Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 6 — Alimentos cárneos e estimulantes

    Prezados irmão e irmã H:

    Recordei a fisionomia de vocês como se achando entre várias que tenho visto, e que necessitam de uma obra em seu favor, antes de poderem ser santificados pela verdade. Abraçaram a verdade por reconhecer que era a verdade; ela, porém, ainda não tomou posse de vocês. Não avaliaram sua santificadora influência na vida. Seu caminho foi iluminado com relação à reforma de saúde, e ao dever que repousa sobre o povo de Deus, nestes últimos dias, de exercer temperança em tudo. Vi que se encontravam entre aqueles que ficariam para trás quanto a convencer-se, e a corrigir sua maneira de comer, beber e trabalhar. À medida que a luz da verdade for aceita e seguida, realizará inteira reforma na vida e no caráter de todos os que forem santificados por ela.T2 60.2

    Seus negócios não são de caráter propício a um avanço na vida religiosa, mas de caráter que impede o crescimento na graça e no conhecimento da verdade. Há uma tendência para baixo, para rebaixar o homem, para fazê-lo mais sensual em suas propensões. As elevadas faculdades da mente são sobrepujadas pelas mais baixas. A parte irracional de sua natureza governa a espiritual. Aqueles que professam estar preparados para a trasladação não se devem tornar açougueiros.T2 60.3

    Sua família tem participado grandemente de alimentos cárneos, e as propensões sensuais têm sido fortalecidas, ao passo que o intelecto se tem enfraquecido. Somos constituídos daquilo que comemos, e se vivemos largamente de carne de animais mortos, havemos de partilhar de sua natureza. Vocês têm favorecido a natureza inferior de seu organismo, ao passo que a mais refinada se tem enfraquecido. Têm dito repetidamente em favor de sua condescendência para com o uso da carne: “Por mais prejudicial que ela seja para outros, não me prejudica, pois a tenho usado durante toda a minha vida.” Não sabem, porém, quão bem poderiam estar se houvessem se abstido do uso de alimentos cárneos. Como família, acham-se longe de estar isentos de enfermidade. Têm usado gordura de animais, o que Deus expressamente proíbe em Sua Palavra: “Estatuto perpétuo será nas vossas gerações, em todas as vossas habitações: nenhuma gordura, nem sangue algum comereis.” Levítico 3:17. “E nenhum sangue comereis em qualquer de vossas habitações, quer de aves quer de gado. Toda pessoa que comer algum sangue, aquela pessoa será extirpada dos seus povos.” Levítico 7:27.T2 60.4

    Vocês são gordos, mas a gordura não é bom material. Estão piores por essa corpulência. Se ambos chegassem a um regime mais simples, que lhes tirasse doze ou quinze quilos de gordura, estariam muito menos sujeitos a enfermidades. Os alimentos cárneos produziram sangue e carne pobres. Seu organismo encontra-se em estado de inflamação, pronto a apanhar doenças. Estão sujeitos a ataques agudos de doença, e à morte repentina, pois não possuem resistência constitucional capaz de combater e vencer o mal. Virá tempo em que a força e a saúde que se lisonjeiam de possuir se demonstrarão fraqueza. Não é objetivo principal do homem glorificar seu estômago. Vocês têm necessidades físicas a serem atendidas; mas por causa delas deveria o homem tornar-se animalizado?T2 61.1

    Vocês têm posto diante de seus filhos alimentos insalubres, preparados de maneira não saudável. Têm colocado perante eles alimentos cárneos, e qual é o resultado? São eles educados, inteligentes, obedientes, conscienciosos e inclinados à religião? Vocês sabem que não é assim. Tal maneira de viver tem fortalecido o instinto sensual de sua natureza e definhado a espiritualidade. Vocês têm transmitido a seus filhos um miserável legado; uma natureza degenerada tornada ainda mais corrupta por seus maus hábitos no comer e no beber. A mesa completa o trabalho de os tornar o que são. “O pecado jaz à porta.” Gênesis 4:7. Vocês sabem que eles não têm propensões religiosas, que sua vontade não se submete a restrições, mas são inclinados à desobediência e ao desrespeito a sua autoridade. Seu filho mais velho é especialmente corrompido, participando em grande parte daquilo que é sensual. Dificilmente um traço do que é divino pode ser visto nele. Vocês têm levado seus filhos a condescender com o apetite quando e como lhes agrada. Seu exemplo tem-lhes ensinado a viver para comer; que a condescendência com o apetite está acima de tudo. Há um trabalho para você, irmão H. Você tem sido como um homem sonolento ou paralisado. É tempo de o irmão fazer grandes esforços para salvar os membros mais jovens de sua família. A influência de seu filho mais velho é nociva sobre os irmãos. Corrija sua mesa. Um regime alimentar estimulante e corrompido está fortalecendo as paixões sensuais de seus filhos. De todas as famílias que conheço, a sua tem a maior necessidade de dispensar alimentos cárneos e gorduras, e aprender a cozinhar saudavelmente.T2 61.2

    A irmã H tem o sangue corrompido. Seu organismo está cheio de humores escrofulosos provenientes do alimento cárneo. O uso de carne de porco em sua família comunicou má qualidade de sangue. A irmã H precisa limitar-se estritamente a um regime de cereais, frutas e verduras, cozidos sem carne ou gordura de qualquer espécie. Levará bastante tempo para um regime alimentar estritamente saudável pô-la em melhores condições de saúde, em que se possa relacionar devidamente com a vida. Impossível é aos que usam carne em abundância, ter um cérebro claro, um ativo intelecto.T2 62.1

    Nós os aconselhamos a mudar seus hábitos de vida; fazendo isso, porém, sabiamente. Conheço famílias que mudaram do regime cárneo para um regime pobre. Seu alimento é tão deficientemente preparado, que o estômago não o aceita, e depois me disseram que a reforma de saúde não lhes vai bem; que estavam enfraquecendo. Aí está uma razão por que alguns não foram bem-sucedidos em seus esforços para simplificar a comida. Usam um regime sem nutrição. A comida é preparada sem capricho, e comem continuamente a mesma coisa. Não deve haver muitas espécies na mesma refeição, mas todas as refeições não devem constar dos mesmos pratos, sem variação. A comida deve ser preparada com simplicidade, todavia de maneira a se tornar apetecível. Vocês devem evitar a gordura. Ela prejudica qualquer espécie de prato que preparem. Comam abundância de frutas e verduras.T2 63.1

    Depois de reduzir sua resistência física pela quantidade reduzida e pela pobre qualidade do alimento, alguns concluem que sua antiga maneira de viver era melhor. O organismo precisa ser nutrido. Não obstante, não hesitamos em dizer que o alimento cárneo não é necessário para a saúde e vigor. Se é usado, é porque o apetite pervertido o cobiça. Seu uso estimula as propensões sensuais, aumentando-lhes a atividade, e fortalecendo as paixões sensuais. Quando as propensões sensuais aumentam, decrescem as energias intelectuais e morais. O uso da carne de animais tende a produzir desajeitada corpulência, ao mesmo tempo que embota as finas sensibilidades da mente.T2 63.2

    Há de o povo que está se preparando para tornar-se santo, puro e enobrecido, a fim de poder ser introduzido na sociedade dos anjos celestes, continuar a tirar a vida das criaturas de Deus e viver de sua carne, deliciando-se com ela como uma iguaria? Do que o Senhor me tem mostrado, esta ordem de coisas há de mudar, e o povo peculiar de Deus exercerá temperança em tudo. Os que vivem em grande parte de carne, não podem evitar comer carne de animais doentes, em maior ou menor grau. O processo de preparar animais para o consumo produz neles enfermidades e, mesmo que sejam alimentados da maneira mais saudável, irritam-se e adoecem pela caminhada antes de chegarem ao mercado. Os fluidos e a carne desses animais enfermos são recebidos diretamente no sangue, passando à circulação do corpo humano, tornando-se fluidos e carne do mesmo. Assim se introduzem humores no organismo. E se a pessoa já tem um sangue impuro, isto é grandemente agravado pelo ingerir a carne desses animais. A possibilidade de contrair doenças é dez vezes aumentada pelo uso da carne. As faculdades intelectuais, morais e físicas são prejudicadas pelo uso habitual de alimentos cárneos. Seu uso desarranja o organismo, obscurece o intelecto e embota as sensibilidades morais. Dizemo-lhes, prezados irmão e irmã: o caminho mais seguro para vocês, é deixar de lado a carne.T2 63.3

    O uso de chá e café também é prejudicial ao organismo. O chá, até certo ponto, produz intoxicação. Entra na circulação, e desequilibra gradualmente a energia do corpo e da mente. Estimula, provoca e aviva o movimento do organismo forçando-o a uma ação fora do natural, dando assim ao que o ingere a impressão de que lhe está prestando grande serviço, comunicando-lhe força. É engano. O chá atua sobre as energias nervosas deixando-as grandemente debilitadas. Ao desaparecer sua influência e o aumento de ação ocasionado por ele diminuir, qual é então o resultado? Debilidade e fraqueza proporcionais à vivacidade artificial comunicada pelo chá. Quando o organismo já se encontra sobrecarregado e precisando de repouso, o uso do chá incita a natureza pelo estímulo a realizar uma ação indesejada e antinatural, diminuindo-lhe por esse modo a capacidade de trabalho e de resistência; e suas faculdades se esgotam muito antes do tempo designado pelo Céu. O chá é venenoso para o organismo. Os cristãos devem deixá-lo em paz. A influência do café é, até certo ponto, a mesma do chá, mas o efeito sobre o organismo é ainda pior. Sua influência é estimulante, e justo na medida em que ele eleva acima do normal, também deprime na mesma proporção. Os bebedores de chá e de café, apresentam no rosto os seus vestígios. A pele torna-se pálida, tomando um aspecto sem vida. Não se lhes vê no semblante o brilho da saúde.T2 64.1

    O chá e o café não nutrem o organismo. O alívio deles obtido é súbito, antes de o estômago ter tempo de os digerir. Isso indica que os estimulantes considerados pelos usuários como energia, são recebidos unicamente mediante estímulo dos nervos estomacais, que transmitem a irritação ao cérebro, o qual é por sua vez despertado para comunicar acrescida atividade ao coração e passageira energia a todo o organismo. Tudo isso é falso vigor, que nos deixa pior. Eles não comunicam uma partícula sequer de energia natural.T2 65.1

    Outro efeito de tomar chá é dor de cabeça, insônia, palpitação do coração, indigestão, tremor dos nervos e muitos outros males. “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.” Romanos 12:1. Deus pede um sacrifício vivo, não um sacrifício morto ou agonizante. Quando compreendermos os reclamos divinos, veremos que Ele pede que sejamos temperantes em tudo. O objetivo de nossa criação é glorificar a Deus em nosso corpo e espírito, os quais Lhe pertencem. Como podemos fazer isso, quando condescendemos com o apetite em prejuízo das energias físicas e morais? Deus requer que apresentemos nosso corpo em sacrifício vivo. Assim sendo, o dever que se nos é imposto é conservar este corpo na melhor condição de saúde, para que possamos cumprir os Seus desígnios. “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31.T2 65.2

    Vocês têm um trabalho a fazer para pôr sua casa em ordem. Limparem-se “de toda imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.” 2 Coríntios 7:1. Precisam fazer sinceros esforços para descobrir seus erros e, no temor de Deus e amparados em Sua força, corrigi-los. Prezados irmão e irmã, vocês necessitam reformar-se em matéria de ordem. Devem cultivar amor pelo asseio e limpeza. Deus é um Deus de ordem. Ele não aprovará hábitos de relaxamento e desordem em quem quer que seja que pertença a Seu povo. Demonstre em suas vestes, casa e em todas as coisas, gosto e ordem. Somos observados como um povo peculiar. A reforma do vestuário está em flagrante contraste com a moda do mundo. Aqueles que adotam esse vestuário devem manifestar bom gosto, ordem e estrito asseio em todos os trajes. Uma roupa não deve ser usada, a menos que seja decente e de bom caimento. Pois devemos procurar não desagradar aos descrentes por desmazelo e negligência em nossa aparência pessoal, mas vestir-nos modestamente tendo em vista a saúde e o asseio, a fim de que nossas vestes se recomendem ao julgamento de pessoas sinceras.T2 65.3

    Vocês necessitam ter mente clara, enérgica a fim de apreciar o exaltado caráter da verdade, apreciar a expiação, e dar a devida estimativa às coisas eternas. Se vocês seguem uma conduta errônea, e condescendem com hábitos errados no regime alimentar, enfraquecendo assim as energias mentais, não darão à salvação e à vida eterna aquele alto preço que os inspirará a pôr a vida em conformidade com a vida de Cristo; não farão, para obter inteira conformidade com a vontade de Deus, aqueles diligentes, abnegados esforços que são requeridos por Sua Palavra, e necessários para dar-lhes o preparo moral para o último toque da imortalidade.T2 66.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents