Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 5

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 82 — Boatos infundados

    Muitas vezes durante o inverno [de 1888-1889] passado, ouvi o relato de que na Conferência de Mineápolis “a irmã White viu que o julgamento dos justos mortos havia terminado, e que desde 1844 havia começado para os vivos”. Isso não é verdadeiro. Um boato semelhante, que circulou por cerca de dois anos, originou-se deste modo: numa carta escrita na Basiléia, Suíça, para um pastor na Califórnia, fiz uma observação essencialmente como a que se segue: “O Juízo esteve em execução durante 40 anos tratando dos casos dos mortos, e não sabemos quão brevemente passará para os vivos.” A carta foi lida para diversas pessoas, e ouvintes descuidosos fizeram referência ao que supuseram ter ouvido. A questão começou por aí. O problema de Minneapolis originou-se da errônea compreensão de alguns de uma citação dessa carta. Não há qualquer outra razão para um boato como esse.T5 692.1

    Em segundo lugar, esse relato dizia que um pastor vivo foi visto por mim em visão como estando salvo no reino de Deus, representando assim que sua salvação final estava assegurada. Não há qualquer verdade nessa declaração. A Palavra de Deus descreve as condições de nossa salvação, e está em nosso arbítrio decidir se as atenderemos ou não.T5 692.2

    Diz o Revelador: “Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes e Comigo andarão de branco, porquanto são dignas disso. O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de Meu Pai e diante dos Seus anjos.” Apocalipse 3:4, 5.T5 692.3

    “Mas nós, segundo a Sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. Pelo que, amados, aguardando estas coisas, procurai que dEle sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz.” 2 Pedro 3:13, 14.T5 692.4

    “Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados e descaiais da vossa firmeza.” 2 Pedro 3:17. “E o Senhor vos aumente e faça crescer em amor uns para com os outros e para com todos, como também nós para convosco; para confortar o vosso coração, para que sejais irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, com todos os seus santos.” 1 Tessalonicenses 3:12, 13. “Mas o justo viverá da fé; e, se ele recuar, a Minha alma não tem prazer nele. Nós, porém, não somos daqueles que se retiram para a perdição, mas daqueles que crêem para a conservação da alma.” Hebreus 10:38, 39.T5 693.1

    Aqui temos a eleição bíblica plenamente afirmada. Aqui está indicado quem será coroado na cidade de Deus e quem não deverá ter parte com os justos. “Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que tenham direito à árvore da vida e possam entrar na cidade pelas portas.” Apocalipse 22:14.T5 693.2

    O terceiro boato declara que, na Conferência de Minneapolis, “a irmã White confessou que ela cometeu erros em algumas de suas observações naquele encontro, e manifestou errônea disposição”. Essas afirmações também são totalmente infundadas. Não pude deixar de transmitir na Conferência a luz que o Senhor me havia dado. Apresentei-a nas mensagens de advertência e reprovação e em palavras de esperança e fé. Mas nada do que eu disse naquele encontro teve de ser retificado ou confessado estar em erro. Ainda mantenho o mesmo ponto de vista sobre as coisas e tenho a mesma opinião que quando em Minneapolis. Todos os perigos que então vi e que me trouxeram sobrecarga têm evoluído desde aquele encontro. Enquanto me torno mais plenamente familiarizada com a condição de nossas igrejas, vejo que cada advertência dada em Minneapolis foi necessária.T5 693.3

    A influência dos relatos procedentes de Minneapolis tenderam a destruir a confiança em todas as reprovações e advertências dadas por meu intermédio ao povo. Quero expor aqui um exemplo disso.T5 693.4

    Uma irmã ligada a uma de nossas missões havia sido reprovada por sua má influência sobre os jovens com quem tinha contato. Ela animara um espírito de leviandade, vulgaridade e inconstância que entristeceu o Espírito de Deus e desmoralizou os obreiros. Quando chegou de Minneapolis, através de uma carta, o relatório sobre a conduta equivocada da irmã White, a qual exigiu uma confissão nesse particular, os parentes da irmã T observaram: “Bem, se a irmã White estava errada com relação a assuntos da Conferência de Minneapolis e confessou isso, ela também pode ter cometido erros com relação à mensagem que deu à minha irmã, e pode ter de fazer igualmente confissão.” Assim justificaram a malfeitora em sua conduta. Desde aquele tempo, porém, a irmã T reconheceu o erro pelo qual foi reprovada. Aqueles que dão origem e espalham boatos exercem influência no sentido de incentivar os pecadores a rejeitarem a reprovação e colocarem sua salvação em perigo. Que todos os que estão envolvidos nessa tarefa se acautelem a fim de que o sangue dessas pessoas não recaia sobre si no grande dia do julgamento final.T5 694.1

    Os casos mencionados servirão para mostrar quão pouca confiança pode ser depositada em boatos referentes ao que fiz ou escrevi. Durante meus trabalhos ligados à obra de Deus, nunca tomei uma atitude para reivindicar minha própria causa ou para contraditar boatos a meu respeito postos em circulação. Fazer isso ocuparia meu tempo e eu negligenciaria a obra que o Senhor me designou. Deixo esses assuntos com Aquele que cuida de Seus servos e Sua causa.T5 694.2

    Mas gostaria de dizer a meus irmãos: Tomem cuidado em dar crédito a tais rumores. O Salvador disse a Seus discípulos: “Vede, pois, como ouvis...” Lucas 8:18. E Ele falou de certa classe que ouve mas não entende, a fim de não serem convertidos e curados. Novamente disse: “Vede, pois, como ouvis...” “Quem é de Deus escuta as palavras de Deus.” João 8:47.T5 694.3

    Os que escutavam as palavras de Cristo ouviam e transmitiam Seus ensinos de acordo com o sentido que havia neles. É exatamente assim com os que ouvem a Palavra de Deus. A maneira de entenderem e receberem a Palavra depende da disposição de seu coração.T5 694.4

    Há muitos que dão sua própria interpretação àquilo que ouvem, fazendo com que o pensamento do orador pareça completamente diferente daquilo que ele se esforçou em apresentar. Alguns, ouvindo por meio de seus próprios preconceitos ou predisposições, entendem o assunto como desejam que seja — como melhor se harmoniza com seus propósitos — e assim o relatam. Seguindo os impulsos de um coração não santificado, levam para o mal aquilo que, corretamente compreendido, poderia ser instrumento de grande bem.T5 695.1

    Uma expressão perfeitamente verdadeira e justa em si mesma pode ser totalmente distorcida por meio de mentes capciosas, descuidosas e indiscretas. Pessoas bem-intencionadas são freqüentemente descuidosas e cometem erros graves e não é nada provável que outros a apresentem sob luz mais favorável. Alguém que não compreendeu claramente aquilo que o orador quis dizer repete uma observação ou afirmativa, dando-lhe seu próprio significado. Isso causa uma impressão sobre o ouvinte moldada de acordo com seus preconceitos e imaginações. Ele a refere a um terceiro, que por sua vez acrescenta um pouco mais e passa-a adiante. E antes que alguns deles estejam cientes do que estão fazendo, atendem ao propósito de Satanás em plantar as sementes da dúvida, do ciúme e da suspeita em muitas mentes.T5 695.2

    Quando as pessoas ouvem as mensagens divinas de reprovação, advertência ou encorajamento com seu coração cheio de preconceito, não compreenderão a verdadeira importância daquilo que lhes foi enviado para ser um cheiro de vida para a vida. Satanás está a postos para apresentar-lhes tudo sob falsa luz. Mas a pessoa que está faminta e sedenta do conhecimento divino ouvirá corretamente e obterá as preciosas bênçãos que Deus lhe destinou. Sua mente está sob a influência do Santo Espírito e ela saberá ouvir com acerto. Quando o coração é purificado do egoísmo e egolatria, fica em harmonia com a mensagem que Deus lhe envia. As percepções são avivadas, as sensibilidades enobrecidas. O semelhante aprecia o semelhante. “Quem é de Deus escuta as palavras de Deus.” João 8:47.T5 695.3

    A todos os que sentem desejo pela verdade, eu gostaria de dizer: Não dêem crédito a relatórios não-autorizados sobre o que a irmã White fez, disse ou escreveu. Se desejam saber o que o Senhor revelou por meio dela, leiam suas publicações. Há alguns pontos de interesse concernentes aos quais ela não escreveu; não apanhem avidamente e veiculem rumores sobre o que ela disse.T5 696.1

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents