Larger font
Smaller font
Copy
Print
Contents

Conselhos sobre o Regime Alimentar

 - Contents
  • Results
  • Related
  • Featured
No results found for: "".
    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents

    Capítulo 25 — Ensinando princípios saudáveis

    Parte 1 — Instruções sobre assuntos de saúde

    A necessidade da educação quanto à saúde

    759. Nunca foram mais necessários os conhecimentos dos princípios de saúde, do que o são na atualidade. Não obstante os maravilhosos progressos em tantos ramos relativos aos confortos e comodidades da vida, mesmo no que respeita a questões sanitárias e tratamento de moléstias, é alarmante o declínio do vigor físico e do poder de resistência. Isto reclama a atenção de todos quantos levam a sério o bem-estar de seus semelhantes.CRA 441.1

    Nossa civilização artificial está fomentando males que destroem os sãos princípios. Os costumes e as modas se acham em guerra com a natureza. As práticas a que eles obrigam, e as condescendências que fomentam, estão diminuindo rapidamente a resistência física e mental, e trazendo sobre a raça insuportável fardo. A intemperança e o crime, a doença e a miséria, encontram-se por toda parte.CRA 441.2

    Muitos transgridem as leis da saúde devido à ignorância, e necessitam instruções. A maioria, porém, sabe melhor do que aquilo que pratica. Estes precisam ser impressionados quanto a importância de tornar o conhecimento que têm um guia de vida. — A Ciência do Bom Viver, 125, 126 (1905).CRA 441.3

    760. Grande é a necessidade existente de conhecimentos quanto à reforma dietética. Hábitos errôneos de alimentação, e o uso de comidas nocivas, são em grande parte responsáveis pela intemperança, o crime e a ruína que infelicitam o mundo. — A Ciência do Bom Viver, 146 (1905).CRA 441.4

    761. Se quisermos elevar a norma moral em qualquer país aonde formos chamados, precisamos começar corrigindo seus hábitos físicos. A virtude do caráter depende da justa ação das faculdades da mente e do corpo. — [Medical Missionary, Novembro-Dezembro de 1892] Conselhos Sobre Saúde, 505.CRA 441.5

    Muitos serão esclarecidos

    762. O Senhor me tem revelado que muitos, muitos serão salvos de degenerescência física, mental e moral por meio da influência prática da reforma de saúde. Far-se-ão conferências sobre a saúde; multiplicar-se-ão as publicações. Os princípios da reforma de saúde serão recebidos com agrado, e muitos serão esclarecidos. As influências que estão associadas com a reforma de saúde a recomendarão ao julgamento de todos os que desejam luz; e eles se adiantarão passo a passo para receber as verdades especiais para este tempo. Assim verdade e justiça se encontrarão. ...CRA 442.1

    O evangelho e a obra médico-missionária têm de avançar juntos. O evangelho precisa estar ligado aos princípios da verdadeira reforma de saúde. O cristianismo tem de ser introduzido na vida prática. Uma obra reformatória fervorosa, completa, precisa de ser feita. A verdadeira religião bíblica é uma emanação do amor de Deus pelo homem caído. O povo de Deus deve avançar em linha reta, para impressionar o coração dos que estão buscando a verdade, que desejam fazer sua parte retamente nesta época intensamente séria. Cumpre-nos apresentar os princípios da reforma de saúde ao povo, envidando tudo quanto está ao nosso alcance para fazer com que homens e mulheres vejam a necessidade desses princípios e os ponham em prática. — Obreiros Evangélicos, 242, 232.CRA 442.2

    Esforços pioneiros no ensino dos princípios da reforma de saúde

    763. Quando foi realizada a feira do Estado em Battle Creek [1864], nosso povo levou para o terreno três ou quatro fogões, e demonstraram como se podem preparar boas refeições sem o emprego de alimentos cárneos. Foi-nos dito que pusemos a melhor mesa no terreno. Sempre que grandes reuniões são realizadas, é vosso privilégio tomar providências para prover os que as vão assistir com alimento saudável, e deveis tornar esses esforços educativos.CRA 442.3

    Deu-nos o Senhor favor aos olhos do povo, e tivemos muitas maravilhosas oportunidades de demonstrar o que podia ser feito pelos princípios da reforma de saúde a fim de restaurar à saúde aqueles cujos casos haviam sido declarados sem esperança.CRA 442.4

    Nas reuniões campais e de casa em casa

    Devemos envidar maiores esforços para ensinar ao povo as verdades da reforma de saúde. Em toda reunião campal deve ser feito esforço para demonstrar o que pode ser feito no providenciar apetecível, saudável regime de cereais, frutas, nozes e verduras. Em todo lugar em que novos grupos são trazidos à verdade, devem ser ministradas instruções na ciência de preparar alimento saudável. Devem-se escolher obreiros que vão de casa em casa em campanha educativa. — Manuscrito 27, 1906.CRA 443.1

    A tenda médica no acampamento

    764. À medida que nos aproximamos do fim do tempo, cumpre erguer-nos cada vez mais alto quanto à questão da reforma de saúde e temperança cristã, apresentando-a de maneira mais positiva e decidida. Cumpre-nos lutar continuamente para educar o povo, não somente por nossas palavras, mas pelo exemplo. Preceitos e prática aliados têm eficaz influência.CRA 443.2

    Na reunião campal, devem ser ministradas ao povo instruções quanto a assuntos de saúde. Em nossas reuniões na Austrália, eram feitas diariamente palestras sobre assuntos referentes à saúde, sendo despertado profundo interesse. Uma tenda para uso de médicos e enfermeiras achava-se no acampamento, eram dados de graça conselhos médicos, e muitos os buscavam. Milhares de pessoas assistiam às palestras, e ao fim da reunião campal o povo não estava satisfeito de deixar o assunto com o que haviam já aprendido. Em várias cidades em que foram realizadas reuniões campais, alguns dos cidadãos que ocupavam cargos de liderança insistiram em que fosse estabelecido um sanatório filial, prometendo sua cooperação. — Testimonies for the Church 6:112, 113 (1900).CRA 443.3

    Por exemplo bem como por preceito

    765. As grandes reuniões de nosso povo oferecem uma oportunidade excelente para ilustrarem-se os princípios da reforma de saúde. Alguns anos atrás dizia-se muito nessas reuniões relativamente à reforma de saúde e aos benefícios do regime vegetariano; mas ao mesmo tempo alimentos cárneos eram servidos à mesa na tenda de refeições, e vários nocivos artigos alimentícios eram vendidos na tenda das provisões. A fé sem as obras é morta; e as instruções quanto à reforma de saúde, negadas pela prática, não causavam a mais profunda impressão. Em acampamentos posteriores os encarregados têm educado pela prática da mesma maneira que pelo preceito. Carne alguma tem sido servida na tenda de refeições, mas frutas, cereais e verduras têm sido providos em abundância. Ao indagarem as visitas quanto à ausência de carne, é francamente declarada a razão — que a carne não é o artigo mais saudável de alimentação. — Testimonies for the Church 6:112 (1900).CRA 443.4

    [Venda de doces, sorvetes e outras bagatelas no acampamento — 229 e 530]

    Em nossos sanatórios

    766. A luz que me foi comunicada foi que devia estabelecer-se um sanatório, e que nele deviam-se rejeitar as medicações com drogas, empregando-se métodos simples, racionais de tratamento para a cura das doenças. Nessa instituição o povo devia ser ensinado relativamente à maneira de vestir, respirar e comer de maneira apropriada — a maneira de prevenir a doença por hábitos apropriados de viver. — Carta 79, 1905.CRA 444.1

    [Ver também 458]

    767. Nossos sanatórios devem ser meios de esclarecimento para os que ali vêm em busca de tratamento. Deve ser mostrado aos doentes como podem viver com um regime de cereais, frutas, nozes e outros produtos do solo. Recebi instruções no sentido de se fazerem palestras regulares em nossos sanatórios acerca de assuntos de saúde. O povo deve ser ensinado a abandonar os artigos alimentícios que enfraquecem a saúde e a resistência dos seres por quem Cristo deu a própria vida. Os prejudiciais efeitos do chá e do café devem ser mostrados. Os pacientes devem ser ensinados quanto às maneiras por que podem dispensar aqueles artigos de alimentação que prejudicam os órgãos digestivos. ... Mostre-se aos pacientes a necessidade de praticar os princípios referentes à reforma de saúde, caso desejem recuperar a saúde. Mostre-se-lhes como se restabelecer sendo temperantes no comer e fazendo exercício regular ao ar livre. ... Pela obra de nossos sanatórios, deve ser aliviado o sofrimento e restaurada a saúde. Ao povo deve ser ensinado como, pelo cuidado no comer e beber, podem conservar-se bem. ... A abstinência do alimento cárneo beneficiará os que assim procederem. A questão do regime é um assunto de vivo interesse. ... Nossos sanatórios são estabelecidos para um fim especial, para ensinar ao povo que não vivemos para comer, mas comemos para viver. — Carta 233, 1905.CRA 444.2

    Educar pacientes na enfermagem doméstica

    768. Conservai os pacientes ao ar livre o quanto possível, e fazei-lhes animadoras e felizes palestras no salão, com leituras simples e lições bíblicas, de fácil compreensão, o que serão uma animação para a alma. Falai sobre a reforma de saúde, e não vos torneis, meu irmão, sobrecarregado em tantos sentidos que não vos seja possível ensinar as lições simples concernentes à reforma de saúde. Os que saem do sanatório devem ir tão bem instruídos que possam ensinar a outros os métodos de tratarem sua família.CRA 445.1

    Há perigo de gastar-se demasiado com mecanismos e utensílios que os pacientes nunca poderão usar nas lições a ministrar em família. Ensine-se-lhes antes a regular o regime, de modo que o maquinismo vivo de todo o ser trabalhe em harmonia. — Carta 204, 1906.CRA 445.2

    Instruções a serem dadas acerca da temperança

    769. Em nossas instituições médicas devem ser dadas instruções claras com relação à temperança. Aos pacientes deve ser mostrado o mal da bebida intoxicante, e a bênção da abstinência total. Deve-se-lhes pedir que abandonem as coisas que lhes têm arruinado a saúde, sendo o lugar delas substituído com abundância de fruta. Laranjas, limões, ameixas, pêssegos e muitas outras variedades se podem obter; pois o mundo do Senhor é produtivo, uma vez que se envidem diligentes esforços. — Carta 145, 1904.CRA 445.3

    770. Os que estão em luta com o poder do apetite, devem ser instruídos nos princípios do viver saudável. Deve-se-lhes mostrar que a violação das leis da saúde, criando um estado enfermo e desejos não naturais, lança as bases para o hábito das bebidas alcoólicas. Unicamente vivendo em obediência aos princípios da saúde, podem eles se libertar da sede de estimulantes contrários à natureza. Ao passo que dependem da força divina para quebrar as cadeias do apetite, devem cooperar com Deus pela obediência a Suas leis, tanto as morais, como as físicas. — A Ciência do Bom Viver, 177 (1905).CRA 445.4

    Requer-se ampla reforma de saúde

    771. Qual é a obra especial que somos chamados a realizar em nossas instituições de saúde? Em vez de dar, por preceito e exemplo, instrução na condescendência com o apetite pervertido, fazei-o no sentido contrário. Erguei o estandarte da reforma em todos os aspectos. O apóstolo Paulo alçou a voz: “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.”CRA 446.1

    Nossas instituições de saúde são estabelecidas para apresentarem os princípios vivos do regime limpo, puro, saudável. Importa comunicar o conhecimento concernente à abnegação, ao domínio de si mesmo. Jesus, que fez e redimiu o homem, deve ser exaltado perante todos quantos vierem a nossas instituições. O conhecimento do caminho da vida, paz, saúde, deve ser ministrado regra sobre regra, preceito sobre preceito, para que homens e mulheres vejam a necessidade da reforma. Importa que eles sejam levados a renunciar aos aviltantes costumes e práticas que existiam em Sodoma e no mundo antediluviano, que Deus destruiu em razão de sua iniqüidade. Mateus 24:37-39. ...CRA 446.2

    Todos quantos visitarem nossas instituições de saúde devem ser instruídos. Deve ser apresentado perante todos, poderosos e humildes, ricos e pobres, o plano da salvação. Cumpre serem dadas instruções cuidadosamente preparadas, para que a condescendência com a intemperança em moda no comer e beber seja vista como a causa de doença e sofrimento e das más práticas que a seguem em resultado. — Manuscrito 1, 1888.CRA 446.3

    [Como operar reformas no regime alimentício — 426]

    Folhas da árvore da vida

    772. Foi-me indicado que a obra a ser feita no tocante à reforma de saúde não deve sofrer atraso algum. Por meio dessa obra é que alcançaremos almas, nos caminhos e valados. Foi-me mostrado muito especialmente que, por meio dos nossos sanatórios, muitas almas receberão a verdade presente e a ela obedecerão. Nessas instituições, tanto homens como mulheres devem ser ensinados a cuidar do próprio corpo, bem como a firmar-se na fé. Deve-se-lhes ensinar a significação de comer a carne e beber o sangue do Filho de Deus. Disse Cristo: “As palavras que Eu vos disse são espírito e vida.” João 6:63.CRA 447.1

    Nossos sanatórios devem ser escolas em que o ensino deverá seguir os moldes missionário-médicos. Devem dar às almas feridas pelo pecado, as folhas da árvore da vida, que lhes devolverão a paz, a esperança e a fé em Jesus Cristo. — Testimonies for the Church 9:168 (1909); Testemunhos Selectos 3:367.CRA 447.2

    Preparo para orar pedindo cura

    773. É trabalho perdido ensinar o povo a volver-se para Deus como Aquele que lhes cura as enfermidades, a menos que sejam também ensinados a renunciar aos hábitos nocivos. Para que recebam Sua bênção em resposta à oração, devem cessar de fazer o mal e aprender a fazer o bem. Seu ambiente deve ser higiênico, corretos os seus hábitos de vida. Devem viver em harmonia com a lei de Deus, tanto a natural, como a espiritual. — A Ciência do Bom Viver, 227, 228 (1905).CRA 447.3

    A responsabilidade do médico quanto a esclarecer seus pacientes

    774. As instituições de saúde para os doentes serão os melhores lugares para educar os sofredores a viverem de acordo com as leis da Natureza, e deixarem suas práticas destruidoras da saúde nos hábitos errôneos no regime, no vestuário, que estão em harmonia com os errados hábitos e costumes do mundo, os quais não são absolutamente segundo a orientação de Deus. Elas estão fazendo uma boa obra para esclarecer nosso mundo. ...CRA 447.4

    Há agora positiva necessidade, mesmo no que respeita a médicos, reformadores no sentido do tratamento das doenças, de que esforços mais conscienciosos sejam feitos para levar para a frente e para cima a obra por si próprios, e para instruir interessadamente aqueles que deles esperam competência médica para verificar a causa de suas enfermidades. Eles lhes devem chamar a atenção de maneira especial às leis estabelecidas por Deus, as quais não podem ser impunemente violadas. Eles se detêm muito na operação da doença, mas, em regra geral, não despertam a atenção para as leis que devem ser sagrada e inteligentemente obedecidas a fim de evitá-la. Especialmente se o médico não tem sido correto em seus hábitos dietéticos, se seu próprio apetite não tem sido restringido a um regime simples e são, rejeitando em grande maneira o uso de carne de animais mortos — ele ama a carne — educou e cultivou o gosto pelos alimentos prejudiciais à saúde. Ele tem idéias estreitas, e mais depressa educará e disciplinará o gosto e o apetite de seus pacientes no sentido de amarem as coisas que ele ama, do que lhes comunicará os sãos princípios da reforma de saúde. Prescreverá carne para os doentes, quando esta é o pior regime que lhes possa ser dado — estimula, mas não fortalece. Eles não examinam seus hábitos anteriores de comer e beber, notando especialmente seus hábitos errôneos, os quais estiveram por anos a deitar o fundamento da doença.CRA 447.5

    Médicos conscienciosos devem ser preparados para esclarecerem os ignorantes, e com sabedoria fazerem suas prescrições, proibindo os artigos que sabem ser errôneos do regime deles. Devem declarar positivamente as coisas que consideram nocivas às leis da saúde, e deixarem que esses sofredores operem conscienciosamente no fazer por si mesmos as coisas que lhes é possível efetuar, colocando-se assim na devida relação para com as leis da vida e da saúde. — Manuscrito 22, 1887.CRA 448.1

    [Dever dos médicos e auxiliares no sentido de educar os próprios gostos — 720]

    [A responsabilidade do médico quanto a educar pela pena e pela palavra na cozinha saudável — 582]

    [Doentes do Retiro da Saúde serem educados no afastamento do regime cárneo — 720]

    Solene encargo

    775. Quando um médico vê que um paciente está padecendo de um mal causado por comer e beber impróprios, e todavia negligencia dizer-lhe isto, e indicar-lhe a necessidade de reforma, está causando dano a um semelhante. Ébrios, maníacos, os que se entregam à licenciosidade — apelam todos para o médico para que lhes declare positiva e distintamente que o sofrimento é resultado do pecado. Recebemos grande luz no que concerne à reforma de saúde. Por que, então, não somos mais decididos na sinceridade do combate às causas que produzem moléstias? Vendo o conflito contínuo com a dor, trabalhando constantemente para aliviar o sofrimento, como podem nossos médicos ficar quietos? Podem eles refrear-se de erguer a voz em advertência? São eles caridosos e misericordiosos se não ensinam estrita temperança como um remédio para a doença? — Testimonies for the Church 7:74, 75 (1902).CRA 448.2

    Coragem moral exigida pelos reformadores

    776. Grande soma de bem pode ser feita esclarecendo todos aqueles a quem temos acesso, como o melhor meio, não somente de curar os doentes, mas de prevenir doença e sofrimento. Os médicos que se esforçam para esclarecer seus pacientes acerca da natureza e causas das moléstias que sofrem, e ensinar-lhes a maneira de evitá-las, podem ter tarefa árdua; se, porém, ele for consciencioso reformador, falará claramente sobre os ruinosos efeitos da condescendência consigo mesmo no comer, beber e vestir, da sobrecarga das forças vitais que levou seus pacientes ao ponto em que se encontram. Não acrescentará o mal ministrando drogas até que a natureza exausta abandone a luta, mas ensinará os pacientes a formarem hábitos corretos, e ajudarem a Natureza em sua obra de restauração mediante uso sábio de seus próprios remédios simples.CRA 449.1

    Em todas as nossas instituições médicas, deve ser tornado aspecto especial do trabalho o dar instruções referentes às leis da saúde. Os princípios da reforma de saúde devem ser cuidadosa e cabalmente apresentados perante todos, tanto pacientes como auxiliares. Esta obra requer coragem moral; pois ao passo que muitos aproveitarão tais esforços, outros se ofenderão. Os verdadeiros discípulos de Cristo, porém, aqueles cuja mente se encontra em harmonia com a mente de Deus, enquanto aprendem constantemente, vão ensinando também, levando a mente de outros para o alto, para longe dos erros dominantes no mundo. — Christian Temperance and Bible Hygiene, 121; Conselhos Sobre Saúde, 451, 452 (1890).CRA 449.2

    Cooperação de sanatórios e escolas

    777. Tem sido claramente mostrado que nossas instituições educativas devem estar ligadas a nossos sanatórios sempre que seja possível. A obra das duas instituições deve unir-se. Sinto-me grata por termos uma escola em Loma Linda. O talento educacional de médicos competentes é uma necessidade às escolas em que evangelistas médico-missionários devem ser preparados para o serviço. Os alunos na escola devem ser ensinados a ser estritos reformadores no terreno da saúde. As instruções ministradas quanto à doença e suas causas, e como evitá-la, e o preparo dado no tratamento dos doentes, demonstrar-se-ão inapreciáveis, e daquelas que os alunos de todas as nossas escolas devem receber.CRA 450.1

    Essa união de nossas escolas e sanatórios provar-se-á vantajosa em muitos sentidos. Mediante as instruções proporcionadas pelo sanatório, os alunos aprenderão a evitar a formação de descuidados e intemperantes hábitos no comer. — Carta 82, 1908.CRA 450.2

    Na obra evangelística e nas missões urbanas

    778. Como um povo, foi-nos dada a obra de tornar conhecidos os princípios da reforma de saúde. Alguns há que pensam que a questão do regime alimentar não seja de importância suficiente para ser incluída em seu trabalho evangélico. Mas esses cometem um grande erro. A Palavra de Deus declara: “Portanto, quer comais, quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” 1 Coríntios 10:31. O assunto da temperança, em todas as suas modalidades, tem lugar importante na obra da salvação.CRA 450.3

    Em conexão com nossas missões de cidade deveria haver cômodos apropriados, em que aqueles nos quais se despertou interesse possam reunir-se para ser instruídos. Esta obra necessária não deve ser efetuada de modo tão pobre que se faça impressão desfavorável sobre o espírito do povo. Tudo que é feito deve dar testemunho favorável em prol do Autor da verdade, e deve de modo apropriado representar a santidade e importância das verdades da terceira mensagem angélica. — Testimonies for the Church 9:112 (1909); Obreiros Evangélicos, 347.CRA 450.4

    779. Em todas as nossas missões, mulheres inteligentes devem ser encarregadas dos arranjos domésticos — mulheres que saibam preparar bem e saudavelmente o alimento. A mesa deve achar-se abundantemente suprida de comidas da melhor qualidade. Se alguém, de gosto pervertido, anseia chá, café, condimentos, e pratos nocivos à saúde, esclarecei-o. Buscai despertar a consciência. Ponde-lhes diante os princípios bíblicos quanto à saúde. — Christian Temperance and Bible Hygiene, 117; Conselhos Sobre Saúde, 449, 450 (1890).CRA 451.1

    Ensinem os pastores os princípios da reforma

    780. Cumpre-nos educar-nos a nós mesmos, não somente em viver em harmonia com as leis da saúde, mas em ensinar a outros o melhor caminho. Muitos, mesmo dos que professam crer nas verdades especiais para este tempo, são lamentavelmente ignorantes no que se relaciona com a saúde e a temperança. Esses necessitam ser instruídos, regra sobre regra, preceito sobre preceito. O assunto precisa ser conservado sempre novo diante deles. Essa questão não deve ser passada por alto como não sendo essencial; pois quase toda família necessita ser despertada a seu respeito. A consciência precisa ser despertada para o dever de praticar os princípios da verdadeira reforma. Deus requer que Seus filhos sejam temperantes em todas as coisas. A menos que pratiquem genuína temperança, não podem nem desejarão ser susceptíveis à santificadora influência da verdade.CRA 451.2

    Nossos ministros devem tornar-se inteligentes nesta questão. Não a devem ignorar, nem se desviar pelos que os chamam extremistas. Verifiquem o que constitui a verdadeira reforma de saúde, e ensinem-lhe os princípios, tanto por preceito, como por tranqüilo e coerente exemplo. Em nossas reuniões grandes, devem ser ministradas instruções quanto à saúde e à temperança. Buscai despertar o intelecto e a consciência. Ponde no serviço todo talento de que dispondes, e secundai o trabalho com publicações acerca da matéria. “Educai, educai, educai”, é a mensagem que me tem sido incutida. — Christian Temperance and Bible Hygiene, 117; Conselhos Sobre Saúde, 449 (1890).CRA 451.3

    781. Ao aproximar-nos do fim do tempo, precisamos erguer-nos mais e mais alto na questão da reforma de saúde e temperança cristã, apresentando-a de maneira mais positiva e decidida. Precisamos esforçar-nos continuamente para educar o povo, não apenas por palavras, mas por nossa maneira de viver. O preceito e a prática aliados, possuem uma influência poderosa. — Testimonies for the Church 6:112 (1900); Testemunhos Selectos 2:400.CRA 451.4

    Apelo a pastores, presidentes de associações e outros dirigentes

    782. Nossos pastores se devem tornar entendidos quanto à reforma de saúde. Eles devem compreender as leis que regem a vida física, e sua ação sobre a saúde da mente e da alma.CRA 452.1

    Milhares e milhares pouco sabem quanto ao maravilhoso corpo que Deus lhes deu, ou do cuidado que ele deve receber; consideram de mais importância o estudar assuntos de muito menos conseqüência. Os pastores têm aí uma obra a fazer. Quando eles se colocarem a esse respeito na devida posição, muito será conseguido. Devem obedecer às leis da vida em sua maneira de viver e em sua casa, praticando os sãos princípios, e vivendo saudavelmente. Então estarão habilitados a falar acertadamente a esse respeito, levando o povo cada vez mais acima na obra da reforma. Vivendo eles próprios na luz, podem apresentar uma mensagem de grande valor aos que se acham em necessidade desses mesmos testemunhos.CRA 452.2

    Há preciosas bênçãos e ricas experiências a serem alcançadas se os pastores unirem a apresentação da questão da saúde com todos os seus trabalhos nas igrejas. O povo precisa receber a luz sobre a reforma de saúde. Essa obra tem sido negligenciada, e muitos estão prestes a perecer, por necessitarem da luz que devem e precisam ter para que abandonem as condescendências egoístas.CRA 452.3

    Os presidentes de nossas associações devem compreender que é bem tempo de eles tomarem a devida posição neste assunto. Pastores e professores devem transmitir aos outros a luz que têm recebido. Sua obra é necessária em toda linha. Deus os ajudará; Ele fortalecerá Seus servos para que fiquem firmes, e não sejam abalados na verdade e justiça para se acomodar à satisfação egoísta.CRA 452.4

    A obra de educar nos ramos médico-missionários é um passo avançado de grande importância no despertar os homens quanto a suas responsabilidades morais. Houvessem os pastores lançado mãos a essa obra em seus vários departamentos em harmonia com a luz comunicada por Deus, e teria havido a mais decidida reforma no comer, beber e vestir. Mas alguns se têm justamente atravessado no caminho da marcha da reforma de saúde. Têm segurado o povo para trás por suas indiferentes ou condenatórias observações, ou por gracejos e pilhérias. Eles próprios e grande número de outros têm sofrido a ponto de morrer, mas nem todos aprenderam ainda a sabedoria.CRA 453.1

    Tem sido apenas por meio de luta ativa que se tem feito algum progresso. O povo tem sido contrário a negar-se a si mesmo, contrário a render a mente e a vontade à vontade de Deus; e em seus próprios sofrimentos, e em sua influência sobre outros, têm compreendido o seguro resultado de tal conduta.CRA 453.2

    A igreja está fazendo história. Cada dia é uma batalha e uma marcha. Achamo-nos a cada lado assediados por inimigos invisíveis; e, ou vencemos pela graça que nos é dada por Deus ou somos vencidos. Insisto em que os que têm tomado atitude neutra quanto à reforma de saúde se convertam. Preciosa é esta luz, e o Senhor dá-me a mensagem de instar para que todos que têm responsabilidades em qualquer ramo da obra de Deus cuidem que essa verdade tenha ascendência no coração e na vida. Unicamente assim pode alguém enfrentar as tentações que seguramente há de encontrar no mundo.CRA 453.3

    Fracasso em praticar a reforma de saúde desqualifica para o ministério

    Por que manifestam alguns de nossos irmãos pastores, tão pouco interesse na reforma de saúde? É porque as instruções quanto à temperança em todas as coisas se acham em oposição a sua prática de condescendência consigo mesmos. Em alguns lugares isto tem sido a grande pedra de tropeço no caminho de levarmos o povo a investigar, e praticar e ensinar a reforma de saúde. Homem algum deve ser separado como mestre do povo enquanto seu ensino ou exemplo contradiz o testemunho que Deus deu a Seus servos para apresentar relativamente ao regime, pois isto trará confusão. Sua desconsideração da reforma de saúde desqualifica-o para estar como mensageiro do Senhor.CRA 453.4

    A luz comunicada pelo Senhor sobre esta questão em Sua Palavra é clara, e os homens serão provados e experimentados por muitos modos, a ver se a atendem. Toda igreja, toda família, necessita ser instruída com referência à temperança cristã. Todos devem saber como comer e beber de maneira a conservar a saúde. Achamo-nos entre as cenas finais da história deste mundo; e deve haver ação harmônica nas fileiras dos observadores do sábado. Os que ficam afastados da grande obra de instruir o povo sobre esta questão, não seguem o caminho que tem por guia o grande Médico. “Se alguém quiser vir após Mim”, disse Cristo, “renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-Me.” Mateus 16:24. — Testimonies for the Church 6:376-378 (1900).CRA 454.1

    Educação doméstica de saúde

    783. Os pais devem viver mais para seus filhos, e menos para a sociedade. Estudai assuntos de saúde, e ponde em prática vossos conhecimentos. Ensinai vossos filhos a raciocinar da causa para o efeito. Ensinai-lhes que se desejam ter saúde e felicidade, devem obedecer às leis da natureza. Ainda que não vejais aproveitamento tão rápido como desejaríeis, não desanimeis, mas continuai paciente e perseverantemente vossa obra.CRA 454.2

    Ensinai desde o berço vossos filhos a exercer a abnegação, o domínio de si mesmos. Ensinai-os a gozar as belezas da Natureza, e a exercitar sistematicamente as faculdades da mente e do corpo, em ocupações úteis. Criai-os de modo a terem constituição sã e boa moral, disposição alegre e índole branda. Impressionai-lhes a tenra mente com a verdade de que não é o desígnio divino que vivamos meramente para satisfazer nossas inclinações atuais, mas para nosso bem final. Ensinai-lhes que ceder à tentação é fraqueza e impiedade; resistir-lhe, nobreza e varonilidade. Essas lições serão como sementes lançadas em boa terra, e produzirão frutos que farão a alegria de vosso coração. — A Ciência do Bom Viver, 386 (1905).CRA 454.3

    A obra de Deus estorvada por condescendência egoísta

    784. Há uma mensagem acerca da reforma de saúde, a qual deve ser apresentada em todas as igrejas. Há uma obra por fazer em cada escola. Nem a um diretor nem a professores deve ser confiada a educação dos jovens antes que possuam um conhecimento prático deste assunto. Alguns se têm sentido na liberdade de criticar e pôr em dúvida os princípios da reforma de saúde, achando defeitos neles, embora pouco conheçam por experiência. Deviam colocar-se ombro a ombro, coração a coração, com os que trabalham no rumo certo.CRA 455.1

    O assunto da reforma de saúde tem sido apresentado nas igrejas; a luz, porém, não tem sido recebida de coração. As condescendências egoístas, destruidoras da saúde, de homens e mulheres, têm anulado a influência da mensagem que deve preparar um povo para o grande dia de Deus. Se as igrejas esperam ter poder, terão de pôr em prática a verdade que Deus lhes deu. Se os membros de nossas igrejas desprezam a luz sobre este assunto, colherão o resultado certo, em degeneração tanto espiritual como física. E a influência desses membros da igreja mais idosos contagiará os novos na fé. O Senhor não opera agora para trazer muitas almas para a verdade, por causa dos membros da igreja que nunca foram convertidos, e dos que, uma vez convertidos, voltaram atrás. Que influência haviam de ter esses membros não consagrados, sobre os novos conversos? Não tornariam sem efeito a mensagem dada por Deus, a qual Seu povo deve apresentar? — Testimonies for the Church 6:370, 371 (1900).CRA 455.2

    Cada membro deve partilhar a verdade

    785. Atingimos um tempo em que todo membro da igreja deveria lançar mão da obra missionário-médica. O mundo é um hospital repleto de enfermos, tanto física como espiritualmente. Por toda parte morrem pessoas à míngua de conhecimento das verdades que nos foram confiadas. Os membros da igreja carecem de um despertamento, para que possam reconhecer sua responsabilidade de comunicar a outros estas verdades. Os que foram iluminados pela verdade devem ser portadores de luz para o mundo. Esconder nossa luz no tempo atual é cometer um erro terrível. A mensagem para o povo de Deus hoje é: “Levanta-te, resplandece, porque já vem a tua luz, e a glória do Senhor vai nascendo sobre ti.”CRA 455.3

    Por toda parte vemos os que receberam muita luz e conhecimento, escolhendo deliberadamente o mal em lugar do bem. Não fazendo tentativa alguma para reformarem-se, vão-se tornando piores mais e mais. Mas o povo de Deus não deve andar em trevas. Devem andar na luz, pois são reformadores. — Testimonies for the Church 7:62 (1902); Testemunhos Selectos 3:102.CRA 456.1

    Estabelecer novos centros

    786. É positivo dever do povo de Deus ir para as regiões de além. Ponham-se em operação forças para preparar novo terreno, fundar novos centros de influência aonde quer que se encontre uma oportunidade. Concitai obreiros que possuam verdadeiro zelo missionário, e saiam eles a difundir luz e conhecimento, perto e longe. Levem eles os vivos princípios da reforma de saúde para as localidades que, em grande parte, ignoram esses princípios. Formem-se classes, e dêem-se instruções acerca do tratamento de doenças. — Testimonies for the Church 8:148 (1904).CRA 456.2

    787. Há um vasto campo de serviço para as mulheres, assim como para os homens. A eficiente cozinheira, a costureira, a enfermeira — de todas é necessário o auxílio. Ensinem-se os membros dos lares pobres a cozinhar, a fazer e consertar sua própria roupa, a tratar dos doentes, a cuidar devidamente do lar. Mesmo as crianças devem ser ensinadas a fazer algum serviço de amor e misericórdia pelos menos afortunados do que elas. — Testimonies for the Church 9:36, 37 (1909); Testemunhos Selectos 3:302, 303.CRA 456.3

    Educadores, avançai!

    788. A obra da reforma de saúde é o meio empregado pelo Senhor para diminuir o sofrimento de nosso mundo, e para purificar Sua igreja. Ensinai ao povo que eles podem desempenhar o papel da mão ajudadora de Deus mediante sua cooperação com o Obreiro-mestre na restauração da saúde física e espiritual. Esta obra traz o selo divino, e há de abrir portas para a entrada de outras verdades preciosas. Há lugar para trabalharem todos quantos efetuarem esta obra inteligentemente.CRA 456.4

    Conservai na frente a obra da reforma de saúde — é a mensagem que sou instruída a apresentar. Mostrai tão claramente o seu valor que se venha a sentir uma vasta necessidade dela. A abstinência de todo alimento e bebida prejudiciais é o fruto da verdadeira religião. Aquele que é perfeitamente convertido abandonará todo hábito e apetite prejudiciais. Pela abstinência total vencerá ele o desejo das condescendências que destroem a saúde.CRA 457.1

    Sou instruída a dizer aos educadores da reforma de saúde: Ide avante! O mundo carece de todo jota da influência que podeis exercer para conter a onda de desgraça moral. Mantenham-se os que ensinam a terceira mensagem angélica leais à sua bandeira. — Testimonies for the Church 9:113 (1909).CRA 457.2

    Larger font
    Smaller font
    Copy
    Print
    Contents