Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 69 — Convocações

    Deus instruiu os israelitas para se reunirem diante dEle em determinadas ocasiões, no lugar que Ele escolheria, para observarem dias especiais onde nenhum trabalho desnecessário devia ser feito, mas esse tempo devia ser dedicado à reflexão sobre as bênçãos que Ele lhes havia concedido. Nessas ocasiões especiais deviam trazer ao Senhor dádivas, ofertas voluntárias e de ações de graça, de acordo com as bênçãos recebidas. Os servos, servas, estrangeiros, órfãos e viúvas eram todos orientados a se regozijarem porque Deus, por Seu maravilhoso poder, os tirara da servil escravidão para a alegria da liberdade. Não deviam comparecer diante de Deus de mãos vazias. Deviam trazer provas de gratidão a Deus por Sua contínua misericórdia e bênçãos derramadas sobre eles. Essas ofertas eram variadas, de acordo com a avaliação que os doadores faziam das bênçãos que tinham o privilégio de desfrutar. Assim, o caráter das pessoas se desenvolvia naturalmente. Aqueles que tinham em alto valor as bênçãos concedidas por Deus, traziam ofertas conforme sua apreciação dessas bênçãos. Os que tinham suas faculdades morais entorpecidas e neutralizadas por egoísmo e idolátrico amor aos favores recebidos, em vez de inspirados por ardente amor pelo bondoso Benfeitor, traziam ofertas mesquinhas. Dessa maneira eram revelados os corações. Além desses dias de festas religiosas, de alegria e regozijo, a páscoa anual devia ser comemorada pela nação judaica. O Senhor estipulou que se eles fossem fiéis na observância de Suas solicitações, Ele os abençoaria em toda a sua colheita e em toda a obra de suas mãos. Deuteronômio 16:15.T2 573.1

    Deus não requer menos de Seu povo nestes últimos dias, em sacrifícios e ofertas, do que o fez da nação judaica. Aqueles a quem Ele tem abençoado com habilidades, e mesmo as viúvas e os órfãos, não devem estar desatentos às Suas bênçãos. Os que Deus prosperou devem especialmente devolver o que Lhe pertence. Devem comparecer diante dEle com espírito de sacrifício próprio e trazer suas ofertas de acordo com as bênçãos que Ele lhes concedeu. Mas muitos a quem Deus favoreceu manifestam ingratidão. Se as bênçãos vêm sobre eles e o Senhor lhes aumenta os bens, usam essa generosidade como cordas para prendê-los ao amor de suas posses. Permitem que os negócios mundanos se apossem de suas afeições e de todo seu ser, e negligenciam a devoção e os privilégios religiosos. Não podem pôr de lado o atendimento a seus negócios e se apresentarem perante Deus, ainda que seja uma vez por ano. Tornam as bênçãos de Deus em maldição. Servem a seus interesses temporais, negligenciando os reclamos divinos.T2 574.1

    Os que possuem muito dinheiro permanecem em casa, ano após ano, absorvidos em suas preocupações e interesses mundanos, achando que não podem fazer um pequeno sacrifício e assistir às reuniões anuais para adorar a Deus. Ele os têm abençoado em seu cesto e em sua amassadeira (Deuteronômio 28:5) e os circundado de bênçãos à direita e à esquerda, entretanto, retêm dEle as pequenas ofertas requeridas. Eles amam servir a si mesmos. Seu coração será como o deserto estéril sem orvalho ou chuva. O Senhor lhes têm dado as preciosas bênçãos de Sua graça. Libertou-os da escravidão do pecado e do cativeiro do erro, abrindo-lhes à entenebrecida compreensão a gloriosa luz da verdade presente. Não deveriam essas evidências do amor e da misericórdia divina despertar gratidão? Aqueles que professam crer que o fim de todas as coisas está próximo, ficarão cegos aos próprios interesses espirituais, e viverão somente para este mundo e esta vida? Esperam eles que seus interesses eternos cuidem de si mesmos? Não obterão poder espiritual sem esforço de sua parte.T2 574.2

    Muitos que professam estar aguardando o aparecimento de nosso Senhor, estão sobrecarregados e ansiosos em busca de lucros mundanos. Estão cegos a seus interesses eternos. Eles trabalham por aquilo que não satisfaz. Gastam dinheiro naquilo que não é pão. Lutam para contentar-se com os tesouros que juntaram na Terra, os quais hão de perecer, e negligenciam a preparação para a eternidade, que deve ser a primeira e única missão verdadeira da vida.T2 575.1

    Todos os que puderem, assistam a essas reuniões anuais. Todos devem sentir que Deus deles requer isso. Se não se aproveitam dos privilégios que o Senhor lhes proporciona a fim de se tornarem fortes nEle, e no poder de Sua graça, tornar-se-ão mais e mais fracos, tendo cada vez menos desejo de consagrar tudo a Deus. Venham, irmãos e irmãs, a essas sagradas reuniões de convocação para encontrar Jesus. Ele virá à festa. Achar-Se-á presente, e fará por vocês aquilo de que mais necessitam. Suas fazendas não devem ser consideradas de maior valor que os mais altos interesses do coração. Todos os tesouros que possuem, por mais valiosos que sejam, não lhes bastariam para comprar paz e esperança, as quais lhes serão de infinito lucro, ainda que lhes custem tudo quanto têm e as lidas e sofrimentos da vida inteira. Uma compreensão clara e firme das coisas eternas, e um coração disposto a entregar tudo a Cristo, são bênçãos de mais valor do que todas as riquezas, prazeres e glórias deste mundo.T2 575.2

    Essas reuniões campais são importantes. Elas custam algo. Os servos de Deus estão consumindo a vida para ajudar as pessoas, enquanto muitas delas parecem não necessitar de auxílio. Por temor de perder um pouco do ganho deste mundo, alguns deixam passar esses preciosos privilégios como se fossem de pequena importância. Que todos os que professam crer na verdade respeitem todo privilégio que Deus lhes oferece, para obter claras concepções de Sua verdade, Suas reivindicações e do necessário preparo para Sua vinda. Uma calma, alegre e obediente confiança em Deus é o que Ele requer.T2 576.1

    Vocês não necessitam fatigar-se com ansiedades e cuidados desnecessários. Trabalhem fielmente cada dia, fazendo a obra que a providência de Deus lhes designou, e Ele cuidará de vocês. Jesus ampliará e aprofundará Suas bênçãos. Vocês devem se esforçar se quiserem obter a salvação, afinal. Venham às reuniões preparados para trabalhar. Deixem em casa os cuidados e venha encontrar-se com Jesus. Ele será achado por vocês. Venham com ofertas, de acordo com as bênçãos recebidas. Demonstrem gratidão ao seu Criador, o Doador de todos os benefícios, por meio de uma oferta voluntária. Que ninguém dos que podem, compareça de mãos vazias. “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na Minha casa, e depois fazei prova de Mim, diz o Senhor dos Exércitos, se Eu não vos abrir as janelas do Céu e não derramar sobre vós uma bênção tal, que dela vos advenha a maior abastança.” Malaquias 3:10.T2 576.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents