Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 5

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Qualificações dos administradores

    É preciso haver uma completa reforma da parte dos homens que estão ligados a nossas importantes instituições. Eles possuem alguns preciosos traços de caráter, enquanto são tristemente falhos em outros. Seu caráter necessita ter uma feição diversa, que seja à semelhança de Cristo. Devem todos lembrar-se de que ainda não alcançaram a perfeição, que a obra de edificação do caráter ainda não se concluiu. Se desejarem caminhar sob todo raio de luz que Deus lhes enviou; se quiserem comparar-se com a vida e caráter de Cristo, discernirão onde têm falhado na busca por atingir os reclamos da santa lei de Deus, e buscarão tornar-se perfeitos em sua esfera assim como Deus o é na Sua. Se esses homens compreendessem a importância da obra, estariam hoje muito mais evoluídos e qualificados para preencher cargos de confiança. Durante os tempos de provação deveriam eles estar buscando aperfeiçoamento de caráter. Precisam aprender diariamente de Cristo. Esses estão vinculados à obra de Deus não porque sejam homens perfeitos e infalíveis, sem defeitos de caráter, mas apesar deles. Deus espera que eles, enquanto ligados com a obra, estejam constantemente estudando e aprendendo como copiar o Modelo.T5 556.3

    Jesus uniu João, Pedro e Judas a Ele em Sua obra, tornando-os colaboradores, mas ao mesmo tempo deveriam eles estar aprendendo constantemente as lições de Cristo. Deveriam extrair de Seus divinos ensinos instruções para corrigir suas idéias erradas e equivocados pontos de vista sobre o que constituía o caráter cristão. João e Pedro não eram homens perfeitos, mas se aproveitavam de cada oportunidade para aprender. Pedro não aprendeu a desconfiar de si mesmo, a vigiar, até ser vencido pelas tentações do diabo e negar a seu Senhor. Judas teve a mesma oportunidade que esses discípulos para aprender as lições de Cristo, mas não apreciava seu valor. Era apenas um ouvinte e não praticante. O resultado disso verificou-se quando traiu seu Senhor.T5 557.1

    Os homens a quem Deus vinculou às Suas instituições não devem sentir que não há melhorias a obter porque alcançaram posições de responsabilidade. Se devem ser representantes e guardiões do mais sagrado trabalho jamais confiado a mortais, precisam assumir a posição de aprendizes. Não devem sentir-se auto-suficientes ou presumidos, mas compreender que estão palmilhando terreno sagrado. Os anjos de Deus estão prontos a servi-los, e eles precisam ser continuamente receptivos à luz e influências celestiais, ou não estarão mais preparados para o trabalho do que os descrentes.T5 557.2

    Se o caráter dos homens ligados ao escritório em Battle Creek fosse assim transformado, para que pudessem exercer influência positiva sobre aqueles sob seu controle, então a perspectiva seria mais animadora. Seja o que for que os homens ali empregados pensem acerca de sua capacidade, tenho razões para dizer que não poucos necessitarão melhorar muito antes de estarem qualificados para ocupar aceitavelmente seus cargos. Eles se podem julgar competentes para dar conselhos, mas estão carentes do conselho dAquele que é infalível em sabedoria. Grandes e importantes interesses estão em perigo de ser desfigurados e de tornarem-se prejudicados em suas mãos. Se todos sentissem mais sua ignorância e dependessem menos do eu, poderiam aprender do grande Mestre mansidão e humildade de coração.T5 558.1

    Deus está observando tudo o que se passa no escritório. “Tu és o Deus que me vê”, deveria sempre ser lembrado. Cada um dos que assumem responsabilidades no escritório deveria ser cortês e bondoso para com todos. Um senso da presença constante de Cristo preveniria a violação do direito dos outros, prática tão comum no mundo, porém uma ofensa a Deus. O amor de Jesus precisa ser incorporado à vida dos obreiros nos vários departamentos do escritório, de forma que a justiça possa ser feita não somente à obra, mas uns para com os outros.T5 558.2

    A primeiríssima obra, meus irmãos, é assegurar a bênção de Deus em seu próprio coração. Então levem essa bênção para seu lar, abandonem suas críticas, vençam suas maneiras exigentes, e deixem que prevaleça o espírito de boa disposição e bondade. A atmosfera de seu lar irá com vocês para o escritório, e uma paz celeste lhes circundará a alma. Onde quer que reine o amor de Jesus, aí existe compassiva ternura e consideração pelos outros. A mais preciosa obra em que se podem empenhar meus irmãos é a de cultivar um caráter semelhante ao de Cristo.T5 558.3

    Foi-me mostrado que aqueles que presidem nossas instituições deveriam ter em mente que existe um Diretor-Superintendente, que é o Deus do Céu. É necessária estrita honestidade em todas as transações comerciais de cada departamento da obra. É preciso que haja firmeza na preservação da ordem, mas aliada à compaixão, piedade e paciência. A justiça tem um irmão gêmeo, o amor. Eles precisam estar lado a lado. A Bíblia deveria ser nosso guia. Não pode haver engano maior para o homem do que pensar ele haver um melhor guia, quando em dificuldades, do que a Palavra de Deus. A bendita Palavra deve ser a lâmpada para os nossos pés. Os preceitos bíblicos devem ser entretecidos à vida diária.T5 559.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents