Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 25 — Combatividade reprovada

    Prezado irmão M:

    Quando nos encontramos em _____, estávamos ansiosos para ajudá-lo e tememos que você não quisesse receber o auxílio que necessitava. Propus-lhe que viesse até nossa casa, associasse conosco e com outros queridos filhos de Deus, para que pudesse aprender lições muito importantes e se fortalecesse para suportar as tentações e perigos destes últimos dias. Lembrei-me de seu rosto como de alguém a quem o Senhor me havia mostrado, que estava lutando para controlar fortes maus hábitos, que o conduziam não apenas à destruição do corpo, mas à destruição eterna. Você tem obtido vitórias, mas ainda tem muitas conquistas a fazer, batalhas a ferir contra inimigos interiores, os quais, a menos que vencidos, prejudicarão grandemente sua felicidade e a de todos com quem se associa.T2 162.1

    Os maus traços de caráter precisam ser vencidos. Você precisa empreender a obra com sincera e humilde oração a Deus, sentindo-se desajudado sem Sua especial graça. A crença na verdade já produziu uma reforma em sua vida, todavia, de acordo com o padrão divino, essa transformação não foi completa como deveria. Você ama a verdade, mas ela precisa exercer um amplo domínio em sua vida, influenciar as palavras e toda a sua conduta. Você tem uma grande lição a aprender e não deve perder mais tempo. Você não se educou no domínio próprio. Eis aí uma vitória especial a ganhar. Em sua índole há mais elementos de guerra do que de paz. Você precisa cultivar cortesia e verdadeira polidez cristã. “Preferindo-vos em honra uns aos outros.” Romanos 12:10. “Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo.” Filipenses 2:3.T2 162.2

    Seu espírito combativo é grande, e você permanece tenso e preparado para refutar a tudo quando tem chance. Não se empenha para ver como pode harmonizar suas idéias e pontos de vista com os dos outros, mas se houver oportunidade encontra-se sempre pronto para discordar. Isso lhe prejudica a vida, retarda seu progresso espiritual e não apenas magoa e fere seus amigos sinceros, como algumas vezes os aborrece, de forma a tornar sua companhia desagradável, incômoda e irritante. Considerar as idéias e opiniões dos outros como inferiores às suas lhe é tão natural como respirar. Você freqüentemente erra muito nisso, pois não tem toda a sabedoria e conhecimento que acredita possuir. Com freqüência coloca suas opiniões acima de homens e mulheres que têm muito mais experiência e que estão melhor qualificados para emitir palavras de são juízo do que você. Não tem observado esses desagradáveis empecilhos, e ainda não compreendeu os amargos frutos que eles produziram. Por muito tempo você tem condescendido com um espírito contencioso, de guerra. Sua peculiar mentalidade o conduz a exultar-se na oposição.T2 163.1

    Sua educação tem sido deplorável; não favoreceu a correta experiência religiosa que você agora possui. Você precisa praticamente desaprender tudo e aprender de novo. Possui um temperamento impetuoso que magoa seus amigos e os santos anjos, e fere o próprio coração. Isso é contrário ao espírito da verdade e da verdadeira santidade. Você precisa aprender a cultivar modéstia no falar. O eu precisa ser subjugado e mantido em sujeição. O cristão não assumirá atitude de disputa e contenda, mesmo com os mais ímpios e incrédulos. Quão errado é condescender com tal espírito para com aqueles que crêem na verdade e estão buscando paz, amor e harmonia! Paulo diz: “Tende paz entre vós.” 1 Tessalonicenses 5:13. Essa índole contenciosa é contrária a todos os princípios celestiais. No Sermão da Montanha, Cristo disse: “Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.” “Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a Terra.” Mateus 5:9, 5. Você encontrará dificuldades aonde quer que vá, a menos que aprenda a lição que Deus quer ensinar-lhe. Você precisa ser menos confiante e radical em suas opiniões, e possuir um espírito suscetível ao ensino, o espírito de um aprendiz. “Melhor é o longânimo do que o valente, e o que governa o seu espírito do que o que toma uma cidade.” Provérbios 16:32. “O longânimo é grande em entendimento, mas o de ânimo precipitado exalta a loucura.” Provérbios 14:29. Diz o apóstolo Tiago: “Sabeis isto, meus amados irmãos; mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.” Tiago 1:19, 20.T2 163.2

    Um espírito de confiança própria está em conformidade com a sua experiência. Houvesse tido uma experiência mais profunda nas coisas de Deus e saberia que os frutos que você produz são maus. Eles não possuem elementos nutritivos, mas enchem de amargura todos os que deles participam. Você precisa vencer esse espírito ditatorial e arrogante. Eu tenho muita esperança, meu prezado irmão, que você que tem demonstrado possuir coragem moral para enfrentar o inimigo dentro de si mesmo, e firmeza para batalhar contra o apetite e os maus hábitos que o prendem com ligaduras de ferro, agirá retamente nesse ponto e obterá a vitória. Você possui disposição afoita e sente que ninguém se importa especialmente com você, que quase todos são seus inimigos e que não faz qualquer diferença o que lhe possa suceder.T2 164.1

    A verdade revelou que você é infeliz. Você viu nela um poder que o exaltaria e que lhe concederia a força e energia que não possuía. Agarrou-se aos raios de luz que brilharam sobre você, e se agora submeter-se plenamente à influência da verdade, ela o converterá e santificará totalmente e o preparará para o final toque da imortalidade. Você possui muitos traços bons de caráter; tem um coração liberal. Deus deseja que você seja correto, perfeitamente correto. O irmão não está disposto a ser comandado ou dirigido. Deseja fazer tudo a seu modo. Precisa, contudo, possuir uma disposição humilde, passível de ensino, ser afável, paciente, longânimo, cheio de brandura e piedade.T2 164.2

    Temos interesse em você e desejamos ajudá-lo. Eu oro para que receba essas linhas com espírito pronto, e permita-lhes produzir efeitos apropriados em seu coração e vida.T2 165.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents