Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos Aos Pais, Professores E Estudantes

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    33 — A Importância da Simplicidade

    Aos Mestres de Berrien Springs:

    Tenho ardente desejo de que aprendais cada dia do grande Mestre. Se vos achegardes primeiro a Deus, e depois aos vossos discípulos, podereis realizar um trabalho muito precioso. Se fordes diligentes e humildes, Deus vos dará dia a dia o conhecimento e a aptidão para ensinar. Fazei quanto vos for possível a fim de comunicar a outros as bênçãos que ele vos tem dado.CP 253.1

    Tendo profundo e fervoroso interesse de ajudar os alunos, levai-os a percorrer convosco o campo do conhecimento. Aproximai-vos deles o quanto possível. A menos que os professores possuam o amor e a suavidade de Cristo a encher-lhes o coração, manifestarão demasiado do espírito áspero e imperioso do mestre-escola. “Conservai a vós mesmos na caridade de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna. E apiedai-vos de alguns que estão duvidosos; e salvai alguns, arrebatando-os do fogo; tende deles misericórdia com temor, aborrecendo até a roupa manchada da carne” (Jd 21-23).CP 253.2

    O Senhor deseja que aprendais a usar a rede do evangelho. Muitos necessitam aprender essa arte. Para serdes bem-sucedidos em vossa obra, as malhas de vossa rede - a aplicação das Escrituras - devem ser finas, e o sentido facilmente compreensível. Então ponde especial cuidado no recolher a rede. Ide direto ao ponto. Fazei com que as ilustrações falem por si mesmas. Por maior que seja o conhecimento de um homem, torna-se de nenhum valor, a não ser que ele o saiba comunicar aos outros. Que a emoção de vossa voz, seu profundo sentir, produza sua impressão nos corações. Animai vossos alunos a se entregarem a Deus.CP 253.3

    Mestres, lembrai-vos de que Deus é a vossa força. Lutai por transmitir aos estudantes ideais que lhes sejam um cheiro de vida para vida. Ensinai por meio de ilustrações. Pedi a Deus que vos dê palavras que todos possam compreender.CP 254.1

    Certa vez uma meninazinha perguntou-me: “A senhora vai falar esta tarde?” “Não, esta tarde não”, respondi. “Que pena!” disse ela. “Pensei que a senhora ia falar, e pedi a várias de minhas companheiras que viessem. Por favor, peça ao pastor que fale em palavras fáceis, que possamos compreender. Diga-lhe, por favor, que nós não compreendemos palavras compridas, como ‘justificação’ e ‘santificação'. Não sabemos o que essas palavras querem dizer.”CP 254.2

    A queixa da meninazinha encerra uma lição digna de ser considerada por professores e pastores. Não haverá muitos que bem fariam em dar ouvidos ao pedido: “Fale em palavras fáceis, para que possamos saber o que o senhor quer dizer”?CP 254.3

    Tornai claras as vossas explanações; pois sei que muitos há que não compreendem muitas das coisas que se lhes dizem. Que o Espírito Santo molde e afeiçoe vosso discurso, purificando-o de toda impureza. Falai como a crianças, lembrando-vos de que há muitos bem avançados em anos, que não passam de crianças no entendimento.CP 254.4

    Por meio de fervorosa oração e diligente esforço havemos de obter aptidão para falar. Esta aptidão inclui a pronúncia clara de cada sílaba, pondo a acentuação nos lugares que a requerem. Falai devagar. Muitos o fazem rapidamente, amontoando com precipitação as palavras umas sobre as outras, de modo que fica perdido o efeito do que dizem. Ponde no que dizeis o espírito e a vida de Cristo.CP 254.5

    Em certa ocasião, estando o célebre ator Betterton a jantar com o Dr. Sheldon, arcebispo de Cantuária, este lhe disse: “Faça o obséquio de dizer-me, Sr. Betterton, por que é que os atores afetam tão poderosamente o auditório, falando-lhes de coisas imaginárias?” “Senhor”, respondeu Betterton, “com a devida submissão a vossa Graça, permita que lhe diga que a razão é clara: tudo consiste no poder do entusiasmo. Nós, no palco, falamos de coisas imaginárias como se elas fossem reais; e vós, no púlpito, falais de coisas reais como se fossem imaginárias.”CP 255.1

    “Apascenta os Meus cordeiros”; “apascenta as Minhas ovelhas”, foi a missão dada a Pedro. João 21:15, 16. “Tu, quando te converteres, confirma teus irmãos” (Lc 22:32). Aos que ouvem, o evangelho se torna o poder de Deus para salvação. Apresentai o evangelho em sua simplicidade. Segui o exemplo de Cristo, e tereis a recompensa de ver vossos discípulos ganhos para Ele. Sanatório, Califórnia, 6 de julho de 1902.CP 255.2

    Nosso povo está sendo agora provado a ver se obtém a sabedoria do maior Mestre que o mundo já viu, ou do deus de Ecrom. Resolvamos não nos prender, nem por um fio que seja, aos métodos educativos dos que não distinguem a voz de Deus, e não dão ouvidos aos Seus mandamentos.CP 255.3

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents