Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Testemunhos para a Igreja 5

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Duvidando dos testemunhos

    “É plano de Satanás enfraquecer a fé do povo de Deus nos Testemunhos.” “Satanás sabe fazer seus ataques. Ele trabalha na mente das pessoas para despertar ciúmes e descontentamento com relação aos dirigentes da obra. Os dons são logo questionados, atribui-se-lhes pequeno valor e a instrução dada mediante a visão é desconsiderada.” “Em seguida vem o ceticismo no tocante aos pontos vitais de nossa fé, as colunas de nossa posição, depois as dúvidas acerca das Escrituras Sagradas, e então a caminhada descendente para a perdição. Quando os Testemunhos, nos quais se acreditava anteriormente, são postos em dúvida e rejeitados, Satanás sabe que as pessoas enganadas não pararão aí; e ele redobra seus esforços até lançá-las em rebelião aberta, a qual se torna irremediável e termina em destruição.”1Testemunhos Para a Igreja 4:211; Testemunhos Para a Igreja 1:236; Testemunhos Para a Igreja 4:211. “Dando lugar a dúvidas e descrença com relação à obra de Deus, e acariciando sentimentos de desconfiança e cruel inveja, estão se preparando para uma decepção total. Levantam-se com sentimentos amargos contra aqueles que ousam falar de seus erros e reprovar seus pecados.”2Testemunhos Para a Igreja 3:328.T5 672.1

    Um testemunho dirigido a alguns moços, e publicado pela primeira vez em 1880, refere-se a esse ponto nos seguintes termos: “Um predominante ceticismo está continuamente aumentando com referência aos Testemunhos do Espírito de Deus; e esses jovens encorajam questionamentos e dúvidas em vez de removê-los, porque ignoram o espírito, poder e força dos Testemunhos.3Testemunhos Para a Igreja 4:437.T5 672.2

    Foi-me mostrado que muitos estão tão necessitados de espiritualidade que não compreendem o valor dos Testemunhos ou o seu real objetivo. Conversam voluvelmente acerca dos Testemunhos dados por Deus em benefício de Seu povo, exercem o juízo sobre os mesmos, dando a sua opinião acerca deles e criticando ora isto ora aquilo, quando fariam melhor em pôr a mão sobre os lábios e prostrar-se no pó. Não conseguem apreciar o espírito dos Testemunhos por conhecerem muito pouco o Espírito de Deus.1Testemunhos Para a Igreja 4:443.T5 672.3

    “Há alguns em _____ que nunca se submeteram plenamente à reprovação. Eles tomaram um rumo de sua própria escolha. Têm sempre em maior ou menor grau exercido influência contra aqueles que se levantam para defender o direito e reprovar o erro. A influência dessas pessoas sobre indivíduos que aqui vêm e que são postos em contato com elas... é muito má. Elas enchem a mente desses recém-chegados com questionamentos e dúvidas a respeito dos Testemunhos do Espírito de Deus. Dão falsas interpretações aos Testemunhos; e em vez de levar pessoas a se tornarem consagradas a Deus, e ouvirem a voz da igreja, ensinam-nas a serem independentes, e não se preocuparem com as opiniões e julgamento dos outros. A influência dessa classe tem estado secretamente em atuação. Alguns não têm noção do prejuízo que estão causando; mas, sendo sem consagração, orgulhosos e rebeldes, conduzem outros no caminho errado. Uma atmosfera venenosa é respirada por esses indivíduos não consagrados. O sangue das almas está nas vestes deles, e Cristo lhes dirá no dia do acerto final: ‘Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.’ Mateus 7:23. Eles ficarão espantados; mas sua professa vida cristã foi um engano, uma fraude.”2Testemunhos Para a Igreja 4:513, 514 (1880).T5 673.1

    “Alguns expressam sua opinião que o testemunho da irmã White não é digno de confiança. Isso é tudo o que algumas pessoas não consagradas desejam. Os testemunhos de reprovação têm frustrado sua vaidade e orgulho; mas se elas se atrevessem, iriam ao limite na moda e no orgulho. Deus dará a todos estes uma oportunidade de se revelarem e de desenvolver seu verdadeiro caráter.”3Testemunhos Para a Igreja 3:313 (1873).T5 673.2

    “Vi que a razão por que as visões não têm sido mais freqüentes nos últimos tempos é que não têm sido apreciadas pela igreja. A igreja quase perdeu sua espiritualidade e fé, e as reprovações e advertências não têm exercido sobre os membros senão um pequeno efeito. Muitos dos que têm professado ter fé nelas não as têm atendido.”1Testemunhos Para a Igreja 1:119 (1855).T5 674.1

    “Se você perder a confiança nos Testemunhos, cairá das verdades da Bíblia. Tenho temido que muitos assumiriam uma atitude questionadora, duvidosa, e em minha aflição por sua salvação, quero adverti-lo. Quantos atenderão à advertência? De acordo com sua atitude atual para com os Testemunhos, porventura no caso de lhe ser dado um testemunho contrário a seu pensar, corrigindo seus erros, você se sentirá na perfeita liberdade de aceitar ou rejeitar qualquer parte, ou todo ele? Aquilo que menos inclinado se acha a receber pode ser justamente a parte mais necessária.”2Testemunhos Para a Igreja 5:98 (1882).T5 674.2

    “Meus irmãos, acautelem-se contra um coração incrédulo e maligno. A Palavra de Deus é clara e minuciosa em suas restrições; ela se opõe à sua condescendência egoísta; por isso, vocês não lhe obedecem. Os Testemunhos de Seu Espírito chamam a atenção para as Escrituras, apontando-lhes seus defeitos de caráter e repreendendo seus pecados; por essa razão vocês não os ouvem. E, para justificar sua conduta carnal e amante de facilidades, vocês duvidam que os Testemunhos provenham de Deus. Se os irmãos obedecessem a seus ensinos, estariam certos de sua origem divina. Lembrem-se: a incredulidade de vocês não afeta a sua autenticidade. Se eles são de Deus, permanecerão.”3Testemunhos Para a Igreja 5:234.T5 674.3

    “Foi-me mostrado que a incredulidade nos testemunhos de advertência, animação e reprovação está afugentando a luz do povo de Deus. A incredulidade fecha-lhes os olhos, de modo que se acham ignorantes de sua verdadeira condição.” “Pensam que não é necessário o testemunho do Espírito de Deus em reprovação, ou que não se refere a eles. Esses estão na maior necessidade da graça de Deus e de discernimento espiritual, para que descubram sua deficiência no conhecimento das coisas do espírito.”1Testemunhos Para a Igreja 3:255, 254 (1873).T5 674.4

    “Muitos que apostataram da verdade atribuem como razão para o seu modo de agir o não terem fé nos Testemunhos. ... A questão agora é: Renunciarão eles a seu ídolo que Deus condena, ou continuarão em seu errôneo caminho de indulgência, e rejeitarão a luz que Deus lhes tem dado, reprovando as próprias coisas em que se deleitam? A questão a ser estabelecida com eles é: Negarei a mim mesmo e receberei como de Deus os Testemunhos porque eles reprovam os meus pecados?T5 675.1

    “Em muitos casos, os Testemunhos são plenamente recebidos, o pecado e a condescendência eliminados, e a reforma imediatamente começa em harmonia com a luz que Deus concedeu. Noutros casos, condescendências pecaminosas são mantidas, os Testemunhos rejeitados, apresentando-se aos outros muitas falsas desculpas para justificar a recusa. O verdadeiro motivo não é revelado. É uma falta de coragem moral, de uma vontade fortalecida e dirigida pelo Espírito de Deus para renunciar a hábitos prejudiciais.”2Testemunhos Para a Igreja 4:31, 32 (1876).T5 675.2

    “Satanás tem a habilidade de sugerir dúvidas e inventar objeções ao testemunho que Deus envia, e muitos consideram uma virtude e indício de inteligência o mostrar-se incrédulo, questionar e contrafazer. Os que querem duvidar têm suficiente oportunidade para isso. Deus não Se propõe fazer desaparecer toda ocasião para a incredulidade. Apresenta evidências que precisam ser cuidadosamente verificadas com espírito humilde e suscetível ao ensino; e todos devem julgar pela força dessas mesmas evidências.”3Testemunhos Para a Igreja 3:255 (1873). “Deus oferece suficiente evidência para a mente sincera crer; mas aquele que se desvia do peso da evidência porque há umas poucas coisas que não podem tornar claras à sua compreensão finita será deixado na atmosfera fria e insensível da descrença e das dúvidas questionadoras e naufragará na fé.”1Testemunhos Para a Igreja 4:232, 233 (1876).T5 675.3

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents