Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 4

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 52 — Cultura moral e intelectual

    Na visão que me foi dada em 9 de Outubro de 1878, foi-me mostrada a posição que nosso hospital de Battle Creek deve ocupar, e o caráter e influência que devem ser mantidos por todos os que com ele se relacionam. Essa importante instituição foi estabelecida pela providência de Deus, e Sua bênção é-lhe indispensável ao êxito. Os médicos não são charlatões nem infiéis, mas homens que entendem do corpo humano e dos melhores métodos de tratamento das doenças, homens que temem a Deus e que têm zeloso interesse pelo bem-estar moral e espiritual dos pacientes. Este interesse tanto pelo bem espiritual como físico não devem os administradores da instituição fazer esforço algum para ocultá-lo. Por uma vida de verdadeira integridade cristã podem eles dar ao mundo um exemplo digno de imitação; e não devem hesitar que se veja que além de sua habilidade no tratamento das doenças, estão constantemente adquirindo sabedoria e conhecimento de Cristo, o maior Professor que o mundo já conheceu. Devem eles manter-se em contato com a Fonte de toda a sabedoria, para tornarem o seu trabalho mais bem-sucedido.T4 545.1

    A verdade tem poder para elevar o que a recebe. Se a verdade bíblica exercer a sua santificadora influência sobre o coração e o caráter, tornará os crentes mais inteligentes. O cristão compreenderá a sua responsabilidade para com Deus e para com os seus semelhantes, se estiver verdadeiramente relacionado com o Cordeiro de Deus, que deu a vida pelo mundo. Somente por meio de contínuo desenvolvimento das faculdades intelectuais e morais podemos esperar corresponder ao propósito de nosso Criador.T4 545.2

    Deus Se desagrada com os que são demasiado indolentes e descuidados para se tornarem obreiros eficientes, bem informados. O cristão deve possuir mais inteligência e fina percepção que os mundanos. O estudo da Palavra de Deus dilata continuamente o espírito e fortalece o intelecto. Coisa alguma refinará e elevará mais o caráter, e dará tanto vigor a toda faculdade, como o constante exercício da mente para compreender e apreender sérias e importantes verdades.T4 545.3

    A mente humana fica raquítica e debilitada quando se ocupa apenas de assuntos triviais, não se elevando nunca acima do nível das coisas temporais e lógicas, para apreender os mistérios do invisível. O entendimento é gradualmente levado ao nível dos assuntos com que constantemente se familiariza. A mente restringirá suas faculdades e perderá as aptidões de que é dotada, uma vez que não se exercite para adquirir mais conhecimentos, e se dilate para compreender as revelações do poder divino na natureza e na Palavra Sagrada.T4 546.1

    Mas o conhecimento de fatos e teorias, embora possa ser importante em si mesmo, será de pouco valor real, a menos que se ponha em prática. Há perigo de que aqueles que obtiveram a sua educação principalmente de livros deixem de reconhecer que são principiantes no que se refere ao conhecimento prático. Isto é especialmente verdadeiro quanto aos que estão relacionados com o hospital. Essa instituição necessita de homens de raciocínio e habilidade. Os médicos, superintendentes, enfermeira-chefe e auxiliares devem ser pessoas de cultura e experiência. Mas alguns deixam de compreender o que é necessário em tal estabelecimento, e se arrastam, ano após ano, sem alcançar desenvolvimento significativo. Parecem estar estereotipados; cada dia que se sucede não é senão uma repetição do anterior.T4 546.2

    A mente e o coração desses obreiros rotineiros estão empobrecidos. As oportunidades estão diante deles; se fossem estudiosos, poderiam obter uma educação do mais alto valor, mas não valorizam seus privilégios. Ninguém deve estar satisfeito com sua educação atual. Todos podem estar diariamente se qualificando para desempenhar alguma função de confiança.T4 546.3

    É de suma importância que aquele que é escolhido para cuidar dos interesses espirituais dos pacientes e auxiliares seja um homem de bom senso e firme aos princípios, um homem que exerça influência moral, que saiba lidar com as mentes. Deve ser pessoa sábia e culta, afetuosa, bem como inteligente. Pode a princípio não ser inteiramente eficiente em todos os sentidos; deve, porém, mediante intensas reflexões e o exercício de suas habilidades, qualificar-se para essa importante obra. É necessário muita sabedoria e bondade para servir convenientemente nesta posição, não obstante com inflexível integridade, pois devem ser enfrentados preconceito, fanatismo e erro de toda forma e espécie.T4 546.4

    Esse lugar não deve ser ocupado por um homem de temperamento irritável, de combatividade violenta. Deve-se ter cuidado para que a religião de Cristo não se torne repulsiva em virtude de severidade ou impaciência. Os servos de Deus devem procurar, por meio da mansidão, da bondade e do amor representar corretamente nossa fé sagrada. Conquanto a cruz jamais deva ser ocultada, deve ele apresentar também o inigualável amor do Salvador. O obreiro deve estar imbuído do espírito de Jesus, e então os tesouros da alma devem ser apresentados em palavras que encontrem o seu caminho para o coração dos ouvintes. A religião de Cristo, exemplificada na vida diária de Seus seguidores, exercerá uma influência dez vezes maior do que os mais eloqüentes sermões.T4 547.1

    Obreiros inteligentes, tementes a Deus, podem realizar grande quantidade de bem no sentido de reformar os que chegam como enfermos para serem tratados no hospital. Essas pessoas estão doentes, não só fisicamente, mas mental e moralmente. A educação, os hábitos e a vida inteira de muitos têm sido errôneos. Não podem em poucos dias realizar as grandes mudanças necessárias para a adoção de hábitos corretos. Precisam de tempo para considerar a questão e aprender o caminho certo. Se todos os que estão relacionados ao hospital forem bons representantes das verdades da reforma de saúde e de nossa fé sagrada, estarão exercendo uma influência que tende a moldar o pensamento de seus pacientes. O contraste entre os hábitos errôneos e os que estão em harmonia com a verdade de Deus exerce um poder convincente.T4 547.2

    O homem não é o que podia ser, nem o que é a vontade de Deus que ele seja. O grande poder de Satanás sobre a humanidade os mantém em baixo nível; mas isto não precisa ser assim, do contrário Enoque não poderia ter-se tornado tão elevado e enobrecido para andar com Deus. Os homens não precisam cessar de crescer intelectual e espiritualmente durante o seu tempo de vida. Todavia, a mente de muitos está tão ocupada com eles mesmos e seus interesses egoístas que não deixa espaço para pensamentos mais elevados e nobres. E o padrão de consecuções intelectuais, bem como espirituais, é baixo demais. Para muitos, quanto maior a responsabilidade da posição que ocupam, tanto mais satisfeitos se revelam consigo mesmos; e abrigam a idéia de que a posição caracteriza o homem. Poucos percebem que têm um trabalho constante diante deles para desenvolver paciência, simpatia, caridade, consciência e fidelidade — traços de caráter indispensáveis àqueles que ocupam posições de responsabilidade. Todos os que estão ligados ao hospital devem ter sagrada consideração pelos direitos dos outros, o que é na realidade obedecer aos princípios da lei de Deus.T4 547.3

    Alguns nessa instituição são tristemente deficientes nas qualidades tão essenciais à felicidade de todos os que com eles se relacionam. Os médicos, e os auxiliares nos vários setores do trabalho, devem guardar-se cuidadosamente contra a frieza egoísta, o distanciamento e a disposição anti-social; pois isso desvia a afeição e confiança dos pacientes. Muitos dos que vêm ao hospital são pessoas educadas, sensíveis, de fino trato e agudo discernimento. Essas pessoas descobrem tais defeitos imediatamente, e comentam a respeito deles. Os seres humanos não podem amar a Deus supremamente e ao próximo com a si mesmos, e ser tão frios como os icebergs. Não somente roubam a Deus do amor a Ele devido, mas também roubam ao seu semelhante. O amor é uma planta de origem celeste, e precisa ser cultivada e nutrida. Corações afetivos, palavras verdadeiras e amáveis farão famílias felizes e exercerão elevada influência sobre todos quantos entram na esfera dessa influência.T4 548.1

    Aqueles que se aproveitam ao máximo de seus privilégios e oportunidades serão, no sentido bíblico, homens talentosos e educados; não meramente eruditos, mas educados em sua disposição, maneiras e conduta. Serão refinados, ternos, piedosos e afetuosos. Foi-me mostrado que isso é o que o Deus do Céu requer das instituições de Battle Creek. Deus nos tem dado faculdades para serem utilizadas, desenvolvidas e fortalecidas pela educação. Devemos raciocinar e refletir, observando cuidadosamente a relação entre causa e efeito. Quando isso for praticado, haverá, da parte de muitos, maior atenção e cuidado com respeito a suas palavras e atos, para que possam corresponder plenamente ao propósito de Deus ao criá-los.T4 548.2

    Devemos sempre ter em mente que não somos apenas aprendizes, mas professores neste mundo, preparando a nós mesmos e a outros para mais elevada esfera de ação na vida futura. A medida da utilidade do homem está em conhecer a vontade de Deus e praticá-la. Está em nosso poder aperfeiçoar nossa disposição e maneiras de modo que Deus não Se envergonhe de nós. Deve haver um elevado padrão no hospital. Se há homens de cultura, de poder intelectual e moral em nossas fileiras, eles devem ser chamados à linha de frente para ocupar posições de liderança em nossas instituições.T4 549.1

    Os médicos não devem ser deficientes em aspecto algum. Um amplo campo de utilidade está aberto diante deles, e se não se tornarem hábeis em sua profissão, eles serão os únicos culpados. Devem ser estudantes diligentes; e por cuidadosa aplicação e fiel atenção a detalhes, podem tornar-se pessoas de responsabilidade. Não deve ser necessário que alguém as acompanhe, para ver se o trabalho é feito corretamente.T4 549.2

    Aqueles que ocupam posições de responsabilidade devem educar e disciplinar a si mesmos de modo que todos dentro da esfera de sua influência possam ver o que o ser humano pode ser e o que pode fazer, quando unido ao Deus de sabedoria e poder. E por que um homem assim privilegiado não deve tornar-se intelectualmente forte? Vez após vez os mundanos têm ironicamente afirmado que aqueles que crêem na verdade presente são pessoas mentalmente fracas, deficientes em educação, sem posição ou influência. Sabemos que isso não é verdade; mas não haveria alguma razão para essas afirmações? Muitos têm considerado o ser ignorante e sem cultura como um sinal de humildade. Tais pessoas estão enganadas quanto ao que constitui verdadeira humildade e mansidão cristã.T4 549.3

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents