Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 10 — Reforma no lar

    Irmão M:

    Pelo que me foi mostrado, há uma grande obra a ser feita por você antes que possa ser aceito por Deus. Seu ego é muito proeminente. Você possui um temperamento impulsivo e ousado; é arbitrário e despótico com sua família. A irmã M é indolente e desleixada em casa. Não possui elementos de ordem e asseio na maneira de organizar-se. Todavia, pode melhorar nesses pontos. Irmão M, você censura sua esposa, é ditatorial e não possui aquele amor que deveria ter. Ela teme esse seu espírito opressor, mas não faz o que é possível para corrigir seus errôneos hábitos, que tornam o lar desagradável e desconfortável.T2 84.2

    Irmão M, você não tem tido uma atuação cuidadosa em sua família. Seus filhos não o amam. Sentem mais aversão do que amor. Sua esposa não o ama. Você nada fez para ser amado. É extremista, severo, exigente e arbitrário com os filhos. Fala-lhes acerca da verdade, mas não pratica seus princípios na vida diária. Não é paciente, tolerante nem perdoador. Por tanto tempo você tem transigido com o próprio espírito, e está tão pronto a dar rédeas soltas à paixão quando provocado, que parece duvidoso haver feito esforços suficientes para ter a “mente de Cristo”. 1 Coríntios 2:16. Não possui o poder da paciência, tolerância, mansidão e do amor. Essas graças cristãs precisam ser possuídas antes que você possa tornar-se verdadeiramente um cristão. Você reserva palavras animadoras e atos bondosos para aqueles que não merecem tanto quanto sua esposa e filhos. Cultive palavras bondosas, olhares ternos, elogios e aprovação para com os da própria família, pois isso afetará sensivelmente sua felicidade. Nunca permita que palavras de censura ou impaciência escapem de seus lábios. Submeta o desejo de dominar e pôr o tacão de ferro onde possa. Você possui um espírito muito irritadiço, um espírito fechado. Com alguns você é egoísta e explorador; com outros que deseja agradar, sacrifica tudo, mesmo as coisas necessárias à sua família. Você é liberal nos casos em que pode obter louvor e estima dos homens. Se pudesse adquirir o Céu pelo grande sacrifício feito em favor daqueles com quem você escolheu ser liberal, certamente o obteria. Você não se opõe em ser colocado sob dificuldades para beneficiar a outros, se assim fazendo puder exaltar a si mesmo. Nessas coisas você dizima o endro e o cominho (Mateus 23:23), enquanto negligencia assuntos de maior peso como a justiça e o amor de Deus.T2 84.3

    Você não é justo com sua família. Precisa fazer um trabalho ali. Faça primeiro sua esposa feliz e satisfeita, e então considere a condição de seus filhos. Proveja-lhes alimento e roupas adequados. Então, se puder, sem limitar a esposa e filhos, ajude aqueles que necessitam e conceda favores onde possam ser apreciados, e sua liberalidade será louvável. Mas seu primeiro e mais sagrado dever é para com sua família. Eles não devem ser despojados para que outros sejam favorecidos. Que sua benevolência e liberalidade sejam vistas na própria família. Dê-lhes provas tangíveis de seu afeto, interesse, cuidado e amor. Isso tem muito que ver com sua felicidade. Pare de descobrir faltas e repreender sua esposa, pois isso apenas torna as coisas mais difíceis para você e um inferno para ela.T2 85.1

    Os anjos de Deus não habitarão com sua família até que haja uma diferente ordem de coisas. Não são seus recursos que são procurados. No entanto, quando reprovado você pensa que a igreja está em busca de seus recursos. Está errado em pensar assim. Você tem sido muito liberal com seus recursos, pela própria razão de pensar que pode assim obter a salvação e adquirir uma posição na igreja. Não, definitivamente! Você é que é desejado e não os poucos recursos que possui. Se pudesse ser transformado pela renovação de seu entendimento e converter-se, lidaria verazmente com o próprio coração. Isso é tudo o que a igreja requer. Você engana a si mesmo. “Se alguém entre vós cuida ser religioso e não refreia a sua língua, ... a religião desse é vã.” Tiago 1:26. Trate sua família de tal maneira que o Céu possa aprovar e assim a paz estará em seu lar. É necessário fazer tudo pela família. Seus filhos têm tido seu mau exemplo diante deles; você tem culpado, censurado e manifestado um espírito impulsivo em casa, enquanto ao mesmo tempo se dirige ao trono da graça, assiste aos cultos e dá testemunho em favor da verdade. Essas exibições têm levado seus filhos a desprezá-lo e à verdade que professa. Eles não confiam em seu cristianismo. Acham que você é um hipócrita, e na verdade você é lamentavelmente um homem iludido. Você jamais entrará no Céu sem uma completa mudança, assim como Simão, o mago, que pensava que o Espírito Santo pudesse ser comprado com dinheiro. Sua família tem observado seu espírito astuto, sua prontidão em tirar vantagens dos outros, sua avareza com aqueles com quem algumas vezes você lida, e o despreza por isso; e certamente seguirá suas pisadas no mau procedimento.T2 86.1

    Sua maneira de tratar os outros não é o que deveria ser. É-lhe difícil relacionar-se de maneira justa e amar a misericórdia. Sua vida tem desonrado a causa de Deus. Tem combatido pela verdade, mas não no devido espírito. Impediu pessoas de abraçarem a verdade, que de outro modo o teriam feito. Elas se têm desculpado, apontando os erros e injustiças dos professos guardadores do sábado, dizendo: “Eles não são melhores do que eu; mentem, enganam, exageram, ficam zangados e se gloriam de si mesmos. Uma religião como essa eu não quero.” Assim, a vida não consagrada desses faltosos observadores do sábado torna-os uma pedra de tropeço aos pecadores.T2 87.1

    A obra que está diante do irmão deve começar em sua família. Você tem tentado melhorar exteriormente, mas essa obra é muito superficial, de fachada, e não do coração. Ponha o coração em ordem, humilhe-se diante de Deus e implore Sua graça. Não faça coisas, como os fariseus hipócritas, para parecer justo e devoto aos olhos dos outros. Quebrante o coração perante o Senhor e saiba que lhe é impossível enganar os santos anjos. Suas palavras e atos estão todos abertos à inspeção deles. Motivos, intenções e propósitos do coração são patentes a seus olhos. As coisas mais secretas não lhes são ocultas. Oh, renda o coração e não esteja ansioso para fazer com que seus irmãos pensem que você é justo, quando não é! Seja sensato com sua família. Você vigia para observar erros dos outros, mas não faça mais isso. A obra que tem diante de si agora é vencer os próprios erros e batalhar contra seus fortes inimigos interiores. Trate com justiça as viúvas e os órfãos. Não cubra seus atos com a fina capa do engano, para influenciar aqueles que você muito deseja pensem bem a seu respeito, enquanto seus motivos e ações não sustentam a estrutura que você colocaria sobre eles.T2 87.2

    Cesse toda a contenda e tente ser um pacificador. Ame não “de palavra... mas por obra e em verdade”. 1 João 3:18. Suas obras devem resistir à inspeção no Juízo. Lidará você fielmente com o próprio coração? Não se engane. Lembre-se de que “Deus não Se deixa escarnecer”. Gálatas 6:7. Aqueles que conquistarem a vida eterna farão tudo o que puderem para pôr sua casa em ordem. Eles precisam começar no próprio coração e prosseguir até que retumbantes vitórias sejam alcançadas. O eu precisa morrer e Cristo viver em seu coração. Então haverá em você “uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”. João 4:14. Agora você tem preciosas horas de graça que lhe são reservadas para formar um caráter reto até à idade avançada. Agora dispõe de um período no qual deve remir o tempo. Você não pode, nas próprias forças, desfazer-se de erros e faltas; pois eles têm se acumulado durante anos, porque não os via em sua hediondez. Mas na força de Deus, resolutamente lance-os fora. Por viva fé você deve agarrar-se ao braço que é poderoso para salvar. Humilhe diante de Deus o seu pobre coração altivo e presunçoso; prostre-se bem baixo a Seus pés, completamente quebrantado pela sua pecaminosidade. Dedique-se à obra de preparação. Não descanse até que possa dizer sinceramente: “Meu Redentor vive” (Jó 19:25), e, porque Ele vive, eu também viverei.T2 88.1

    Se você perder o Céu, perderá tudo; se ganhá-lo, ganhará tudo. Rogo-lhe que não cometa erro, neste sentido. Aqui estão envolvidos interesses eternos. Seja meticuloso. Oxalá “o Deus de toda a graça” (1 Pedro 5:10) ilumine de tal maneira o seu entendimento que você possa discernir as coisas eternas, para que pela luz da verdade seus erros, que são muitos, sejam-lhe revelados assim como são em realidade, a fim de que faça o necessário esforço para eliminá-los, e em lugar desse fruto nocivo e amargo você possa produzir fruto que é precioso para a vida eterna. “Por seus frutos os conhecereis.” Mateus 7:20. Cada árvore é conhecida por seus frutos. Que espécie de fruto, de agora em diante, será visto nessa árvore? O fruto que você produzir determinará se é uma boa árvore, ou se é das que Cristo dirá ao Seu anjo: “Corta-a. Por que ela ocupa terreno inutilmente?” Lucas 13:7.T2 88.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents