Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos sobre o Regime Alimentar

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Exigir apenas as mudanças necessárias nos hábitos e costumes

    425. Os que se acham ligados a esta instituição devem lembrar que Deus quer que eles cheguem aos doentes onde estes se encontram. Cumpre-nos ser a mão ajudadora de Deus no apresentar os grandes problemas da verdade para este tempo; e não devemos buscar interferir desnecessariamente nos hábitos e costumes daqueles que se encontram no sanatório como doentes e hóspedes. Muitos desses vêm a esse lugar retirado para ficar apenas algumas semanas. Forçá-los, por tão pouco tempo, a uma mudança nas horas de refeições, é sujeitá-los a grande inconveniência. Se assim fizerdes, verificareis, depois de provas, que cometestes um erro. Procurai o quanto possível conhecer os hábitos dos doentes, e não exijais que eles os mudem quando nada de especial é alcançado com isto.CRA 283.2

    A atmosfera da instituição deve ser alegre e como de um lar, e o mais sociável possível. Os que vêm em busca de tratamento devem ser levados a sentir-se em casa. Mudanças abruptas relativamente às refeições os manterão em desassossegado estado mental. O resultado da interrupção de seus hábitos serão sentimentos de desconforto. Sua mente ficará perturbada, o que acarretará condições anormais pelas quais serão privados das bênçãos que de outro modo poderiam obter. Quando for necessário mudar-lhes os hábitos, fazei-o com tanto cuidado e de maneira tão agradável, que eles considerem a mudança como uma bênção e não um desconforto. ...CRA 283.3

    Sejam vossos regulamentos tão coerentes que falem à razão mesmo dos que não foram educados de maneira a verem todas as coisas claramente. Enquanto vos esforçais por introduzir os renovadores e transformadores princípios da verdade na prática da vida dos que chegam ao sanatório em busca de melhoras para a saúde, fazei-os ver que não lhes é imposta nenhuma exação arbitrária. Não lhes deis nenhuma razão de sentir que são obrigados a seguir uma direção que não é de sua escolha. — Carta 213, 1902.CRA 283.4

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents