Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 5

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Breve histórico do volume cinco

    Pouco menos de uma década é coberta pelos Testemunhos n 31 a 33, os quais formam o volume 5. O primeiro foi publicado em 1882, mas inclui mensagens comunicadas a partir de 1881. O n 32 foi publicado em 1885 e o n 33 saiu em 1889. Nesse mesmo ano, os três foram unidos para constituir este volume 5.T5 3.1

    Esse foi um período curiosamente interessante dentro do rápido desenvolvimento da obra dos adventistas do sétimo dia. Nos Estados Unidos, dois novos colégios começaram a funcionar em 1882, um em South Lancaster, Massachusetts, e o outro em Healdsburg, Califórnia. Portanto, partindo de nosso centro denominacional em Battle Creek, a obra educacional começou a avançar para pontos mais distantes. Dez anos antes, nossa primeira escola fora fundada em Battle Creek, e dois anos depois seus novos edifícios foram dedicados. Durante esses dez anos, muitos problemas surgiram relacionados com o pioneirismo desse novo e importante ramo da obra. Algumas vezes as questões eram amplas e em não poucas situações especial conselho chegou através do Espírito de Profecia para guiar e proteger essa obra. Tais mensagens, que têm a ver com temas que vão desde a disciplina até a formação de um currículo, constituem boa parte deste livro.T5 3.2

    O período de nove anos coberto por este volume foi também um tempo em que Ellen White escreveu e publicou muito. Em 1882, os acordos foram feitos para reimprimir A Sketch of the Christian Experience and Views of Ellen G. White e também o volume 1 de Spiritual Gifts. No mesmo ano, os dois livros foram fundidos em um só volume com o título Primeiros Escritos. Para atender à constante demanda pelos Testemunhos, os primeiros trinta foram reimpressos em 1885, formando quatro volumes — que correspondem aos atuais primeiros quatro volumes dos Testemunhos Para a Igreja. Sketches From the Life of Paul, que pode ser considerado um antecessor de Atos dos Apóstolos, foi publicado em 1883. Em 1884, a senhora White completou seu trabalho relacionado com o volume 4 da série Spirit of Prophecy, que ficou conhecido como O Grande Conflito, o qual foi publicado imediatamente. Em pouco tempo, esse livro alcançou milhares de lares, através do canal da colportagem, tanto que foram realizadas dez edições no curto período de apenas três anos. Em 1888, O Grande Conflito foi ampliado para chegar ao livro que temos atualmente e, ao ser publicado, ocupou o espaço que antes era do volume mais condensado.T5 3.3

    Na sede denominacional, em Battle Creek, houve um razoável progresso. Novos equipamentos foram comprados para a casa publicadora. O hospital e o colégio também prosperaram grandemente e passaram por ampliações. Tal desenvolvimento atraiu grande quantidade de adventistas para essa cidade. As complicações de juntar grande população adventista num mesmo lugar, com a inevitável tendência para um sentimento de menos responsabilidade e uma tentação para relaxar as normas, é a grande preocupação que transparece na parte inicial deste volume. Todo esse desenvolvimento institucional veio recheado com o perigo de a obra se tornar mecânica, perdendo a simplicidade que a caracterizava no início. Esses problemas ficam bem evidentes na casa publicadora. Os testemunhos deste volume enfatizam a economia, a produtividade, a vigilância quanto aos princípios, e apresentam importantes instruções para que gerentes e chefes desempenhem melhor suas responsabilidades.T5 4.1

    Nessa mesma ocasião, enquanto os problemas característicos de uma obra estabelecida há mais tempo ocorriam na sede, no noroeste da Califórnia novos campos estavam sendo implantados, com boa aceitação da mensagem. Com a abertura da obra nessas regiões mais distantes, diversos novos problemas surgiram. A própria Ellen White realizou duas visitas à região, e em conexão com a última produziu muitos conselhos endereçados aos que trabalhavam naquele local — conselhos que focalizam questões práticas e vitais para o bom funcionamento da obra e para os pastores que estavam trabalhando com aquela gente aventureira e independente que fora atraída para o oeste e se estabelecera naquelas vastas regiões recentemente ocupadas. Eram homens e mulheres de energia, audácia e individualidade forte; muitos possuíam profundas convicções e aceitaram o chamado da mensagem do advento. Esses vigorosos pioneiros necessitavam da influência forte e corretiva do Espírito de Deus para o desenvolvimento do caráter cristão. Essas pessoas careciam de advertências contra o amor ao dinheiro e as ambições mundanas.T5 4.2

    Para o ministério foram enviados cuidadosos conselhos destacando o perigo de suas mensagens serem moldadas segundo as opiniões de resolutos membros da igreja. Alguns conselhos tinham em vista negligências em termos de construção de edifícios para igrejas, como chegou a ocorrer. Outras advertências aconteceram em função de desleixo no cumprimento de promessas de doação para a causa de Deus. Todos esses e outros conselhos relacionados com diversos problemas que tinham a ver com a obra nesses novos territórios ocupam um lugar proeminente neste volume.T5 5.1

    Os olhos dos adventistas do sétimo dia foram se voltando mais e mais para o campo mundial. Fazia já uma década que estávamos tocando a obra na Europa. Em 1885, os Pastores S. N. Haskell e J. O. Carliss, em companhia de obreiros, foram enviados para a Austrália para iniciar a obra nesse continente. Fazia dois anos que havíamos iniciado o trabalho na África, através dos Pastores D. A. Robinson e C. L. Boyd, e a mensagem foi levada até Hong Kong nesse mesmo ano por um leigo, o irmão Abraham LaRue. Então, em 1889, os colportores iniciaram seu trabalho na América do Sul. Até a senhora White foi chamada para trabalhar no estrangeiro, indo para a Europa em 1885. Lá ela passou dois anos e meio viajando, aconselhando, pregando e escrevendo. Em Junho de 1887, em Moss, na Noruega, ela esteve na primeira reunião campal realizada fora dos Estados Unidos. Seu ministério no estrangeiro foi muito apreciado.T5 5.2

    Aconteceu também, durante o tempo coberto por este volume 5, considerável oposição movida por parte de um pequeno grupo de insatisfeitos que anos antes deixara nossas fileiras. Seus ataques foram dirigidos basicamente contra o agente do dom profético e seus escritos que tiveram como objetivo erguer e fortalecer a igreja nesses anos. Também, durante a década deste volume, um de nossos principais evangelistas perdeu o seu rumo e acabou tentando destruir a obra que antes ele ajudara a estabelecer. Duas mensagens escritas por Ellen White para evitar que esse homem executasse aquilo que estivera planejando podem ser encontradas neste livro. Uma começa na página 571 e a outra na 621. A tentativa de salvá-lo não teve sucesso e ele se transformou num ácido crítico da senhora White e do dom profético. Embora esses ataques não tenham tido o efeito de deter a obra dos adventistas do sétimo dia, é evidente que foram reconhecidos como elementos que causaram algum distúrbio e, por isso, deveriam ser enfrentados.T5 5.3

    Não é estranho, portanto, que diversos artigos relacionados com o dom profético tenham sido produzidos nesse período. Um deles forneceu a base para a introdução ao livro O Grande Conflito, edição de 1888. Os outros aparecem neste volume. Foi nessa ocasião também que Ellen White juntou material já publicado nos Testemunhos acerca da natureza e influência dos Testemunhos Para a Igreja e os compilou no texto de 38 páginas encontrado quase no final deste volume.T5 6.1

    Na primavera de 1888, uma importante sessão da Associação Geral ocorreu em Minneapolis, estado de Minnesota. Nesse encontro, foi apresentado um conceito mais amplo e adequado das grandes verdades da justificação pela fé. A dificuldade manifestada por alguns para abrir o coração à luz ali derramada de forma tão brilhante impulsionou a senhora White a lançar um apelo em favor do diligente estudo da Bíblia e para derrubar as barreiras contra o avanço na percepção da verdade. Na sessão da Associação Geral do ano seguinte, 1889, obreiros e leigos mencionaram durante os encontros sociais que “o ano anterior tinha sido o melhor de sua vida; que a luz que os atingira vindo da Palavra de Deus tinha sido clara e distinta — justificação pela fé, Cristo nossa justiça. ... O testemunho universal dos que falaram foi no sentido de que essa mensagem de luz e verdade que alcançou o nosso povo é exatamente a verdade para este tempo, e por onde estiveram, entre as igrejas, notaram luz, alívio e as bênçãos de Deus.” Manuscrito 10, de 1889, citado em The Fruitage of Spiritual Gifts, pág. 234. A mensagem de Deus a Seu povo transformou em gloriosa vitória a maré que ameaçava vencê-los.T5 6.2

    Quando o texto deste volume já estava quase terminado, a proposta de uma lei dominical nacional levantou uma nova crise nos Estados Unidos. Nesse contexto foram apresentadas à senhora White visões sobre o conflito iminente e as dificuldades que a igreja deve enfrentar quando o protestantismo se unir ao catolicismo para impor medidas opressivas. Foi retratada a patética letargia daqueles que deveriam estar acompanhando a situação e houve um apelo para que agissem.T5 7.1

    O volume 5 contém uma maior diversidade de temas do que qualquer outro dos nove volumes dos Testemunhos. Este é último dos volumes da série Testemunhos que contém “testemunhos pessoais” endereçados a várias pessoas. Seguiu-se um período de onze anos até ser publicado o volume 6 dos Testemunhos.T5 7.2

    Este volume é muito importante para a igreja hoje por causa da natureza prática de suas oportunas advertências e conselhos. Fundamentando tudo isso estão as solenes declarações que demonstram a proximidade do fim e a preparação necessária, à luz do iminente conflito. Os pastores são chamados a uma mais profunda consagração. Os executivos são advertidos. Médicos são aconselhados. Os professores são admoestados contra a adoção de princípios mundanos e encorajados a conduzir seus alunos para atividades missionárias. Os colportores-evangelistas são desafiados a elevar seu padrão de qualificação. Aos pais são oferecidas instruções relacionadas com a vida no lar e a educação dos filhos. Aqueles que se apresentam com uma nova luz, porém com mensagem contrária aos fundamentos da doutrina, são reprovados. E para os membros em geral há um apelo para reavivamento e reforma.T5 7.3

    A instrução e as advertências presentes neste volume têm exercido uma influência soberana e estabilizadora sobre os adventistas do sétimo dia à medida que avançam em direção a maiores desafios. E seguramente vão continuar a exercer a mesma influência.T5 7.4

    Depositários do Patrimônio Literário de Ellen G. White

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents