar-se de seus passos, notarão que antes de terem disto conhecimento, seus pés são enredados em uma trama da qual lhes é impossível livrar-se. Devem todos possuir como princípio fixo ser verdadeiros e honestos. Sejam ricos ou pobres; tenham amigos ou sejam abandonados; venha o que vier, devem eles resolver no poder de Deus que nenhuma influência os levará a cometer o menor ato errado. Devem todos compreender que deles, individualmente, depende em certa medida a prosperidade do sanatório.CSa 411.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents