Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos sobre o Regime Alimentar

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Fígado doente por causa do regime errôneo

    204. No último sábado, ao estar eu falando, vossa face pálida apareceu-me distintamente, como me havia sido mostrada. Vi vossa condição de saúde, e os males que tendes sofrido por tanto tempo. Foi-me mostrado que não tendes vivido de maneira saudável. Vosso apetite tem sido mórbido, e tendes satisfeito o paladar às expensas do estômago. Levais para o estômago artigos impossíveis de serem convertidos em bom sangue. Isto tem acarretado pesado encargo ao fígado, visto estarem os órgãos digestivos desarranjados. Ambos estais doentes do fígado. A reforma de saúde seria de grande proveito a vós ambos, se a praticásseis estritamente. Mas haveis falhado em fazê-lo. Vosso apetite é mórbido, e porque não apreciais um regime simples, natural, composto de farinha integral, verduras e frutas preparadas sem condimento ou gordura, estais continuamente transgredindo as leis que Deus estabeleceu em vosso organismo. Enquanto fizerdes isto, tereis de sofrer as penalidades; pois para cada transgressão está fixada uma pena. Admirais-vos, contudo, da continuada pobreza de vossa saúde. Podeis estar certos de que Deus não irá operar um milagre para salvar-vos dos resultados de vossa própria conduta. ...CRA 123.4

    Alimentos requintados e estado febril

    Não há tratamento que vos possa libertar de vossas presentes dificuldades enquanto comeis e bebeis como estais fazendo. Podeis fazer por vós mesmos aquilo que nem o médico mais experiente pode fazer jamais. Regulai vosso regime. Para satisfazer ao gosto, freqüentemente colocais sobre os órgãos digestivos severa carga, ao levar para o estômago alimentos que não são os mais saudáveis, e muitas vezes em quantidades exageradas. Isto desgasta o estômago, inabilitando-o para receber até mesmo os alimentos mais saudáveis. Tendes o estômago de contínuo debilitado, em virtude de vossos errôneos hábitos no comer. Fazeis vossa alimentação demasiado opulenta. Não é ela preparada de maneira simples, natural, mas é totalmente imprópria para o estômago quando a preparais tendo em vista satisfazer o paladar. A natureza é sobrecarregada, e procura resistir aos vossos esforços para estropiá-la. Calafrios e febre são o resultado dessa tentativa de libertar-se do peso que lhe impondes. Tendes de sofrer a penalidade da violação da lei natural. Deus estabeleceu em vosso organismo leis que não podeis violar sem sofrer a punição. Tendes consultado o gosto sem pensar na saúde. Haveis feito algumas mudanças, mas haveis dado apenas os primeiros passos na reforma do regime. Deus requer de nós temperança em todas as coisas. “Portanto quer comais, ou bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus.”CRA 124.1

    Culpando a providência

    De todas as famílias que conheço, nenhuma necessita mais dos benefícios da saúde do que vós outros. Gemeis de dor e prostração que não sabeis a que atribuir, e procurais submeter-vos com a máxima boa vontade, achando que o sofrimento é a sorte que a Providência determinou. Se pudésseis ter vossos olhos abertos, e pudésseis ver os passos dados em vossa vida e que levaram diretamente ao vosso presente estado de precária saúde, haveria de vos causar espanto vossa cegueira em não ver antes o estado real do caso. Tendes criado apetite antinatural, e não desfrutais de vosso alimento metade do prazer que teríeis se não houvésseis usado erradamente vosso apetite. Tendes natureza pervertida, e estais sofrendo as conseqüências, e que dolorosas elas têm sido!CRA 125.1

    O preço de uma “boa refeição”

    A natureza suporta os abusos sem resistência, até onde pode; então desperta e faz forte esforço para libertar-se dos embaraços e maus tratos que tem sofrido. Sobrevêm então dor de cabeça, calafrios, febre, nervosismo, paralisias e outros males demasiado numerosos para serem mencionados. Uma conduta errada no comer ou beber acaba com a saúde e com isto o prazer da vida. Oh, quantas vezes tendes tomado o que chamais uma boa refeição, às expensas de um organismo febricitante, perda de apetite e perda de sono! Incapacidade de desfrutar uma boa alimentação, noite mal dormida, horas de sofrimento — tudo por causa de uma refeição em que o gosto foi satisfeito!CRA 125.2

    Milhares têm sido tolerantes com seu pervertido apetite, comendo uma boa refeição, como chamam, e como resultado tem portado febre, ou alguma outra enfermidade aguda, e morte certa. Esse foi um prazer adquirido a elevado preço. No entanto muitos têm feito isto, e esses assassinos de si mesmos têm sido louvados por seus amigos e pelo ministro, e conduzidos diretamente ao Céu após sua morte. Que pensamento! Glutões no Céu! Não, não; tais pessoas jamais entrarão pelos portais de pérola da cidade dourada de Deus. Jamais serão exaltadas à mão direita de Jesus, o precioso Salvador, o Homem sofredor do Calvário, cuja vida foi de constante abnegação e sacrifício. Há um lugar indicado para tais pessoas entre os indignos, aqueles que não têm parte na vida melhor, a herança imortal. — Testimonies for the Church 2:67-70 (1868).CRA 125.3

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents