Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 2

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 27 — Orgulho nos jovens

    Querida irmã O:

    Foi minha intenção ter uma conversa com você antes de deixar _____, mas fui impedida por muitas coisas. Não estou escrevendo com muita esperança de que esta carta efetuará uma mudança especial em sua conduta, no que se refere a sua experiência religiosa.T2 173.2

    Senti-me triste a seu respeito. Nas reuniões realizadas em _____, detive-me em princípios gerais e procurei alcançar corações ao transmitir um testemunho que, esperava, produzisse uma transformação em sua vida religiosa. Tentei escrever, como no testemunho número doze, com respeito aos perigos para os jovens. Esse ponto de vista me foi dado em Rochester. Ali foi me mostrado que, desde a infância, foi cometido um erro em sua educação. Seus pais pensavam e diziam que você era cristã por natureza. O amor que suas irmãs lhe devotavam mais parecia idolatria do que santificação. Seus pais têm demonstrado um amor não santificado pelos filhos, o que lhes tem cegado os olhos a seus defeitos. Às vezes, quando estavam meio despertos, isso era diferente. Mas você tem sido mimada e bajulada até que seus interesses eternos passam a correr perigo.T2 173.3

    Vi que você não conhece a si mesma. Possui justiça própria que a prende ao engano com respeito às suas realizações espirituais. Em certas ocasiões você sente um pouco das influências do Espírito de Deus. Mas a transformação pela renovação da mente lhe é estranha. “E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Romanos 12:2. Você não teve essa experiência, portanto, não tem apoio. Você não é cristã, embora lhe tenha sido dito, durante toda a vida, que era uma cristã por natureza. Você tomou isso como garantia de que estava certa, quando se achava na verdade muito distante de ser aceita por Deus. Esse engano tem se avolumado com seu crescimento, fortalecido com sua força e ameaça arruiná-la. Seus pais têm sido ciumentos dos filhos e se relatos de supostas desconsiderações lhes são trazidas por eles, prontamente se sentem interessados e provocados, compadecendo-se deles, e se colocando diretamente no caminho do bem espiritual deles.T2 174.1

    Você e sua irmã P têm muito orgulho, o qual será como palha no “dia de Deus”. 2 Pedro 3:12. Amor e orgulho próprios, vaidade no vestuário e na aparência têm prevalecido. O egoísmo as tem mantido afastadas do bem. Ambas necessitam de conversão total, cabal renovação da mente, inteira transformação, ou não terão parte no reino de Deus. Sua aparência, seu bom visual, seu vestuário, não lhes granjearão o favor de Deus. É a dignidade moral que o grande EU SOU observa. Não há nenhuma real beleza pessoal ou de caráter fora de Cristo; nenhuma legítima perfeição de maneiras ou comportamento sem as santificadoras graças do espírito de humildade, simpatia e verdadeira santidade.T2 174.2

    Foi-me mostrado que pessoas se perderiam por causa de sua influência e exemplo. Vocês têm tido luz e privilégios e por eles terão de dar contas. Vocês não são religiosas ou consagradas por natureza, mas precisam fazer esforços especiais para manter a mente em coisas espirituais. O eu é proeminente em vocês. Sua auto-estima é muito grande, mas lembrem-se de que o Céu vê a dignidade moral e considera o caráter de grande valor pelo adorno interior, o ornamento “de um espírito manso e quieto, que é precioso à vista de Deus”. 1 Pedro 3:4. Adornos custosos, ornamentos exteriores, atrativos pessoais, tudo é reduzido à insignificância em comparação com a valiosa aquisição de um espírito manso e quieto. Seu amor pelo próprio deleite e satisfação, sua falta de consagração e devoção têm sido prejudiciais a muitos. Vocês não podem beneficiar aqueles que se desviaram, pois sua vida é semelhante a dos mundanos.T2 175.1

    Os que visitam _____ levam a impressão, feita por vocês e outros jovens que não possuem religião prática, de que não existe objetividade na religião. O orgulho é muito forte neles. Está crescendo o amor da exibição, da frivolidade e do prazer, e as coisas sagradas não são discernidas. Eles recebem a impressão de que têm sido muito conscienciosos, muito escrupulosos. Pois se aqueles que vivem no centro da grande obra são muito pouco influenciados pelas solenes verdades apresentadas tão freqüentemente, por que deveriam eles ser tão meticulosos? Por que deveriam estar temerosos de agradar a si mesmos, quando parece ser esse o alvo daqueles que possuem longa experiência em _____?T2 175.2

    A influência dos jovens em _____ repercute onde são conhecidos, e a vida não consagrada deles é um provérbio. Ninguém tem exercido mais influência na direção errada do que vocês. Têm desonrado sua profissão de fé e sido pobres representantes da verdade. Diz a Testemunha Verdadeira: “Eu sei as tuas obras, que nem és frio nem quente. Tomara que foras frio ou quente! Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da Minha boca.” Apocalipse 3:15, 16. Fossem vocês frias e haveria alguma esperança de se converterem; mas quando a justiça própria enlaça alguém, em lugar da justiça de Cristo, o engano é tão difícil de ser visto e a justiça própria tão dura de ser expelida, que a solução do caso se torna mais trabalhosa. Um pecador não convertido, sem religião, está em melhores condições que tais pessoas.T2 175.3

    Vocês são uma pedra de tropeço aos pecadores. Sua falta de consagração é evidente. Estão espalhando em vez de ajuntar com Cristo. Se Deus me ajudar a rasgar essas vestes de justiça própria, espero que vocês possam remir o tempo e viver de maneira exemplar. Vocês têm sido freqüentemente despertadas, mas voltam à condição anterior de justiça própria, tendo o nome de quem vive mas está morto. Apocalipse 3:1. O orgulho ameaça ser sua ruína. Deus já lhes falou sobre esse ponto. Se não fizerem uma reforma, a aflição as visitará e sua alegria se tornará em opressão, até que humilhem o coração sob a mão de Deus. Suas orações não são aceitas. Elas procedem de corações cheios de orgulho e egoísmo. Você, minha prezada irmã, é presunçosa; tem vivido sem objetivo, quando, houvesse sido humilde e vivido para beneficiar a outros, teria sido uma bênção a si mesma e aos que a cercam. Possa Deus perdoar seus pais e irmãs pela parte que desempenharam em torná-la o que é — exatamente o que Deus não pode aceitar. Se permanecer como é, será como a palha consumida no dia de Deus.T2 176.1

    Quando me foi mostrado o espírito egoísta existente naqueles que estão trabalhando no Escritório, os quais trabalhavam meramente por salário como se empenhados em empreendimentos seculares, vocês duas estavam entre eles. Ambas eram egoístas e preocupadas consigo mesmas. Sua ansiedade era agradar a si mesmas e conseguir altos salários. Esse espírito tem sido até certo ponto uma maldição ao Escritório, e o Céu o desaprova. Muitos têm estado ansiosos por conseguir recursos. Tudo isso está errado. Uma disposição mundana se manifestou e Cristo ficou de fora. Possa Deus ter piedade de Seu povo. Espero que vocês se convertam.T2 176.2

    Vocês possuem um espírito leviano e têm sido presunçosas e frívolas na conversação. Oh, quão raramente tem sido Jesus mencionado! Seu amor redentor não tem suscitado gratidão, louvor e expressões que Lhe glorifiquem o nome e Seu abnegado e eterno amor. Qual tem sido o tema de suas conversas? Em que demoram prazerosamente os pensamentos? Na verdade, pode ser dito que Jesus, Sua vida de sacrifício, Sua graça extremamente preciosa e a redenção que Ele obteve para vocês, são raras em seus pensamentos. Coisas triviais ocupam-lhes a mente. Agradar a si mesmas, alcançar na vida objetivos que atendam ao prazer pessoal, essa tem sido sua preocupação. Eu desejo que vocês não professem estar ressuscitadas com Cristo, pois não cumpriram o requisito. “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da Terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus.” Colossences 3:13. Perguntem-se: Tenho eu cumprido as condições propostas pelo inspirado apóstolo? Tenho evidenciado através de minha vida, de minha morte para o mundo, que estou escondida com Cristo em Deus? Estou plena de Cristo? Tenho-me sustido e apoiado nEle, que prometeu ser-me socorro bem presente nos tempos de necessidade? Sua religião é formal, e vocês não têm percepção especial de sua fraqueza, corrupção e vileza naturais.T2 177.1

    “Um cristão por natureza!” Essa enganosa idéia tem servido para muitos como uma veste de justiça própria e conduzido à falsa esperança em Cristo, os quais não possuem nenhum conhecimento experimental dEle, de Sua experiência, Suas provações, de Sua vida de abnegação e sacrifício próprio. Sua justiça é apenas “como trapo da imundícia”. Isaías 64:6. Disse Jesus, o amado Mestre: “Se alguém quiser vir após Mim, renuncie a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-Me.” Mateus 16:24. Sim, segui-Lo nos maus assim como nos bons momentos. Segui-Lo ajudando os necessitados e desamparados. Segui-Lo no esquecimento de Si mesmo, abundando em atos de abnegação e sacrifício pelo bem dos outros; quando insultado, não revidando; manifestando amor e compaixão pela raça caída. Ele não teve a Sua vida por preciosa, mas entregou-a por todos nós. Segui-Lo da manjedoura à cruz. Ele é nosso exemplo. Ele lhe diz que se quiser ser Sua discípula, deve tomar a cruz, a desprezada cruz, e segui-Lo. Pode você “beber o cálice”? Pode ser batizada “com o batismo”? Mateus 20:22.T2 177.2

    Suas ações testificam que vocês são estranhas a Cristo. “Porventura, deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa? Meus irmãos, pode também a figueira produzir azeitonas ou a videira, figos? Assim, tampouco pode uma fonte dar água salgada e doce. Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre, pelo seu bom trato, as suas obras em mansidão de sabedoria. Mas, se tendes amarga inveja e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque, onde há inveja e espírito faccioso, aí há perturbação e toda obra perversa. Mas a sabedoria que vem do alto é, primeiramente, pura, depois, pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia. Ora, o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz.” Tiago 3:11-18.T2 178.1

    Aí são enumerados os frutos que são marcantes evidências de que alguém que está no vigor da vida sofreu uma mudança — uma transformação tão notável que é representada pela morte. Da vida exuberante e ativa para a morte. Que imagem surpreendente! Ninguém precisa ser enganado. Se não experimentarem essa mudança, não descansem. Busquem o Senhor de todo o coração. Façam disso o assunto mais importante de sua vida.T2 178.2

    Vocês darão conta pelo bem que poderiam ter feito durante a vida, houvessem estado na posição que Deus lhes designara e para a qual tinha feito ampla provisão. Mas vocês falharam em glorificar a Deus na Terra, e salvar pessoas que as cercavam, porque não receberam graça e força, sabedoria e conhecimento que Cristo lhes proveu. Vocês conheciam-Lhe a vontade, mas não a cumpriram. Precisará ocorrer uma evidente reforma em vocês ou nunca ouvirão de Cristo: “Bem está, servo bom e fiel.” Mateus 25:21.T2 179.1

    No entardecer do dia 12 de Junho, após a leitura do testemunho precedente à igreja, foi-me mostrado que enquanto vocês eram descuidosas, orgulhosas, egoístas e indiferentes à salvação de pecadores, a morte estava fazendo sua obra. Uma pessoa após outra está deixando vocês, e descendo à sepultura. Qual tem sido sua influência sobre aqueles que se reuniam com vocês nos seus encontros sociais? O que tem sido dito ou feito para conduzir pessoas a Cristo? Têm vocês instado “a tempo e fora de tempo” (2 Timóteo 4:2) para cumprir totalmente seu dever? Estão prontas para enfrentar à barra do tribunal divino aqueles com quem se encontravam nas reuniões sociais, especialmente os que estavam sob sua influência e que morreram sem Cristo? Estão preparadas para dizer que suas vestes estão limpas de seu sangue? Menciono um só caso, o de Q. Nenhuma reprovação incide sobre vocês a respeito dela? Sobre vocês que foram cercadas de boas influências familiares? Vocês que tiveram oportunidades favoráveis para desenvolver caráter cristão, mas que não sentiram nenhuma responsabilidade pelas pessoas? Orgulho, vaidade e amor ao prazer foram acariciados por vocês e desempenharam sua parte em arruinar sua profissão de fé e conduzir esse pobre coração, que havia sido sacudido e açoitado por Satanás, a duvidar da objetividade da verdade e da genuinidade da religião cristã.T2 179.2

    Sua frívola conversação, juntamente com a de outros jovens, causava repulsa. Nada havia de nobre ou elevado nos pensamentos. Eram comuns a tagarelice e os mexericos, o riso tolo e vão, os gracejos e as piadas. Os anjos registraram repetidamente as cenas das quais você participou. Não obstante os mais solenes apelos que lhe têm sido feitos, e você tem sido reprovada, censurada e advertida, você é mais repreensível do que outros jovens. Você tem tido mais ampla experiência e maior conhecimento da verdade e morou por mais tempo em _____. Esteve entre os primeiros a professarem crer na verdade e ser seguidores de Cristo. Sua vaidosa conduta e orgulho fizeram mais para moldar o comportamento dos jovens nesse lugar, do que qualquer um dos outros. Aqueles que se converteram à verdade, você tomou pela mão, por assim dizer, e os uniu ao mundo.T2 180.1

    Grande culpa incide sobre você e também sobre seus pais, que alimentaram seu orgulho e insensatez. Eles lhe exprimiam simpatia quando era reprovada, e a convenciam de que isso não era justo. Você, irmã O, tem-se julgado bonita. Seus pais a lisonjearam. Você procurou amizade com descrentes. À parte da profissão de fé, suas ações têm sido inconvenientes a uma moça prudente e modesta. Mas, quando se leva em conta que você professa ser uma seguidora do manso e humilde Jesus, isso traz desonra sobre sua profissão de fé. Ó, minha irmã, pensou você que aqueles funcionários não enxergaram através do verniz que usou? Pensou que estavam tão cativados com seu rostinho bonito que não podiam ver além da superfície, e ler-lhe o verdadeiro e superficial caráter? Quando você pôs sobre a cabeça o adorno emprestado da loja da irmã R, e então se exibiu diante daqueles funcionários, pensa que isso não foi percebido? Esqueceu-se de que os anjos de Deus estavam presentes, e que seus olhos puros liam seus pensamentos, intenções e propósitos do coração, e tomavam conhecimento de cada ato delineando seu verdadeiro e frívolo caráter? Enquanto você estava ocupada em conversinhas com o funcionário por quem estava fascinada, porque ele lisonjeava sua vaidade, pudesse você ter visto através da vidraça e veria os gestos e cochichos daqueles que a estavam observando e rindo de seu tolo espetáculo, manchando assim a causa da verdade. Se você pudesse ter entrado naquela loja sem ser observada, pouco tempo depois de ter deixado o local, e ouvido a conversação após ter-se demorado tanto quanto a decência permitisse, teria aprendido coisas nas quais nunca havia pensado. Ficaria magoada e humilhada em saber como era vista até pelos levianos funcionários. Mesmo aquele que a bajulou, uniu-se a seus companheiros no riso e na brincadeira, caçoando de sua vã conduta.T2 180.2

    Você pode ser uma influência para o bem em _____, e honrar seu Redentor. Mas, em lugar disso, você tem sido o assunto de funcionários e jovenzinhos. Essa conduta inconveniente é observada por muitos, e aqueles que têm notado suas contradições, embora sejam descrentes e aleguem respeito por você, desprezam-na no coração. Você está seguindo as pegadas de S, e a menos que seus pais despertem e abram os olhos à sua tolice, participarão de sua culpa. O pecado está sobre eles e suas irmãs pela conduta que adotaram, louvando-lhe o orgulho e incitando-lhe a vaidade. Se você e suas irmãs tivessem aceitado a salvação, sentiriam a perigosa condição dos perdidos. Virá o dia, a menos que uma grande mudança se efetue em vocês, quando ouvirão de muitos lábios: “Relacionei-me com esses cristãos, todavia nunca me falaram de meus perigos. Nunca me advertiram. Eu pensava que se estivesse em perigo de perder-me, eles não descansariam de dia nem de noite sem alertar-me para que visse minha perdida condição. Agora estou perdido. Se eu estivesse em seu lugar e visse pessoas em situação semelhante, não descansaria até fazê-las ver seu estado e apontar-lhes Aquele que podia salvá-las.” Vocês têm sido boas servas de Satanás e lhe agradam, enquanto professam ser servas de Cristo.T2 181.1

    Irmã O, você se tem exaltado tanto pela auto-estima, que não tem consciência exata do julgamento que os observadores fazem sobre a superficialidade de seu caráter. Eles a têm como namoradeira, e você merece na verdade essa reputação. Ter-lhe-ia sido muito mais proveitoso considerar a exortação do apóstolo: “O enfeite delas não seja o exterior... mas o homem encoberto no coração, no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus.” 1 Pedro 3:4.T2 182.1

    Seus pais falharam muito na educação das filhas. Toleraram que fossem aliviadas das responsabilidades que lhes eram altamente importantes assumir. Porque elas escolheram agradar a si mesmas, foi-lhes permitido ficar na cama, cochilando nas doces e agradáveis horas da manhã, enquanto seus condescendentes pais estavam de pé, afadigando-se com as responsabilidades da vida. Essas filhas não aprenderam a resistir a suas inclinações, a combater os próprios desejos e a suportar dificuldades. Têm sido dispensadas em grande medida dos deveres domésticos, e isso em seu prejuízo. Nunca aprenderam a abnegação e o sacrifício próprio. Não se submeteriam a realizar tarefas que não fossem de seu agrado. A educação delas é extremamente deficiente. Todavia o orgulho, o ostensivo orgulho enche-lhes o coração. A irmã O se achava tão superior a seus colegas, que eles não eram considerados merecedores de muita atenção e cortesia da parte dela. Por isso ela possui uma vontade obstinada de fazer tudo o que lhe agrada, a despeito dos desejos, conveniências e necessidades dos outros. Sua disposição infeliz, se não for inteiramente vencida, obscurecerá seu caminho e amargará a vida de seus melhores amigos.T2 182.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents